Continuar na senda do sucesso

O secretário-geral da UEFA, Gianni Infantino, pediu aos clubes participantes na presente edição da Europa League para darem seguimento ao "enorme êxito" verificado na prova inaugural, patente nos resultados do Mundial.

Depois do êxito da edição inaugural da prova espera-se mais espectáculo na UEFA Europa League de 2010/11
Depois do êxito da edição inaugural da prova espera-se mais espectáculo na UEFA Europa League de 2010/11 ©UEFA.com

À partida para a segunda edição da UEFA Europa League, o estatuto da competição viu-se ainda mais sublinhado pelo que se assistiu no Campeonato do Mundo da África do Sul.

"O facto de o prémio de melhor jogador do Mundial ter sido entregue ao jogador que apontou o golo da vitória do Club Atlético de Madrid na final da edição inaugural da UEFA Europa League, Diego Forlán, expressa de forma inequívoca a qualidade desta competição", salientou o secretário-geral da UEFA, Gianni Infantino, no discurso de lançamento do sorteio da terceira pré-eliminatória da prova, realizado esta sexta-feira em Nyon, na Suíça. Forlán apontou em Maio, em Hamburgo, o golo da vitória sobre o Fulham que deu ao Atlético o troféu da primeira edição da UEFA Europa League.

Os elogios continuaram em relação a outras histórias de sucesso na África do Sul. "Primeiro que tudo, quero aproveitar a oportunidade para felicitar as selecções europeias (Espanha, Holanda e Alemanha) que conquistaram as medalhas de ouro, prata e bronze no Mundial, colocando em campo muitos jogadores que deram cartas na UEFA Europa League", continuou.

Infantino recordou depois os bons resultados da edição de 2009/10 da UEFA Europa League, a primeira da prova. "A edição inaugural constituiu um tremendo êxito", lembrou. "Os clubes que disputaram a competição no seu primeiro ano de vida devem orgulhar-se por nos terem ajudado a escrever mais uma página de sucesso na história do futebol."

"A opinião geral é de que a profunda reformulação, incluindo o novo formato e listas de acesso, o novo logótipo e nova gestão da marca ajudaram significativamente a que a competição conquistasse de imediato o coração dos adeptos", acrescentou o secretário-geral da UEFA. "O Atlético de Madrid vai voltar à competição para defender o troféu alcançado na última temporada e estou certo de que os 110 clubes presentes neste sorteio desejam vivamente também conquistá-lo."

Infantino concluiu o seu discurso com um apelo ao "fair play" ao longo de toda a UEFA Europa League de 2010/11. "É impossível prever quem conseguirá chegar até à final desta segunda edição da prova", referiu. "Mas nunca é demasiado cedo para pedir a todos os participantes que ofereçam ao público excelentes espectáculos de futebol e, acima de tudo, uma boa imagem em termos de desportivismo e respeito pelo jogo, pelos árbitros e pelos adversários."