O "site" oficial do futebol europeu

O saboroso regresso de Cardinal à selecção

Publicado: Segunda-feira, 3 de Fevereiro de 2014, 9.24CET
Cardinal chegou ao Futsal EURO sem estar vinculado a qualquer clube e sem competir desde Junho, devido a lesão, mas marcou logo no regresso. O UEFA.com conta-lhe como conseguiu.
por Nuno Tavares
de Antuérpia
O saboroso regresso de Cardinal à selecção
Cardinal festeja o seu golo frente à Holanda ©Sportsfile
 

Fotografias

  • Bebe (Portugal) & Bebe (Spain)
  • Portugal v Spain - UEFA Futsal EURO 2018 Final
  • João Matos (Portugal)
  • Tunha (Portugal)
Publicado: Segunda-feira, 3 de Fevereiro de 2014, 9.24CET

O saboroso regresso de Cardinal à selecção

Cardinal chegou ao Futsal EURO sem estar vinculado a qualquer clube e sem competir desde Junho, devido a lesão, mas marcou logo no regresso. O UEFA.com conta-lhe como conseguiu.

Marcar na fase final de um UEFA Futsal EURO é algo especial, mas a imagem de Cardinal, de joelhos, a festejar o seu golo por Portugal na goleada frente à Holanda, por 5-0, mostrou mais do que a euforia do momento.

Único jogador a competir em Antuérpia que não está vinculado a um clube, o avançado de 28 anos disputou o seu primeiro jogo oficial desde Junho, frente aos holandeses, após uma operação ao tornozelo esquerdo. O trabalho árduo de Cardinal e a confiança do treinador Jorge Braz na sua recuperação total foram devidamente recompensados com o seu 48º golo pela selecção lusa, ajudando Portugal a garantir o apuramento para os quartos-de-final.

"Foi um momento muito especial para mim pois estive parado durante muito tempo, tive de estar vários meses ausente da competição", disse Cardinal ao UEFA.com. "Foi muito emotivo e só posso descrever a marcação daquele golo como uma sensação única. Nunca o vou esquecer."

Cardinal vai desempenhar um papel ainda mais importante para Portugal na partida dos quartos-de-final, frente à Ucrânia, esta segunda-feira, já que Joel Queirós é baixa confirmada, devido a lesão num pé. No entanto, há poucos meses, poucos podiam ter previsto este cenário.

"Eu tinha clube [Rio Ave FC] no início da época, mas por causa da minha lesão grave, decidiram rescindir o meu contrato", disse. "Cheguei a este EURO sem estar ligado a um emblema, algo que não é normal, mas sabia que se estivesse totalmente apto, como é agora o caso, não teria problemas em encontrar um novo clube. Felizmente, isso já aconteceu, mas vou esperar até ao fim do torneio para revelar onde vou jogar a seguir."

Braz tem sido crucial no renascimento de Cardinal, e o antigo jogador de Sporting Clube de Portugal e MFK CSKA Moskva só tem elogios para o técnico. "Braz esteve sempre atento à minha lesão e passei as últimas três semanas antes de a convocatória ser divulgada a treinar com eles. Ele viu que eu estava em muito boa condição física, por isso decidiu convocar-me, o que prova a confiança que tem em mim. Senti-me muito bem por causa de todo o trabalho que desenvolvi nessas semanas."

A missão de Portugal na Bélgica recebeu um impulso importante na forma do apoio impressionante dos seus adeptos. Cardinal é rápido a agradecer a ajuda extra e espera que ele e os colegas sejam capazes de retribuir. "Os nossos adeptos têm sido fantásticos. Às vezes até parece que estamos a jogar em casa, e tudo o que posso fazer é agradecer-lhes por toda a ajuda que nos têm dado. Só tencionamos regressar a Portugal a 9 de Fevereiro e, se possível, na qualidade de campeões europeus."

Última actualização: 03-02-14 19.52CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas
Jogo relacionado

http://pt.uefa.com/futsaleuro/news/newsid=2050815.html#o+saboroso+regresso+cardinal+seleccao