Fundação da UEFA para as Crianças apoia projectos em quatro países da África subsariana

A Fundação da UEFA para as Crianças, em colaboração com o Inter Campus, está a apoiar projectos educacionais em Angola, Camarões, República Democrática do Congo e Uganda.

A Fundação da UEFA para as Crianças e a Inter Campus estão unidas em projectos na África subsariana
A Fundação da UEFA para as Crianças e a Inter Campus estão unidas em projectos na África subsariana @ContigoInterCampus

Crianças de quatro países da África subsariana estão a beneficiar da parceria entre a Fundação da UEFA para as Crianças e a Inter Futura, uma organização sob a égide do FC Internazionale Milano.

Haverá projectos apoiados em Angola, Camarões, República Democrática do Congo e Uganda
Haverá projectos apoiados em Angola, Camarões, República Democrática do Congo e Uganda@ContigoInterCampus

A Inter Futura ajuda a dirigir o Inter Campus – um projecto social que anualmente ajuda dezenas de crianças necessitadas em todo o Mundo. O Inter Campus e a Fundação da UEFA para as Crianças já tinham colaborado em dois projectos, em Israel e Palestina e na Venezuela. 

O projecto “Black ’n Blue” do Inter Campus vai decorrer em Angola, Camarões, República Democrática do Congo e Uganda. O objectivo é melhorar a educação de crianças utilizando o futebol como catalisador. Por forma a quebrar barreiras entre diferentes comunidades, representantes locais têm a oportunidade de conhecer e partilhar as suas experiências pessoais. 

Quatro países

As crianças na República Democrática do Congo já estão a beneficiar da iniciativa
As crianças na República Democrática do Congo já estão a beneficiar da iniciativa@ContigoInterCampus

Apesar de existirem diversos assuntos que precisam de ser abordados em cada país, foram identificados dois por país que assumem estatuto prioritário: 


  • Angola: melhoria da saúde e prevenção do crime, utilizando o futebol como uma ferramenta preventiva e de desenvolvimento para crianças em risco.
  • Camarões: melhoria da integração étnica, especialmente e zonas rurais, utilizando o futebol como uma ferramenta para a paz num país em que a modalidade é considerada por muitos quase como uma religião.
  • República Democrática do Congo: identificar crianças de rua em zonas rurais e fornecer-lhes assistência tão cedo quanto possível.
  • Uganda: redução da desigualdade de género para ajudar a diminuir a pobreza entre as mulheres, utilizando o futebol como catalisador para envolver mais crianças na educação. 

Apoiar a educação através do futebol

A Fundação da UEFA para as Crianças juntou-se à Inter Campus para tentar melhorar o dia-a-dia de crianças desfavorecidas. 

Os programas para ajudar as crianças visam apoiar a educação através do futebol
Os programas para ajudar as crianças visam apoiar a educação através do futebol@ContigoInterCampus

Os assuntos abordados vão desde más condições sanitárias até falta de alimentos, aspectos que afectam o desenvolvimento físico das crianças. Trabalhando dentro e fora dos relvados com uma rede forte de parceiros, a Inter Campus espera aliviar estas condições difíceis e criar um círculo virtuoso do qual gerações futuras possam beneficiar. 

A Inter Campus pretende apoiar a educação através do futebol e do desporto, bem como atenuar a desigualdade de género encorajando à participação das raparigas. Estas actividades serão desenvolvidas através de 16 visitas de monitorização e “workshops” com a duração de uma semana (quatro por país). Programas especializados também estão a ser criados com base no conhecimento de parceiros locais e a experiência da Inter Campus.

O objectivo é envolver 1500 crianças por ano nos quatro países. Uma delegação de treinadores locais também vai ministrar treino especial para transmitir aos colegas as competências adquiridas, dessa forma beneficiando milhares de crianças nos quatro países ao longo dos próximos anos.

Javier Zanetti jogou no Inter durante quase duas décadas
Javier Zanetti jogou no Inter durante quase duas décadas©UEFA.com

“Estou satisfeito com esta parceria benéfica entre a Inter Campus e a Fundação da UEFA para as Crianças prosseguir durante mais dois anos”, disse Javier Zanetti, vice-presidente do FC Internazionale Milano, que também representou o clube durante uma carreira que durou quase duas décadas. 

“Este é o terceiro projecto em que vamos trabalhar juntos, após aqueles realizados em Israel e Palestina e na Venezuela, e como sempre, estas duas organizações partilham o mesmo objectivo – ajudar a melhorar as condições de vida do máximo de crianças possível.”

O futebol é uma ferramenta poderosa

O Presidente da UEFA, Aleksander Čeferin, é também o presidente do conselho de administração da fundação e elogia o trabalho realizado desde 2015, salientando a forma como o futebol está a mostrar toda a sua força social.

“Tendo tido a oportunidade de me envolver pessoalmente em vários projectos, vi que o futebol é uma ferramenta extremamente poderosa”, afirmou o Presidente da UEFA. 

Aleksander Čeferin preside ao conselho de administração da fundação
Aleksander Čeferin preside ao conselho de administração da fundação©UEFA.com

“Seja em campos de refugiados em todo o mundo, nos subúrbios problemáticos das cidades europeias ou nas zonas de conflito esquecidas, todas as actividades apoiadas pela Fundação da UEFA para as Crianças reforçaram o meu desejo de ver o futebol europeu assumir o seu papel no desenvolvimento social dos jovens, em todo o mundo”. 

“Gostaria também de prestar homenagem a este respeito ao FC Internazionale Milano, que, através da Inter Campus, tem trabalhado incansavelmente para melhorar a vida das crianças, para que tenham a possibilidade de sonhar com um futuro melhor.”

Um milhão de crianças

Nos cinco anos desde a criação da Fundação da UEFA para as Crianças, cerca de um milhão de crianças beneficiaram do seu amplo programa de actividades em todo o mundo, além de apoiar projectos em 100 países nos cinco continentes. 

Através do desporto, e do futebol em particular, a fundação está a ajudar a dar esperança às crianças de origens mais problemáticas, para ajudá-las a alcançar os seus objectivos na vida.