O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Resumo do UEFA Futsal EURO: Portugal isolado, Ucrânia marca seis

Veja os melhores momentos dos jogos em que Portugal venceu os Países Baixos e se isolou no topo do Grupo A e a Ucrânia goleou a Sérvia.

Portugal não teve dificuldades para beter os Países baixos em Amesterdão
Portugal não teve dificuldades para beter os Países baixos em Amesterdão Getty Images

Portugal, detentor do título do UEFA Futsal EURO, lidera o Grupo A com três pontos de vantagem depois de bater os Países Baixos, selecção da casa, por 4-1 no Ziggo Dome, em Amesterdão; horas antes, no mesmo palco, a Ucrânia somou os seus primeiros pontos na prova ao golear a Sérvia por 6-1.

O Grupo A vai ter a sua conclusão na sexta-feira, dia em que os Países Baixos defrontam a Sérvia em Amesterdão e Portugal mede forças com a Ucrânia em Groningen. Na segunda-feira, a atenção volta-se para o Grupo B.

Sérvia 1-6 Ucrânia

Resumo: Sérvia 1-6 Ucrânia

Tal como havia feito no jogo inanugural frente aos Países Baixos, Mykhailo Zvarych marcou cedo para a Ucrânia, dando o melhor seguimento a uma assistência de Petro Shoturma. Mas, ao contrário do que havia sucedido quarta-feira, desta vez a Ucrânia deu seguimento a essa boa entrada no jogo e foi dilatando a vantagem mostrando uma eficácia notável, de tal forma que chegou ao intervalo a vencer já por 4-0.

Yaroslav Lebid fez o segundo e o terceiro golo dos ucranianos, primeiro com a ajuda de um desvio em Kristijan Vasić e depois com um forte disparo a passe de Danyil Abakshyn. Ihor Cherniavskyi, depois, assinou o quarto mesmo em cima do fim da primeira parte, culminando uma primeira parte de sonho da Ucrânia.

A Sérvia até foi quem mais rematou nos primeiros 20 minutos e a tendência do jogo prosseguiu no segundo tempo. Mas a Ucrânia mostrou a mesma disciplina e resistiu firme aos ataques do adversário, antes de marcar mais dois golos. Zvarych finalizou em grande estilo uma excelente jogada colectiva a envolver todos os jogadores de campo e Ihor Korsun fez o sexto com um remate de longe, certeiro, para o fundo da baliza contrária, que estava deserta numa altura em que a Sérvia tentava o tudo por tudo.

Dragan Tomić ainda conseguiu, perto do fim, apontar o tento de honra dos sérvios, impedindo que a Ucrânia se tornasse na primeira selecção a terminar um jogo sem sofrer golos neste Europeu. A Sérvia segue sem pontos somados, mas ainda não está matematicamente eliminada.

Mykhailo Zvarych, jogador da Ucrânia: "Fizemos o trabalho de casa e estudámos muito bem o nosso adversário. Além disso, estávamos muito motivados para defrontar um adversário da qulidade da Sérvia. Jogámos como equipa e isso fez a diferença. Além disso, sentimos o apoio do nosso país."

Estatística-chave: Ao vencer por cinco golos de diferença a Ucrânia igualou os números das sua maiores vitórias de sempre em fases finais do Futsal EURO: 5-0 à Croácia e 8-3 à Polónia em 2001, na fase de grupos.

Portugal 4-1 Países Baixos 

Resumo: Portugal 4-1 Países Baixos
A vitória deixou Portugal com três potos de vantagem no topo do Grupo A
A vitória deixou Portugal com três potos de vantagem no topo do Grupo AUEFA via Getty Images

Portugal ficou com três pontos de vantagem sobre os Países Baixos e a Ucrânia após uma vitória confortável sobre os anfitriões. O detentor do título dominou desde o início, mas teve um pouco de sorte na forma como conseguiu o primeiro golo, quando um remate de Zicky, após recolher uma bola perdida, desviou nas pernas do capitão neerlandês Oualid Saadouni.

Os anfitriões mantiveram-se firmes a defender e pareciam que iam chegar ao intervalo com apenas um tento de desvantagem, mas Zicky abriu em Pany Varela na esquerda e o autor de dois golos no triunfo de Portugal na final do Campeonato do Mundo de Futsal da FIFA, em Outubro, aumentou a vantagem com um pontapé cruzado.

Pany voltou a marcar logo após o intervalo com um remate rasteiro que fez a bola passar por entre as pernas do guardião contrário, mas a selecção da casa continuou a tentar e conseguiu marcar por Larcen Bouyouzan, aproveitando o ressalto a um pontapé de Jamal El Ghannouti desde o meio-campo que acertou na trave.

Já com Yosuhua St Juste a jogar como guarda-redes avançado nos neerlandeses, Afonso Jesus fez 4-1 no último minuto ao roubar a bola a Mats Velseboer antes de atirar para a baliza vazia. Com este resultado, os Países Baixos, tal como a Ucrânia, seguem a três pontos de Portugal.

Pany Varela, jogador de Portugal: "Foi um jogo competente da nossa parte. Sentimos que tínhamos de ser fortes desde o apito inicial, de forma a evitar o que se passou no primeiro jogo, e foi o que fizemos. Foi importante marcar cedo...estou feliz, com os meus dois golos, mas muito mais feliz pela vitória, que isso é o mais importante."

Estatística-chave: Esta foi a a única ocasião em que os anfitriões defrontaram os detentores do título numa fase de grupos do Futsal EURO e o primeiro confronto deste tipo desde que Portugal perdeu o desempate por penáltis nas meias-finais de 2007 frente a Espanha, em Gondomar.