Dinamarca chora morte de Møller Nielsen

Richard Møller Nielsen, que conduziu a Dinamarca ao triunfo no Campeonato da Europa de 1992, faleceu e Peter Schmeichel considerou-o "uma inspiração, um professor e um amigo".

Richard Møller Nielsen celebra a vitória da Dinamarca no EURO '92 com Kim Christofte
Richard Møller Nielsen celebra a vitória da Dinamarca no EURO '92 com Kim Christofte ©Getty Images

Richard Møller Nielsen, seleccionador que conduziu a Dinamarca à glória no Campeonato da Europa de 1992, na Suécia, morreu com 76 anos de idade, após doença prolongada.

Ainda hoje considerada uma das maiores conquistas em termos desportivos, o sucesso da Dinamarca em 1992 foi ainda mais notável uma vez que Møller Nielsen dispôs apenas de dez dias para preparar a sua selecção para a competição, com a Dinamarca a ser escolhida após a exclusão da Jugoslávia. Após qualificar-se na fase de grupos no segundo lugar, os dinamarqueses bateram, na meia-final, a Holanda nos penalties, antes de se superiorizarem à Alemanha na final, a quem venceram por 2-0 em Gotemburgo.

Richard Møller Nielsen fotografado em 2013
Richard Møller Nielsen fotografado em 2013©SPL-FBF

John Jensen, que marcou o golo inaugural na final, disse sobre o seu mentor tardio: "Foi, talvez, o maior treinador que já tivemos no futebol dinamarquês. Foi uma honra enorme trabalhar sob o seu comando. Ele tomava as decisões certas nos momentos certos. Foi o seleccionador de que precisámos na situação em que fomos envolvidos e para a qual não estávamos preparados." O guarda-redes Peter Schmeichel prestou-lhe um tributo através do Twitter: "Uma inspiração, o meu professor e o meu amigo. Descansa em paz, Møller Nielsen, uma verdadeira lenda do futebol dinamarquês e um homem muito bom."

Defesa nos seus tempos de jogador, Møller Nielsen fez a sua estreia como treinador no Odense BK, o clube da ilha de Funen, onde nasceu e viveu toda a sua vida. Conduziu o OB ao título dinamarquês em 1977 e 1982, antes de ingressar na federação dinamarquesa, inicialmente como treinador dos Sub-21. Esteve no comando técnico da selecção sénior entre 1992 e 1996, orientando ainda a Finlândia e Israel, retirando-se em 2003 após uma breve passagem pelo Kolding FC. 

O presidente da Federação Dinamarquesa de Futebol (DBU), Allan Hansen, anotou: "É preciso fazer um grande esforço para nos recordarmos de uma pessoa tão boa como o Richard. Como presidente da DBU só posso salientar a importância que ele teve para o futebol dinamarquês e temos que lhe agradecer pelo Campeonato da Europa conquistado – o maior feito da história do desporto da Dinamarca."

"Este é um dia de luto para o futebol – um grande homem partiu", assegurou o presidente da Federação Finlandesa de Futebol (SPL-FBF), Pertti Alaja. "Ele inspirou muitos dentro e fora dos relvados. Era uma pessoa encantadora e um verdadeiro embaixador do futebol." O presidente da Federação Israelita de Futebol (IFA), Avraham Luzon, salientou: "Era um verdadeiro amigo de Israel e adorava o país e o seu povo."