Espanha nas meias-finais

A actual campeã do Mundo garantiu a presença nas meias-finais de quinta-feira, enquanto a Rússia bateu o Paraguai no último segundo e também tem boas hipóteses de seguir em frente. A Ucrânia já foi eliminada.

Vladislav Shayakhmetov foi o herói da Rússia sobre o apito final
©Getty Images

A Espanha, actual campeã mundial, já garantiu a presença nas meias-finais do Campeonato do Mundo de Futsal, a disputar na quinta-feira, enquanto a Rússia bateu o Paraguai no último segundo e também tem boas hipóteses de seguir em frente. Pior estiveram a Itália, que perdeu o seu jogo, e a Ucrânia, que foi eliminada.

Campeões em frente 
A Espanha, que bateu a Rússia, por 5-2, no sábado em Brasília, mediu forças com a Argentina, que tinha empatado a três golos ante o Paraguai, pelo que uma vitória seria suficiente para garantir um lugar nas meias-finais. Fernandao deu vantagem aos espanhóis aos 15 minutos e, embora Hernán Garcías tenha empatado a dois segundos do intervalo, Ortiz marcou nos primeiros minutos do segundo tempo e fez o resultado final de 2-1.

Vitória dramática 
Seguiu-se um encontro emocionante, com a Rússia a começar melhor e a ganhar uma vantagem de 2-0 sobre o Paraguai, com golos de Pula e Vladislav Shayakhmetov. No final da primeira parte, Konstantin Maevski foi expulso por cometer uma grande penalidade, que foi convertida por José Rotella, enquanto Fábio Alcaraz empatou no início do segundo tempo. Nessa altura, Cirilo já tinha sido obrigado a abandonar o jogo devido a lesão, mas Alcaraz consumou a reviravolta no marcador. A vantagem dos sul-americanos durou pouco tempo, com Pula a restabelecer o empate e, logo a seguir, completou o "hat-trick" que lhe permitiu cimentar a liderança da tabela de goleadores do Mundial com 15 golos. Alcaraz colocou o marcador em 4-4 a 109 segundos do final, mas, sobre o apito final, surgiu Shayakhmetov a dar um triunfo tangencial aos russos. Se a Rússia bater a Argentina na terça-feira, conseguirá garantir a primeira presença nas meias-finais de um Campeonato do Mundo desde 1996, sendo que um empate também poderá ser suficiente se a Espanha não perder ante o Paraguai.

Brasil bate Itália
As equipas europeias não estão a ter sorte no Grupo E, disputado no Rio de Janeiro. A Itália, que tinha batido a Ucrânia, por 4-0, no sábado, perdeu por 3-0 frente ao Brasil, com Schumacher, que alinha no Interviú Madrid, a voltar a marcar depois do tento apontado ao Irão. Os campeões asiáticos estão agora atrás da Itália, que é o adversário de terça-feira, mas separados apenas pela diferença de golos, depois de terem batido a Ucrânia, por 5-4, o que confirmou o apuramento do Brasil.

Ucrânia afastada
Il'Dar Makayev e Serhiy Cheporniuk colocaram a Ucrânia a vencer por 2-0 nos primeiros minutos, mas os iranianos deram a volta ao resultado com dois golos de Vahid Shamsaee e beneficiando de um autogolo de Fedir Pylypiv. Mohammad Taheri fez subir o marcador para 4-2 aos 15 minutos e, embora Oleksandr Khursov não tenha demorado muito a reduzir a diferença, Taheri facturou pouco antes do intervalo. O golo de Makayev, a três minutos do final, colocou o resultado final em 5-4, uma derrota que não permite que a Ucrânia continuar a sonhar em seguir em frente, mas que faz com que a Itália só precise de um empate ante o Irão para passar às meias-finais.

Topo