Arena Belgrade - Belgrado 08-02-2016 - 18:30CET (18:30 Hora locallocal)

Quartos-de-final

Sérvia - Ucrânia
2-1
 

Sérvia - Ucrânia 2-1 - 08-02-2016 - Página do jogo - Futsal EURO 2016

O "site" oficial do futebol europeu

Sérvia faz história e está nas meias-finais

Publicado: segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2016, 21.15CET
Sérvia 2-1 Ucrânia
Um golo no último segundo de Miloš Simić colocou os sérvios na sua primeira meia-final de um EURO.
por Nuno Tavares
de Arena Belgrade
Sérvia faz história e está nas meias-finais
UEFA Futsal EURO 2016 - Serbia v Ukraine ©Sportsfile

Estatísticas dos jogos

Sérvia
Ucrânia

2

Golos marcados

1

42

Total de tentativas

44

13

Remates à baliza

11

20

Remates para fora

22

9

Remates defendidos

11

0

nos postes

3

10

Cantos

9

1

Cartões amarelos

3

0

Cartões Vermelhos

0

7

Faltas cometidas

8

7

Faltas sofridas

7

Equipas

Sérvia

Sérvia

Ucrânia

Ucrânia

1Aksentijević (GR)
31:04
1Ivanyak (GR) (C)
2Perić (C)2D. Sorokin
31:34
7Janjić4Bondar
20:46
10Kocić
1:26
10Zhurba
31:04
14Rajčević11Ovsyannikov
3Živanović12Lytvynenko (GR)
4Rakić3Razuvanov
5Radovanović5Valenko
6Milojević7Rogachov
8Pršić8Koval
9Lazić9Mykhailo Grytsyna
11Simić
39:59
13O. Sorokin
12Momčilović (GR)14Mykola Grytsyna
23:18
13Stojković15Fetko

Treinadores

Aca Kovačević (SRB)
Oleksandr Kosenko (UKR)

Primeiro árbitro

Bogdan Sorescu (ROU)

Dossiers de Imprensa

Classificação

  
Publicado: segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2016, 21.15CET

Sérvia faz história e está nas meias-finais

Sérvia 2-1 Ucrânia
Um golo no último segundo de Miloš Simić colocou os sérvios na sua primeira meia-final de um EURO.

  • Sérvia marca no último segundo por Miloš Simić e segue para a sua primeira meia-final de sempre
  • Recorde de assistência num jogo dos quartos-de-final, com 11,161 espectadores
  • Veja o resumo do jogo a partir das 23h00
  • Sérvia defronta Rússia ou Azerbaijão nas meias-finais, na quinta-feira, às 17h30

A Sérvia apurou-se pela primeira vez na sua história para uma meia-final do UEFA Futsal EURO, ao derrotar a Ucrânia por 2-1, com um golo no último segundo.

A anfitriã tinha-se revelado exímia a aproveitar os erros de Portugal no passado sábado e voltou a repetir a dose frente aos ucranianos logo aos 86 segundos. O guarda-redes Yevgen Ivanyak calculou mal o tempo de saída e deixou a sua baliza à mercê de Mladen Kocić, que não teve dificuldades para fazer o 1-0. A Ucrânia reagiu bem e ia criando várias oportunidades para empatar, mas pecava na finalização e dava ainda mais confiança ao adversário.

Contudo, a perseverança ucraniana acabou mesmo por render frutos no quarto minuto da etapa complemenntar, com Mykola Grytsyna a estar no sítio certo para desviar o canto apontado por Sergiy Koval. O encontro entrou então numa fase onde as emoções e os nervos falavam mais alto, perante uma multidão incansável no apoio à equipa da casa. O prolongamento parecia uma realidade, mas Miloš Simić tinha outros planos e lançou o delírio nas bancas com um desvio à boca da baliza com menos de um segundo por disputar.

A chave
A vencedora Sérvia não parou de pressionar e buscar o golo da vitória na segunda parte, obrigando a Ucrânia a cometer a quinta falta e obtendo como recompensa pelo seu esforço o golo decisivo de Simić.

Ucrânia teve oportunidades
Até aos últimos cinco minutos do encontro, a Ucrânia dominou no que a oportunidades de golo diz respeito, mas não conseguiu evitar a quarta eliminação consecutiva nos quartos-de-final. A formação de Oleksandr Kosenko estará, certamente, a lamentar as oportunidades que falhou, especialmente na primeira parte.

Até onde pode a Servia chegar?
O Azerbaijão não será um adversário fácil para a Rússia, que não se tem apresentado no seu melhor. E, com outra ruidosa multidão a apoiá-la na quinta-feira, a equipa da casa pode mesmo sonhar com a presença na final.

Reacção:
Aca Kovačević, seleccionador da Sérvia
Talvez alguns de vós não tenham visto, mas foram 40 minutos de luta intensa em campo. Há muito tempo que não via um jogo assim. Tivemos oportunidades para decidir o encontro mais cedo, especialmente em lances de contra-ataque, mas no fim de contas o milagre aconteceu. Na minha longa carreira de futsal, talvez tenha visto algo idêntico uma vez numa competição deste género.

  No fim, antes de me deixar invadir por um turbilhão de emoções, tenho de felicitar a Ucrânia. Não consigo imaginar o quão difícil deve ser perder desta forma. Vi-os em choque, a chorar bastante, mas no desporto uns têm de perder para que outros alcancem as meias-finais. Este resutado não se trata apenas do feito conseguido em campo, mas também o do futsal sérvio como um todo. Seremos a equipa mais inexperiente nas meias-finais, mas com o apoio dos nossos adeptos, podemos ir ainda mais longe. Agora fico satisfeito por ter dois dias de descanso.

Oleksandr Kosenko, seleccionador da Ucrânia
É verdadeiramente doloroso perder com um golo a três segundos do fim. Não tivemos tempo para responder. Dissemos os jogadores que era preciso jogar da mesma forma do primeiro ao último segundo, mas infelizmente não conseguimos. É uma pena não termos sido capazes de aproveitar as oportunidades que tivemos. A cada ocasião perdida a confiança dos nossos jogadores diminuía. Se tivéssemos conseguido marcar outro golo, a história podia ter sido diferente.

Última actualização: 09-02-16 9.18CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas
Jogo relacionado

https://pt.uefa.com/futsaleuro/season=2016/matches/round=2000604/match=2018939/postmatch/report/index.html#servia+meias+finais