Roménia de luto por Angelo Niculescu

Angelo Niculescu, homem cujo estilo foi precursor do "tiki-taka" e que ajudou a Roménia a atingir o Mundial de 1970, no México, morreu aos 93 anos.

Pelé marca à Roménia de Angelo Niculescu em 1970. O Brasil venceu por 3-2
Pelé marca à Roménia de Angelo Niculescu em 1970. O Brasil venceu por 3-2 ©Bob Thomas/Getty Images

Angelo Niculescu, o homem que apurou a Roménia para o Campeonato do Mundo de 1970, no México, morreu aos 93 anos.

A Roménia não participava na fase final de um torneio há quase três décadas quando Niculescu assumiu o comando da equipa, em 1967. Adoptando um estilo de jogo baseado na circulação de bola, considerado precursor do "tiki-taka", levou o país até ao Mundial três anos depois. No torneio, derrotou a Checoslováquia, só que derrotas mínimas frente à campeã Inglaterra e o diante do futuro vencedor Brasil não permitiram ultrapassar a fase de grupos.

Nascido a 1 de Outubro de 1921, Niculescu não teve uma carreira de jogador digna de registo, encerrada em 1950, com 93 jogos na primeira divisão. No entanto, foi um treinador notável. Orientou o FC Dinamo București, clube onde deixou de jogar, na conquista do campeonato em 1955 e 1965, e para além disso deixou a Roménia após chegar aos quartos-de-final do Campeonato da Europa da UEFA de 1972. Foi membro honorário da Federação Romena de Futebol (FRF).

Topo