O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Futsal EURO: Os melhores jogos

Escolher os melhores jogos de quase duas décadas do Campeonato da Europa de Futsal da UEFA não é tarefa fácil, mas estes seis merecem ser distinguidos pela qualidade, paixão e emoção.

O espanhol Sergio Lozano comemora após empatar frente à Rússia na final de 2012
O espanhol Sergio Lozano comemora após empatar frente à Rússia na final de 2012 ©Action Images

RÚSSIA 3-3 ESPANHA 
(após prolongamento; Rússia ganhou por 4-2 no desempate)
Final do Campeonato da Europa de Futsal de 1999, Granada 
A primeira final oficial colocou a fasquia bastante elevada, com a Espanha a perceber que tinha adversários à altura nos palco europeus. O jogo foi de parada e resposta, com o “czar” do futsal russo - o falecido Konstantin Eremenko – a apontar o terceiro golo da sua equipa. Javier Lorente bisou por Espanha e levou o jogo para prolongamento, mas nenhuma equipa conseguiu voltar a marcar. Eremenko converteu a grande penalidade decisiva e a Rússia comemorou um triunfo histórico no primeiro Europeu.

PORTUGAL 2-2 ESPANHA
(após prolongamento: Espanha ganhou por 4-3 no desempate)
Meia-final do UEFA Futsal EURO de 2007, Porto
O sucesso da Espanha ao longo dos anos fica a dever-se em igual medida à recusa em aceitar a derrota e ao brilhantismo dos seus jogadores, características que foram levadas ao limite no Porto, quando a equipa da casa parecia caminhar para a sua primeira final. Portugal estava em vantagem a seis minutos do final, com Ricardinho a fazer o 2-0 com um pontapé acrobático e a levar os espectadores ao delírio. Espanha mostrou toda a sua determinação e conseguiu forçar o prolongamento, mas só garantiu a vitória nas grandes penalidades.

REPÚBLICA CHECA 6-5 HUNGRIA
Fase de grupos do UEFA Futsal EURO 2010, Budapeste
A Hungria só precisava de um ponto para passar aos quartos-de-final e o apuramento parecia assegurado quando os anfitriões fizeram o 4-0 no início da segunda parte, mas depois tudo se desmoronou. A República Checa começou por reduzir, depois marcou mais quatro golos em seis minutos incríveis, ficando a vencer por 5-4 e deixando 7000 adeptos húngaros à beira de um ataque de nervos. A emoção ainda não tinha terminado. Zsolt Gyurcsányi fez a Hungria acreditar quando marcou a um minuto do final, mas a última palavra pertenceu a Marek Kopecký, que fez esfumar o sonho da equipa da casa ao dar o triunfo aos checos a 15 segundos do final.

©Sportsfile

RÚSSIA 1-3 ESPANHA
Final do UEFA Futsal EURO 2012, Zagreb
Os gigantes do futsal europeu mediram forças pela terceira vez na final de um UEFA Futsal EURO, com a Espanha a querer conquistar o quarto título consecutivo. A equipa de José Venancio López renovou o título, mas teve de sofrer num encontro muito equilibrado. O marcador só funcionou pela primeira vez a sete minutos do final, quando Pula bateu Luis Amado. Os campeões em título fizeram tudo para chegar ao empate e a pressão aumentou quando Cirilo viu o segundo cartão amarelo. A Rússia resistiu mas, a 34 segundos do final, Sergio Lozano beneficiou de um desvio para bater finalmente o brilhante Gustavo. Mental e fisicamente exausta, a Rússia desmoronou-se no prolongamento e os espanhóis aproveitaram para marcar mais dois golos e averbar um triunfo muito suado.

AZERBAIJÃO 8-9 SÉRVIA
Fase de grupos do UEFA Futsal EURO 2012, Zagreb 
Azerbaijão e a Sérvia entraram determinados em campo, em jogo estava uma vaga nos quartos-de-final em jogo, e o resultado foi o encontro com mais golos em Europeus de futsal. O jogo teve também o golo mais rápido de sempre, com Felipe a colocar o Azerbaijão em vantagem aos oito segundos. Este foi a primeira das quatro ocasiões em que os azeris estiveram em vantagem, mas a sérvia encontrou sempre forma de responder. O Azerbaijão esteve depois a perder por 7-5, ainda conseguiu empatar, mas já nada consegui fazer face aos golos de Bojan Pavićević e Vidan Bojović nos minutos finais. Bojović terminou o encontro com um total de cinco golos, quatro pela Sérvia e um autogolo no último minuto que manteve a emoção até final.

RÚSSIA 4-3 ESPANHA
(após prolongamento)
Meia-final do UEFA Futsal EURO 2014, Antuérpia 
O reinado de nove anos de Espanha e invencibilidade na Europa terminaram frente ao eterno rival. A fascinante batalha táctica entre Sergei Skorovich e Venancio López, a intensidade mental e física dos jogadores e o enorme talento de todos os participantes levaram a que este fosse um duelo do futsal moderno ao seu melhor nível, e é claro que o equilíbrio reinou até final. A Espanha voltou a chegar em desvantagem aos últimos minutos mas, mais uma vez, conseguiu forçar o prolongamento. No entanto, desta vez, a última palavra pertenceu à Rússia, com Robinho a decidir o encontro a 66 segundos do final e a fazer ruir o sonho de Espanha de conquistar o quinto título consecutivo.

Este artigo faz parte do programa oficial do UEFA EURO 2016. Descarregue aqui a sua cópia.

Seleccionados para si