Finalistas preparam participação

Portugal foi surpreendido pela Eslovénia, a Rússia desiludiu no Irão e a Holanda empatou duas vezes nos jogos de preparação dos finalistas para o UEFA Futsal EURO.

A Itália comemora o 5-0 à Roménia
©Foto Cassella/Divisione Calcio a 5

O UEFA Futsal EURO 2014 começa em Antuérpia, em Janeiro, e dez dos 12 finalistas disputaram, esta semana, dois amigáveis contra o mesmo adversário. O UEFA.com faz-lhe um ronda sobre o que Portugal e seus oponentes no Grupo B fizeram.

Portugal 4-1/2-4 Eslovénia
O primeiro jogo, disputado na terça-feira em Moimenta da Beira, correu da melhor maneira, com Arnaldo, Joel Queirós, Leitão e Paulinho a marcarem numa vitória tranquila da selecção de Portugal. No entanto, na quarta-feira, em Tondela, a Eslovénia, também finalista, assegurou a primeira vitória de sempre frente a Portugal, com os golos de Alen Fetič (2), Rok Mordej e Igor Osredkar a serem suficientes, com os tentos lusos a chegarem por Joel Queirós e Leitão.

O seleccionador de Portugal, Jorge Braz, afirmou: "O segundo jogo foi muito parecido com o primeiro, mas a Eslovénia foi mais agressiva e não lidámos bem com isso. Não podemos cometer os erros que fizemos neste jogo. Posto isto, podemos retirar ilações positivas destes dois particulares. Não estou preocupado com a derrota por 4-2. É claro que temos de melhorar alguns aspectos do nosso jogo, em especial a concentração em todos os 40 minutos, mas ainda temos tempo até à fase final."

Bélgica 3-3/3-3 Holanda
A anfitriã Bélgica terminou uma série de seis derrotas seguidas com dois empates ante o vizinho e também finalista, mas esteve perto de somar duas vitórias nas partidas disputadas em Lommel. Na segunda-feira, a Bélgica começou bem com Abdelhak El Ghaadaoui a bisar e Ahmed Sababti a aumentar a vantagem antes do intervalo, mas, na segunda parte, Mohamed Darri e Samir Makhoukhi colocaram a Holanda de volta ao jogo, com Zaid El Morabiti a fazer o empate a 18 segundos do fim. "Foi como se tivéssemos ganho", afirmou.

No dia seguinte, o capitão da Bélgica, Karim Chaibai, fez o seu jogo 100 e os da casa estiveram de novo perto do triunfo, com Samir Dabhi a marcar, Makhoukhi a empatar e Saad Salhi e El Ghaadaoui a fazerem o 3-1, mas El Morabiti e Jamal El Ghannouti reagiram pelos visitantes e voltaram a restabelecer a igualdade, nos últimos dois minutos.

Irão 6-3/2-2 Rússia
Com oito baixas por lesão, incluindo a do guarda-redes Gustavo, dos avançados Vyacheslav Shayakhmetov e Nikita Fakhrutdinov, a Rússia foi submetida a um duro teste em Yazd por uma equipa que havia derrotado por 4-2 nas meias-finais do Grand Prix, em Outubro. Treinado por Jesús Candelas, o Irão ganhou duas bolas de vantagem nos primeiros oito minutos e acabou por vencer, apesar dos dois golos de Pula e do recém-promovido jogador da equipa de Sub-21, Ivan Chishkala.

No dia seguinte Aleksandr Fukin e Pula colocaram a Rússia em vantagem, mas o cartão vermelho exibido a Daniil Kutuzov ajudou o Irão a reagir. Pula afirmou, no final: "Sejamos objectivos. Faltaram-nos muitos jogadores da equipa titular e tivemos de fazer muitas alterações, ao mesmo tempo que fomos forçados a fazer novas combinações num espaço de tempo limitado. É bom estes encontros terem sido particulares, pois assim podemos identificar pontos fracos."

Outros resultados:

Croácia 3-2/1-3 Ucrânia

Itália 5-0/4-1 Roménia

Sérvia 1-6/3-7 Espanha

Topo