Cirilo quer destronar a Espanha

Cirilo sabe que esta poderá ser a sua derradeira oportunidade para vencer um título pela Rússia e afirma que a Espanha, adversária da meia-final, "passou muito tempo no trono".

Cirilo está pronto para um dos jogos mais importantes da sua carreira
©Sportsfile

Cirilo tem sido um elemento fulcral na selecção da Rússia desde a sua estreia em 2006, mas o pivot de 34 anos do MFK Dinamo sabe que é agora ou nunca se quer conquistar um grande troféu.

O talentoso jogador nascido no Brasil atingiu a final do UEFA Futsal EURO 2012, mas a Rússia sucumbiu perante a Espanha de forma dramática. Dois anos volvidos, as duas equipas medem forças nas meias-finais em Antuérpia, na quinta-feira, com a Espanha à procura do seu quinto título europeu consecutivo. Cirilo disse ao UEFA.com que os espanhóis "passaram demasiado tempo no trono".

UEFA.com: O que pensa da Espanha, adversária que já defrontou tantas vezes?

Cirilo: A Espanha não é apenas mais uma adversária, é uma excelente equipa. Espero que amanhã sejamos capazes de jogar ainda melhor do que nos encontros anteriores. É óbvio que estou um pouco nervoso, porque vamos defrontar um conjunto muito complicado e porque se trata de uma meia-final. Eles são fortes individualmente e a nível colectivo. As suas bolas paradas são muito perigosas. No entanto, acho que a Espanha também está nervosa.

UEFA.com: Há dois anos, ficaram a menos de um minuto de vencerem a final contra eles, antes de serem derrotados no prolongamento …

Cirilo: Espero que amanhã não os deixemos repetirem o cenário da última final. Sonhamos com a vitória. A Espanha já passou demasiado tempo no trono, há que lhes dar descanso. Já são troféus a mais para eles. Seria bom para o futsal se outra equipa triunfasse desta feita. Agora é a nossa vez. Será muito triste se não conquistarmos o título.

UEFA.com: Foi terceiro em 2007, perdeu nos penalties frente à Espanha nos quartos-de-final de 2010 e caiu no prolongamento da final de 2012 – é esta a sua última oportunidade?

Cirilo: Sim. É provavelmente a minha derradeira oportunidade para vencer o Campeonato da Europa. Daí o meu desejo de vitória ser tão grande. Queremos entrar na História do futal russo. Amanhã vou disputar um dos jogos mais importantes da minha carreira.

Topo