O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Resumos do UEFA Futsal EURO: Cazaquistão sobe ao topo, Itália com novo empate

O Cazaquistão lidera o Grupo B com dois pontos de vantagem, após recuperar duas vezes de desvantagem para bater a Finlândia (6-2), enquanto Itália e Eslovénia empataram (2-2).

 Higuita lidera os festejos do Cazaquistão
Higuita lidera os festejos do Cazaquistão SPORTSFILE

O Cazaquistão lidera o Grupo B do UEFA Futsal EURO 2022 com dois pontos de vantagem, após recuperar duas vezes de desvantagem para bater a Finlândia por 6-2, enquanto Itália e Eslovénia empataram 2-2 no MartiniPlaza, em Groningen.

O Grupo B termina na sexta-feira, quando o Cazaquistão defrontar a Itália em Groningen e a Eslovénia medir forças com a Finlândia no Ziggo Dome, em Amesterdão. Na acção de terça-feira, a segunda jornada do Grupo C disputa-se na capital neerlandesa.

Itália 2-2 Eslovénia

A Itália, com Lorenzo Pietrangelo na baliza após Stefano Mammarella ter ficado de fora, já ganhava aos 40 segundos, com Douglas Nicolodi correndo pela direita e ultrapassando Necj Hozjan antes de bater Necj Berzelak. O bicampeão dominava, mas aos dez minutos o capitão Alex Merlim desviou o remate de Teo Turk para a própria baliza.

Resumo: Itália 2-2 Eslovénia
Resumo: Itália 2-2 Eslovénia

A Eslovénia, por quem Kristjan Čujec regressou à selecção após retirada, para substituir o lesionado Gašpar Vrhovec, tinha agora o ascendente, e tanto Pietrangelo como os ferros da baliza contribuíram para manter a Itália empatada até aos 29 minutos, quando Hozjan tirou a bola a Merlim e contornou o guarda-redes, apontando o 2-1. No entanto, Merlim redimiu-se e empatou para a Itália, num livre que desviou em Denis Totošković, abrindo caminho para a pressão final dos "azzurri". No entanto, com a sua baliza desprotegida, quase perderam o jogo no último lance, quando o remate do guarda-redes Berzelak embateu no poste, deixando os jogadores eslovenos de joelhos perante tão flagrante ocasião.

Massimiliano Bellarte, seleccionador da Itália: "Podíamos merecer ganhar, mas não se trata de merecer. Acho que por vezes faltou-nos um pouco de concentração e isso impediu-nos de ganhar hoje. Gosto de tudo na minha equipa até agora. Temos um jogo difícil contra o Cazaquistão, como todos os jogos deste torneio. Mas vamos jogar com vontade de ganhar e espero que consigamos o apuramento".

Tomislav Horvat, seleccionador da Eslovénia: "Estou feliz porque a minha equipa esteve muito bem hoje. Isto não é bom para o meu coração, mas quero felicitar os meus jogadores pelo jogo e pelo torneio que estão a realizar. Sabemos que também somos fortes. Cumprimos o nosso trabalho".

Estatística-chave: A Eslovénia somou nove pontos nos 15 jogos disputados em fases finais do Futsal EURO, sendo que sete foram frente à Itália (em quatro jogos).

Finlândia 2-6 Cazaquistão 

A estreante Finlândia estava a ser um desafio exigente para o Cazaquistão, duas vezes semifinalista, mesmo antes de se colocar em vantagem, aos 13 minutos, quando o corte de Douglas Junior atingiu Henri Alamikkotervo e Miika Hosio chegou primeiro que o guardião Higuita e atirou para o fundo das redes. O Cazaquistão, que recuperou três vezes no empate 4-4 contra a Eslovénia, respondeu novamente, com a pressão a dar frutos quando Birzhan Orazov finalizou à boca da baliza um passe de Dauren Tursagulov.

Resumo: Finlândia 2-6 Cazaquistão
Resumo: Finlândia 2-6 Cazaquistão

Tendo empatado com a Itália a três golos na estreia, a Finlândia começou bem o segundo tempo e adiantou-se novamente no marcador quando o remate de Jani Korpela escapou por entre as mãos de Higuita. No entanto, passado um minuto o próprio Higuita respondeu de forma característica, avançando pelo meio e desferindo um remate fortíssimo e certeiro. Passado pouco tendo e o Cazaquistão completava a reviravolta, com o passe de Douglas Junior a ser desviado de calcanhar por Orazov e finalizado de primeira por Arnold Knaub. Depois, Orazov bisou na partida, apontando o seu terceiro golo na prova. Knaub também fez o segundo da noite e coube a Azat Valiullin selar o resultado final. Com este resultado, a Finlândia está a um ponto de Eslovénia e Itália, segundos classificados.

Higuita, guarda-redes do Cazaquistão: "Esta vitória dá-nos tranquilidade e também tempo para trabalharmos bem para melhorar ainda mais a qualidade do nosso futsal. É sempre bom marcar um golo, mas prefiro não sofrer golos porque esse é o meu trabalho. Ainda assim, é sempre especial marcar um golo no Futsal EURO e estou feliz por isso, pois ajudou a minha equipa a obter o resultado que precisava".

Mićo Martić, seleccionador da Finlândia: "Antes do EURO, o nosso objectivo e o meu sonho era chegar ao último jogo e ainda estar na luta pelo apuramento. E é o que acontece, mesmo com a derrota de hoje, não sendo uma vergonha perder por 6-2 frente a uma das potências do futsal".

Estatística-chave: Higuita marcou o seu terceiro golo em 11 jogos em finais do Futsal EURO.