O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Antevisão diária do UEFA Futsal EURO: Cazaquistão - Eslovénia, Itália - Finlândia

Antevemos a acção no arranque do Grupo B, onde três referências da modalidade se juntam a uma estreante em fases finais.

A Itália parte em busca do seu terceiro título europeu
A Itália parte em busca do seu terceiro título europeu Getty Images

O Grupo B do UEFA Futsal EURO 2022 começa na quinta-feira em Groningen, no MartiniPlaza, com o Cazaquistão a medir forças com a Eslovénia e a Itália a defrontar a estreante Finlândia. Fazemos a antevisão dos dois jogos.

Cazaquistão - Eslovénia (16h30, Groningen)

A primeira participação do Cazaquistão em fases finais do Futsal EURO teve lugar apenas em 2016, mas tendo chegado às meias-finais por duas vezes seguidas e repetido o feito no Mundial do ano passado (perdendo apenas nos penáltis contra a Espanha, tal como no EURO 2018), a verdade é que viajou para os Países Baixos com reais possibilidades de conquistar o troféu. Como sempre, o poderoso Kairat Almaty é a principal base de recrutamento da selecção cazaque, fornecendo o treinador Kaká e nomes como o guarda-redes Higuita, Douglas Junior, Dauren Tursagulov, Chingiz Yesenamanov e a cara nova Edson, para além de Taynan, agora no Murcia FS.

Futsal EURO: Guarda-redes goleadores
Futsal EURO: Guarda-redes goleadores

A Eslovénia, porém, é uma selecção que está habituada a jogar ao mais alto nível, tendo mesmo eliminado a Itália para atingir os quartos-de-final em 2018, na condição de anfitriã. Kristjan Čujec vai falhar o torneio devido a lesão, mas Igor Osredkar, Gašper Vrhovec e Alen Fetić continuam entre os eleitos numa equipa repleta de experiência.

Chingiz Yesenamanov, jogador do Cazaquistão: "Como disse o nosso treinador, este é o jogo mais importante para nós. A equipa está preparada, há muita expectativa porque se trata de um grande torneio e esperamos fazer boa figura. O nosso objectivo passa por atingir a final, até porque fomos derrotados em muitas meias-finais. Queremos dar mais um passo, que é chegar à final. Para nós esse é o principal objectivo, mas temos de ir jogo a jogo".

Kaká, seleccionador do Cazaquistão: "Conhecemos muito bem a selecção da Eslovénia. Há dois anos jogámos contra eles e só conseguimos ganhar nos últimos minutos. Sabemos que vai ser um encontro muito complicado, mas mal podemos esperar e queremos começar este torneio com uma vitória".

Žiga Čeh, jogador da Eslovénia: "O Cazaquistão é uma equipa muito disciplinada. Estão entre as quatro melhores selecções do Mundi, Gostam de ter a posse da bola e não cometem muitos erros. Contudo, estamos bem preparados para penalizar os pontos fracos deles.

Tomislav Horvat, seleccionador da Eslovénia: "A atmosfeira no seu da equipa é muito boa. Estamos muito focados e queremos trabalhar os detalhes antes do nosso primeiro jogo no torneio. Este jogo é muito importante porque é o primeiro. O Cazaquistão é favorito.

Estatística-chave: Tursagulov marcou a 35 segundos do fim para dar ao Cazaquistão um triunfo por 4-3 sobre a Eslovénia em Fevereiro de 2020, que se revelou crucial na qualificação para o Campeonato do Mundo.

Itália - Finlândia (19h30, Groningen)

A Itália nunca falhou uma fase final do Futsal EURO e ergueu o troféu em 2003 e em 2014; a Finlândia é a primeira de quatro equipas a estrearem-se neste evento alargado de 16 países. Os "Azzurri", com muitas alterações desde a decepção protagonizada em 2018, sabem que não têm uma tarefa fácil pela frente. Com efeito, a selecção transalpina derrotou a Finlândia por duas vezes no seu grupo de qualificação para este torneio no ano passado, mas no início de 2020 registou um empate a duas bolas ante essa mesma adversária e acabou por falhar a presença no "play-off" de apuramento para o Mundial.

A Finlândia é liderada pelo experiente capitão Panu Autio
A Finlândia é liderada pelo experiente capitão Panu AutioUEFA via Sportsfile

A Finlândia acabou por perder esse "play-off" por um total de 6-5 diante da Sérvia, naquela que foi a mais recente de uma série de quase qualificações desde que o experiente Mićo Martić (que passou grande parte da sua carreira em Itália) assumiu o cargo de seleccionador em 2013. A histórica vaga neste Futsal EURO foi garantida em Abril, na sequência de uma emocionante vitória por 3-2 ante a Bélgica.

Massimiliano Bellarte, seleccionador da Itália: "Penso que estamos todos bem. O Fortin chega hoje, pelo que vou poder ter 14 jogadores no jogo contra a Finlândia. Não sei como vão estar, até porque o Merlim apenas vai treinar esta noite. Apenas a presença de jogadores como o Merlim dá confiança à equipa. Sabemos que vai ser um jogo duro, mas vamos tentar controlar o encontro e ter a bola em nosso poder."

Carmelo Musumeci, jogador da Itália: "A atmosfera no seio do grupo é que não temos qualquer receio e queremos dar boa conta de nós. Temos de trabalhar do ponto de vista mental, porque enfrentar este tipo de adversários é sempre bom. Mas temos de encarar a competição passo a passo, até porque estão aqui presentes equipas muito fortes."

Mico Martić, seleccionador da Finlândia: "A Itália tem bons jogadores, apesar das ausências. Eles vão tentar corrigir aquilo que aconteceu nos últimos torneios. Estamos calmos e vamos dar tudo para vencer o jogo. Contudo, é normal que os nervos cresçam à medida que se aproxime a partida. Estamos bem."

Panu Autio, jogador da Finlândia: "Estamos todos muito entusiasmados, mas confiantes porque nos preparámos bem para este torneio. Queremos desfrutar deste Campeonato da Europa. Conhecemos bem a Itália e estudámo-los muito bem. Sabemos o que esperar na quadra."

Estatística-chave: A eliminação da Itália na fase de grupos em 2018 foi a primeira vez que os transalpinos não chegaran aos quartos-de-final em qualquer formato do Futsal EURO.