O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Kovačević acredita em surpresa sérvia

A Sérvia tem uma tarefa complicada no Grupo D, frente a Portugal e Azerbaijão, para alcançar os quartos-de-final, mas Aca Kovačević diz que a sua equipa joga melhor frente a adversários fortes.

A Sérvia já provou o seu valor em fases finais do Europeu de Futsal consecutivas
A Sérvia já provou o seu valor em fases finais do Europeu de Futsal consecutivas ©Drago Perko/futsal.si

Aca Kovačević lidera a Sérvia na sua terceira participação consecutiva na fase final do Campeonato da Europa de Futsal, na Croácia, mas a selecção que esteve nos quartos-de-final na edição de 2010 tem uma tarefa hercúlea no Grupo D, frente a Portugal e Azerbaijão. O treinador de 56 anos fala ao UEFA.com sobre as suas ambições e filosofia.

UEFA.com: O que pensa do seu grupo?

Aca Kovačević: Estamos inseridos num grupo extremamente difícil. Vamos enfrentar duas selecções que já estiveram nas meias-finais de edições anteriores do Europeu. Espero que possamos repetir o sucesso alcançado na Hungria em 2010. Espero que seja possível afastar um dos favoritos e seguir em frente para a fase seguinte.

UEFA.com: Quais são as suas ambições pessoais?

Kovačević: Este é o terceiro Europeu consecutivo em que participamos e cada qualificação para o EURO é um grande sucesso. Cada vez que passamos à fase seguinte, torna-se um sucesso ainda maior. Penso que o apuramento para este EURO foi um feito assinalável e vamos dar o máximo para ultrapassar a fase de grupos e ser uma das oito melhores selecções europeias.

UEFA.com: Quais os pontos-fortes da sua equipa?

Kovačević: A imprevisibilidade. Mentalmente são todos excelentes jogadores e actuam melhor quando defrontam as melhores equipas. Mostrámos isso nas duas edições anteriores do Europeu, onde causámos várias surpresas.

UEFA.com: Venceram a Rússia para conquistar o primeiro lugar do grupo em 2010, mas depois perderam com Portugal nos quartos-de-final, por 5-1...

Kovačević: Depois de vencerem a Rússia, os jogadores pensaram que o sucesso ia continuar. Ainda não estamos a um nível que nos permita disputar jogos difíceis consecutivamente e continuar a ganhar. Eles pensaram que iriam repetir o sucesso, frente a Portugal, e o que veio a acontecer foi um descalabro. Mas isso também é parte integrante do desporto. Espero que consigamos passar à fase seguinte outra vez.

UEFA.com: Esta região sempre foi reconhecida por possuir jogadores tecnicamente evoluídos. Pensa que é essa a razão por o seu país também ser bom no futsal?

Kovačević: É verdade, mas muito disso tem-se perdido. Negligenciámos essa qualidade individual. Dei o meu melhor para incutir isso na selecção. Temos alguns jogadores de topo que podem decidir um jogo, mas os clubes sérvios têm a tendência de copiar o estilo de jogo que é praticado no estrangeiro. O nosso estilo não é como qualquer outro. Jogadores desta região têm um estilo particular, o gosto por jogar ao ataque, e é nisso que todos nós temos que trabalhar, bem como fomentar as capacidades individuais.