Futebol europeu de luto por Pierre Delaunay

Pierre Delaunay, Secretário-Geral da UEFA entre 1956 e 1959 e antigo Secretário-Geral da Federação Francesa de Futebol (FFF), faleceu aos 99 anos.

O ex-Secretário-Geral da UEFA, Pierre Delaunay, em 2005
O ex-Secretário-Geral da UEFA, Pierre Delaunay, em 2005 ©Flash Press

Pierre Delaunay, o francês que foi o segundo Secretário-Geral da UEFA, faleceu aos 99 anos. 

Delaunay foi Secretário-Geral do organismo responsável pelo futebol europeu nos primeiros anos da sua existência, entre 1956 a 1959. Sucedeu ao pai Henri Delaunay, que foi o primeiro Secretário-Geral da UEFA depois da fundação do organismo a 15 de Junho de 1954 e que faleceu a 9 de Novembro de 1955.

Pierre Delaunay foi Secretário-Geral da UEFA entre 1956 e 1959
Pierre Delaunay foi Secretário-Geral da UEFA entre 1956 e 1959©UEFA.com

Pierre Delaunay nasceu a 9 de Outubro de 1919 e já tinha sido secretário da Liga profissional francesa, pelo que foi considerado o sucessor ideal do pai. Depois de ocupar provisoriamente o cargo, foi oficialmente nomeado Secretário-Geral da UEFA na assembleia geral realizada em 1956 em Lisboa.

Também sucedeu ao pai como Secretário-Geral da Federação Francesa de Futebol (FFF) e trabalhou no mesmo escritório em Paris, já que a UEFA ainda não tinha sede própria, pelo que dividiu o seu tempo entre as duas instituições. Trabalhou com o primeiro Presidente da UEFA, Ebbe Schwartz (Dinamarca), que assumiu o cargo após a criação da UEFA em 1954.

A UEFA mudou-se de Paris para Berna, a capital federal suíça, em 1960, mas Pierre Delaunay decidiu permanecer em França. Hans Bangerter (Suíça) sucedeu-lhe no cargo de Secretário-Geral da UEFA. Continuou a trabalhar na FFF e participou em reuniões do Comité Executivo da UEFA como membro até 1962. Concluiu um mandato no cargo, mas  continuou com membro do comité organizador do Campeonato da Europa até 1969.

Pierre Delaunay (à esquerda) numa reunião da UEFA em 1959
Pierre Delaunay (à esquerda) numa reunião da UEFA em 1959©UEFA archives

Durante o seu mandato como Secretário-Geral, a UEFA continuou a dar passos importantes no papel de defensora do futebol europeu. A Taça dos Clubes Campeões Europeus, a prova mais representativa de clubes que conta com os campeões nacionais de todo o continente, já tinha sido fundada em Abril de 1955, e uma nova competição europeia para selecções nacionais seniores, a Taça das Nações Europeias, que mais tarde se tornaria no Campeonato da Europa da UEFA, começou em 1958. Pierre Delaunay foi um defensor convicto da visão inicial do pai para uma competição europeia de selecções e ajudou a concretiza-la

Depois de deixar a FFF, Pierre Delaunay abriu uma loja de antiguidades em Versalhes e aceitou a proposta de escrever um livro - "100 anos de futebol na França", em que analisou o último século do futebol no seu país.

Pierre Delaunay permaneceu um amigo próximo do futebol e da UEFA como membro do membro do "Amicale des Anciens", um grupo de antigos membros dos comités da UEFA. 

Defendeu sempre a unidade e a solidariedade entre a comunidade do futebol. Depois de deixar o cargo de Secretário-Geral, escreveu na edição de Janeiro de 1960 do Boletim Oficial da UEFA: “Conhecendo o extraordinário entusiasmo das multidões pelo futebol, o poder que tem de atingir todas as classes da sociedade e a influência moral que exerce sobre nossos jovens, temos todos a obrigação, como líderes europeus, de estarmos plenamente conscientes das nossas responsabilidades. ”

“Cabe a nós, portanto, lutar contra qualquer divisão, subordinar todos os interesses pessoais ao colectivo, continuar a esforçarmo-nos para nos entendermos melhor e promover um intercâmbio activo de ideias”.

O actual Secretário-Geral da UEFA, Theodore Theodoridis, afirmou: “A crença de Pierre Delaunay na união e no poder do futebol perdura até hoje na organização que serviu”.

“Foi um dos principais impulsionadores da criação do que hoje conhecemos como o Campeonato da Europa, que foi uma ideia do seu pai. É adequado que o EURO comemore o seu 60º aniversário no próximo ano com a maior celebração da unidade europeia realizada até hoje. Será uma maravilhosa homenagem a tudo o que ele representou”.

"O futebol é o desporto do mundo, homens como Pierre Delaunay ensinaram-nos a tentar aproveitar a sua popularidade para um bem maior".

A UEFA e a comunidade do futebol europeu manifestam as mais profundas condolências  à família de Pierre Delaunay. 

Topo