O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Resumo do UEFA Futsal EURO: Portugal e Países Baixos entram a ganhar

O campeão Portugal e os anfitriões Países Baixos deram a volta a desvantagens e começaram o Grupo A com vitórias no arranque da fase final, em Amesterdão.

Tomás Paçó festeja após colocar Portugal a vencer frente à Sérvia
Tomás Paçó festeja após colocar Portugal a vencer frente à Sérvia UEFA via Getty Images

Portugal, detentor do título do UEFA Futsal EURO, e os anfitriões Países Baixos iniciaram o Grupo A com vitórias em que tiveram de dar a volta a desvantagens no dia de arranque do torneio, esta quarta-feira, no Ziggo Dome, em Amesterdão.

A selecção de Jorge Braz esteve desde cedo a perder 2-0 com a Sérvia, antes de virar o resultado e acabar por ganhar por 4-2, enquanto os Países Baixos chegaram ao intervalo a perder por 1-0, mas acabaram por vencer por 3-2. O Grupo B começa esta quinta-feira em Groningen, enquanto o Grupo A continua no domingo em Amesterdão quando a Sérvia defrontar a Ucrânia e Portugal medir forças com os anfitriões Países Baixos.

Sérvia 2-4 Portugal

Resumo: Sérvia 2-4 Portugal
Resumo: Sérvia 2-4 Portugal

O detentor do troféu e campeão mundial começou com uma vitória, mas teve de puxar dos galões e recuperar de dois golos sofridos frente a uma equipa da Sérvia que não pôde contar com três dos seus 14 convocados devido a lesão. Os sérvios entraram melhor no jogo e marcaram duas vezes no seis minutos iniciais, ambas pelo capitão Marko Pršić, primeiro de penálti e a seguir após André Sousa ter defendido as tentativas do mesmo Pršić e de Andreja Stojcevski.

Portugal reorganizou-se e chegou ao empate ainda antes do intervalo, com Miguel Ângelo a servir Pauleta e Zicky Té a fazer o mesmo para o golo de Pany Varela. No início da segunda parte, Afonso Jesus e Tomás Paçó marcaram separados por 30 segundos e deram o três pontos a Portugal.

Jorge Braz, treinador de Portugal: "É sempre bom começar com uma vitória, mas não posso dizer o mesmo da forma como entrámos em jogo. Não foi fácil, mas na segunda parte já fomos Portugal. O jogo com os Países Baixos vai ser complicado. Não somos campeões de nada neste Europeu. Vamos ser Portugal durante 40 minutos - confio muito nestes jogadores."

Afonso Jesus, jogador de Portugal: “Não foi fácil. Temos de estar muito concentrados em todos os momentos do jogo. Sinto que [na segunda parte] voltámos a ser aquilo que nós somos, voltámos à nossa identidade, à nossa intensidade: fomos Portugal, acima de tudo. É fantástico [marcar um golo na estreia no Futsal EURO]! Não digo que seja a realização de um sonho, porque isso é ganhar as competições, mas é sempre muito importante e especial, e dá confiança - só tenho de agradecer aos meu colegas.”

Estatística-chave: Portugal marcou também dois golos num minuto frente à Sérvia, passando de 2-2 para 4-2, no prolongamento dos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo de Futsal da FIFA, em Setembro.

Países Baixos 3-2 Ucrânia

Resumo: Países Baixos 3-2 Ucrânia
Resumo: Países Baixos 3-2 Ucrânia

Os Países Baixos venceram um jogo na fase final do Futsal EURO pela primeira vez desde 2005, apesar de terem começado a perder. Mykhailo Zvarych adiantou a Ucrânia logo aos 52 segundos, mas os anfitriões refizeram-se do susto inicial e estiveram perto do golo pouco antes do intervalo, quando Kyrylo Tsypun desviou para a poste o remate de Karim Mossaoui.

Na segunda parte, os homens da casa deram rapidamente a volta ao marcador. Oualid Saadouni marcou de cabeça após lançamento longo de Immanuel Kuijk, antes de Mohamed Attaibi aproveitar um lance de insistência. Said Bouzambou fez o terceiro com uma excelente finalização a pouco mais de dez minutos do fim. A jogar com guarda-redes avançado, a Ucrânia ainda reduziu por Petro Shoturma no culminar de uma troca de bola, mas o triunfo não fugiu aos anfitriões.

Mohamed Attaibi, jogador dos Países Baixos: "Incrível, é uma sensação especial. Treinámos muito para este torneio. Queremos deixar os Países baixos orgulhosos do futsal. Para nós, é um palco enorme e uma grande montra de introdução para os adeptos neerlandeses verem que este desporto merece este respeito."

Estatística-chave: Attaibi, que trabalhou no marketing de torneios e foi um dos autores da proposta de candidatura, assinou o seu 40º golo pela selecção "laranja".