O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Resumo do Futsal EURO: Itália nega vitória à Finlândia na estreia, Cazaquistão e Eslovénia empatam

A Itália marcou perto do fim e empatou 3-3 com a estreante Finlândia, após o Cazaquistão e a Eslovénia terem aberto o Grupo B com uma igualdade a quatro.

Alex Merlim, da Itália, cumprimenta  Panu Autio, da Finlândia, após o emocionante  empate 3-3 entre as duas equipas
Alex Merlim, da Itália, cumprimenta Panu Autio, da Finlândia, após o emocionante empate 3-3 entre as duas equipas SPORTSFILE

A Finlândia, estreante na fase final do UEFA Futsal EURO, esteve perto de provocar uma surpresa, mas a bicampeã Itália conseguiu empatar 3-3 graças a golo perto do fim, isto depois do Grupo B ter arrancado na MartiniPlaza, em Groningen, com um emocionante empate 4-4 entre o Cazaquistão e a Eslovénia.

O Grupo B continua na segunda-feira em Groningen, quando a Itália defrontar a Eslovénia e o Cazaquistão medir forças com a Finlândia, mas esta sexta-feira começa o Grupo C em Amesterdão.

Cazaquistão 4-4 Eslovénia

Resumo: Cazaquistão 4-4 Eslovénia
Resumo: Cazaquistão 4-4 Eslovénia

O Cazaquistão recuperou de três desvantagens, 1-0, 2-1 e 4-2, num emocionante duelo a abrir o dia em Groningen. Os cazaques receberam um primeiro aviso quando um remate de Matej Fideršek acertou no poste e, aos 11 minutos, Denis Totošković marcou de longe na sobra depois de Nejc Hozjan tirar a bola ao guarda-redes Higuita em terrenos avançados. Para piorar as coisas, o Cazaquistão teve Albert Akbalikov expulso após uma falta sobre o guardião esloveno Nejc Berzelak, mas ainda conseguiu chegar à igualdade antes do intervalo graças a um remate acrobático de Douglas Junior na sequência de um canto de Edson.

Logo após o reatamento, a Eslovénia reproduziu esse golo do Cazaquistão, com o canto Alen Fetić a ir ao encontro de Fideršek do lado oposto. Birzhan Orazov empatou logo a seguir, após uma perda de bola eslovena, mas Žiga Čeh fez o 3-2 com um tiro por cima de Higuita, antes de Teo Turk repetir a dose. O brilhante golo de Zhomart Tokayev com o calcanhar, a passe de Taynan, deu esperança ao Cazaquistão e, a dois minutos do fim, Douglas Junior colocou tudo de novo empatado ao voltar a bater Berzelak.

Douglas Junior, jogador do Cazaquistão: "Sabemos que hoje não apresentámos o nosso habitual futsal, mas isso deve-se em grande parte à nossa preparação para este torneio, que foi afectada por vários problemas. Apesar disso tudo e do rumo que o jogo tomou, fomos capazes de lutar e de chegar ao empate. Foi pena não termos conseguido dar a volta ao resultado, mas continuamos na luta pelo apuramento. O facto de o nosso treinador não ter podido estar presente hoje e a lesão sofrida pelo Léo prejudicou-nos muito e isso reflectiu-se na forma como jogámos. Fico contente pelo golo que marquei, mas mais importante teria sido vencermos."

Žiga Čeh, jogador da Eslovénia: "Não se sei nos devemos sentir confiante para o futuro ou simplesmente frustrados por termos deixado fugir uma vantagem de 4-2. Jogámos muito bem e penso que merecíamos ter vencido, mas as coisas são mesmo assim. Defrontámos um dos favoritos à conquista do torneio e é sempre muito duro sofrer o golo do empate tão perto do fim. Agora é tempo de recuperar e começar a pensar no nosso próximo encontro, que também vai ser muito difícil."

Estatística-chave: Este é o segundo grupo do Futsal EURO a começar com um empate 4-4 após o jogo em 2018 em que a França travou a Espanha.

Itália 3-3 Finlândia

Resumo: Itália 3-3 Finlândia
Resumo: Itália 3-3 Finlândia

A Itália negou à Finlândia, o primeiro dos quatro estreantes na fase final a iniciar a sua campanha, uma vitória histórica a 90 segundos do fim para não ficar atrás do duelo entre o Cazaquistão e a Eslovénia em termos de emoção. Os finlandeses marcaram logo no primeiro minuto, num pontapé de longe de Henri Alamikkotervolet após reposição de bola por Jukka Kytölä. Mas a Itália não demorou muito a chegar à igualdade, com Douglas Nicolodi a flectir da esquerda antes de rematar ao canto superior.

Cainan de Matos virou-se e rematou de pronto com a parte de fora da chuteira para colocar a Itália em vantagem, aos 30 minutos, mas Alamikkotervolet empatou de livre a dez segundos intervalo. E logo após Pano Autio, o capitão da Finlândia com mais de 100 golos pela selecção, recolocou novamente os finlandeses na frente do marcador, só que com pouco mais de um minuto para jogar o mesmo Cainan de Matos resgatou um ponto para a Itália com um pontapé frontal, numa altura em que a sua equipa jogava com guarda-redes avançado.

Mićo Martić, seleccionador da Finlândia: “Estou contente com o resultado, estava a sonhar com isso! OK, sofremos o último golo, mas o nosso guarda-redes foi fantástico e a Itália é uma equipa poderosa. O plano de jogo era manter a Itália longe da nossa baliza. Se permitirmos que cheguem perto torna-se difícil. Estivemos sempre muito bem, mas às vezes cometemos alguns erros."

Henri Alamikkotervo, autor de dois golos da Finlândia: "Estou algo desapontado neste momento, pois estivemos muito perto de vencer. Mas, no geral, estou bastante satisfeito."

Stefano Mammarella, capitão da Itália: "Já contávamos com um jogo complicado frente à Finlândia. Jogámos contra eles no passado e estamos cientes das suas qualidades. Contudo, este foi apenas o nosso primeiro encontro. Tenho a certeza que vamos melhorar e vamos precisar que isso aconteça num grupo tão equilibrado e exigente como este, que também inclui o Cazaquistão e a Eslovénia."

Estatística-chave: Com 18 anos e 173 dias, o guarda-redes italiano Dennis Berthod é o jogador mais jovem de sempre a constar da ficha de jogo numa fase final do Futsal EURO, batendo por 182 dias o recorde estabelecido em 2010 por outro compatriota, Cristian Rizzo, frente à Ucrânia.