O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Direito à liderança

Azerbaijão 6-1 República Checa
Os comandados de Alesio rumaram aos quartos-de-final como vencedores do Grupo A. Biro Jade e Vitaliy Borisov bisaram.

Serjão marcou frente aos checos
Serjão marcou frente aos checos ©UEFA.com

O Azerbaijão prosseguiu o seu ataque furtivo à conquista do Campeonato da Europa de Futsal e fez a segunda vítima no certame, ao golear a República Checa, por 6-1, apurando-se desde já para os quartos-de-final, nos quais se apresentará na próxima segunda-feira na condição de vencedor do Grupo A para defrontar o segundo classificado do Grupo B.

Checos rapidamente em apuros
Com o capitão Martín Dlouhý surpreendentemente ausente do primeiro jogo, os checos partiram desde logo para o ataque, com Zdeněk Sláma a acertar no poste com Andrey Tveryankin já batido. Contudo, rapidamente se viram ultrapassados pelos azeris, que deram sequência ao triunfo sobre a anfitriã Hungria, por 3-1, com uma vitória ainda mais expressiva.

Golos madrugadores
Aos três minutos, Serjão fez um passe sobre a defesa checa, desmarcando Biro Jade para uma conclusão certeira com um remate à meia-volta, antes de Vitaliy Borisov recolher um passe para diante de Sláma e bater Tomáš Meller. Convidando a equipa dirigida por Tomáš Neumann a atacar, o Azerbaijão chegou com facilidade ao 3-0 aos 11 minutos, com o discreto mas eficaz Rizvan Farzaliyev a escapar-se ao adversário directo junto à linha lateral direita ante de cruzar para o golo de Serjão. O quarto tento chegou já na segunda parte, quando estavam decorridos quatro minutos, com Serjão a manter a bola na sua posse e a servir Thiago para um remate certeiro, desferido entre dois defesas.

Golo de Rešetár
No entanto, os checos não desistiram e, apesar de Lukaš Rešetár ter, primeiramente, optado por passar a bola em vez de rematar à baliza quando tinha somente Tveryankin pela frente, viria depois a marcar do lado esquerdo e de ângulo difícil, injectando alguma confiança na equipa. Por instantes, pareceu ter ficado no ar a ideia de que os checos estariam de volta ao encontro, mas, quando Alves isolou Borisov para este marcar o seu segundo golo da noite, a partida ficou sentenciada.

Quinta falta
A partir do momento em que cometeu a quinta falta no período, os checos passaram a jogar sobre brasas. Biro Jade, por seu turno, não desperdiçou a oportunidade de marcar no primeiro livre sem barreira para os azeris e encerrar a contagem. Enquanto os comandados do brasileiro Alesio regressarão à Papp László Arena na segunda-feira, a República Checa terá de derrotar a anfitriã Hungria no sábado para poder viajar até Debrecen como segundo classificado do Grupo A.