O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

O EURO Futsal 2016 visto de dois ângulos...

Zoran Laković participou nos dois lados da organização do UEFA Futsal EURO 2016. O antigo secretário-geral da Federação Sérvia de Futebol e actual funcionário da UEFA destaca o sucesso que foi o torneio.

Zoran Laković a cumprir as suas funções no UEFA Futsal EURO 2016
Zoran Laković a cumprir as suas funções no UEFA Futsal EURO 2016 ©Sportsfile

Zoran Laković viveu a rara experiência de estar envolvido em ambos os lados da organização do UEFA Futsal EURO 2016.

Até há bem pouco tempo secretário-geral da Federação Sérvia de Futebol (FSS), anfitriã do torneio, Laković começou recentemetne a trabalhar no departamento de federações nacionais da UEFA. Há conversa com o UEFA.com, falou sobre a organização da prova e sobre o brilhante desempenho da selecção da casa.

UEFA.com: Ajudou aos preparativos para a organização deste torneio quando trabalhava na FSS e, agora, desfrutou dele como funcionário da UEFA…

Laković: Sim, foi uma situação curiosa. Este torneio foi um dos meus últimos grandes projectos na FSS e, agora, estou aqui enquanto representante da UEFA. Estou muito feliz com a forma como tudo correu.

UEFA.com: O torneio disputado em Belgrado contou com assistências recorde no que a Europeus de Futsal diz respeito. Está, certamente, orgulhoso...

Laković: Sentimos que fizemos crescer o nível da competição. Este feito é resultado do excelente trabalho desenvolvido por todos os envolvidos nesta organização. Este EURO quebrou recordes de espectadores e de audiências televisivas. Toda a Sérvia, e Belgrado em particular, vão tirar benefícios deste torneio, pois ele foi um forte meio de promoção do país.

UEFA.com: A seu ver, a Sérvia está preparada para receber grandes jogos e torneios da UEFA também de futebol?

Laković: A cooperação entre a FSS e a UEFA tem sido fantástica nos últimos anos. Orgulhamo-nos de projectos como a construção do nosso centro nacional de futebol, em Stara Pazova, bem como de várias outras infraestruturas, muitas delas destinadas aos mais jovens. A FSS tem todo o interesse em organizar as fases finais de outros torneios europeus nos próximos tempos.

UEFA.com: O futsal tomou conta da Sérvia nos últimos anos. Poderá tornar-se ainda mais popular?

Laković: Sem dúvida. Neste momento, toda a gente na Sérvia fala de futsal. Disseram-me, por exemplo, que o golo de Ricardinho frente à Sérvia foi um dos cinco vídeos mais vistos e partilhados nas redes sociais nesse dia em todo o mundo e, obviamente, também na Sérvia. A nossa selecção merece todo o apoio que teve e estou certo que o futsal vai crescer ainda mais aqui, tanto em qualidade como em popularidade.