O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Antevisão diária do UEFA Futsal EURO: Itália - Eslovénia, Finlândia - Cazaquistão

Os dois jogos da ronda de abertura do Grupo B acabaram com emocionantes empates; a seguir a Itália defronta a Eslovénia e a Finlândia mede forças com o Cazaquistão.

O capitão Panu Autio ajudou a Finlândia a impressionar na estreia
O capitão Panu Autio ajudou a Finlândia a impressionar na estreia Getty Images

Após dois emocionantes empates na quinta-feira para arrancar o Grupo B do UEFA Futsal EURO 2022, a acção prossegue esta segunda-feira na MartiniPlaza de Groningen, onde a Itália enfrenta a Eslovénia e a Finlândia defronta o Cazaquistão.

Fazemos a antevisão dos dois jogos.

Onde assistir a toda a acção: TV/streams

Itália - Eslovénia (16h30, Groningen)

Resumo: Itália 3-3 Finlândia

No final, a Itália, duas vezes campeã da prova, ficou aliviada por sair do jogo inaugural frente à estreante Finlândia com um empate a três bolas, com Cainan de Matos a empatar a 76 segundos do fim. A Eslovénia, por sua vez, liderou por 1-0, 2-1 e 4-2 contra o Cazaquistão e teve um excelente desempenho, mas o jogo acabou por terminar com um 4-4, deixando este grupo totalmente em aberto.

A Eslovénia também perdeu o experiente Gašper Vrhovec devido a uma lesão muscular sofrida durante o jogo contra o Cazaquistão, mas a energia e a habilidade táctica evidenciadas durante a partida são um bom presságio e o capitão Igor Osredkar espera repetir o heroísmo de há quatro anos, em Ljubljana, quando os seus dois golos no final renderam uma vitória por 2-1 contra a Itália, que colocou os anfitriões à frente dos Azurri no grupo. O capitão da Itália, Stefano Mammarella, admitiu: "Ainda me divirto jogando como quando era uma criança, mas hoje não foi assim tão divertido", após o jogo ante a Finlândia, quando foi batido por três remates de longa distância.

Estatística-chave: A Eslovénia bateu a Itália por 3-2 na fase de grupos de 2014, ao passo que os transalpinos prevaleceram por 2-1 enquanto anfitriões, em 2003. A Itália ergueu o troféu em ambas as ocasiões.

Finlândia - Cazaquistão (19h30, Groningen)

Resumo: Cazaquistão 4-4 Eslovénia

A Itália pode ter negado uma vitória de sonho na estreia da Finlândia em fases finais, mas não há como contestar a qualidade de desempenho nórdico e, especialmente, dos seus três golos. O Cazaquistão, considerado o mais provável dos 12 candidatos ainda sem qualquer título a levantar o troféu, mostrou alguma vulnerabilidade contra a Eslovénia, especialmente com Higuita a perder de forma algo invulgar a posse de bola nas suas habituais incursões ao ataque, mas também demonstrou a sua capacidade para reagir à adversidade.

O Cazaquistão tem Dauren Tursagulov de volta da lesão que o afastou do jogo contra a Eslovénia, embora o cartão vermelho de Albert Akbalikov signifique que está suspenso para o primeiro encontro oficial ante a Finlândia.

Mićo Martić, seleccionador da Finlàndia: "Alguns jogadores da minha equipa ainda estavam a regressar à sua melhor forma após a paragem de Inverno [contra a Itália] e acredito que vamos jogar melhor. Era nosso objectivo dar uma boa réplica à Itália e conseguimos isso mesmo."

Estatística-chave: O golo de Panu Autio pela Finlândia na quinta-feira foi o seu 101º pela sua selecção.