O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Factos e números do UEFA Futsal EURO: Todos os recordes

A UEFA organiza as competições de futsal desde 1996 e o UEFA.com tem os factos, números e recordes.

Ricardinho foi o primeiro jogador a chegar (e ultrapassar) aos 21 golos em fases finais do Futsal EURO
Ricardinho foi o primeiro jogador a chegar (e ultrapassar) aos 21 golos em fases finais do Futsal EURO ©Sportsfile

Olhamos para todos os recordes e mais de 25 anos de história do UEFA Futsal EURO, desde o primeiro torneio, jogado em 1996, e da edição inaugural com o estatuto de Campeonato da Europa, em 1999, ao formato alargado para 16 selecções disputado nos Países Baixos em 2022.

Todos os anos referidos são as datas da fase final. As estatísticas apresentadas incluem o torneio de 1996, antes de a prova adquirir o estatuto de Campeonato da Europa da UEFA.

Finais

Torneios com 16 selecções
2022: Portugal 4-2 Rússia: Amesterdão, Países Baixos
Torneios com 12 selecções2018: Portugal 3-2 Espanha (após prolongamento): Ljubljana, Eslovénia
2016: Espanha 7-3 Rússia; Belgrado, Sérvia
2014: Itália 3-1 Rússia; Antuérpia, Bélgica
2012: Espanha 3-1 Rússia (ap); Zagreb, Croácia
2010: Espanha 4-2 Portugal; Debrecen, Hungria
Torneios com oito selecções
2007: Espanha 3-1 Itália; Porto, Portugal
2005: Espanha 2-1 Rússia; Ostrava, República Checa
2003: Itália 1-0 Ucrânia; Caseta, Itália
2001: Espanha 2-1 Ucrânia (golo de ouro); Moscovo, Rússia
1999: Rússia 3-3 Espanha (ap, 4-3 pens); Granada, Espanha
Torneios com seis selecções
1996*: Espanha 5-3 Rússia; Cordoba, Espanha

*Torneio Europeu de Futsal: A prova só ganhou estatuto de Campeonato da Europa a partir de 1999.

RECORDES POR SELECÇÕES

Títulos

Espanha 7
Itália, Portugal, 2
Rússia 1

Presenças em finais

Espanha 9
Rússia 6
Itália, Portugal 3
Ucrânia 2

Presenças em meias-finais

Espanha 12
Rússia 10
Itália 8
Portugal 5
Ucrânia 4
República Checa, Cazaquistão 2
Azerbaijão, Bélgica, Croácia, Países Baixos, Sérvia 1

Presenças em fases finais (máximo de 12, incluindo 2022)

12: Itália, Rússia, Espanha
11: Ucrânia
10: Portugal
8: República Checa
7: Jugoslávia/Sérvia, Eslovénia
6: Azerbaijão, Croácia*, Países Baixos
5: Bélgica
4: Roménia
3: Hungria, Cazaquistão, Polónia
1: Bielorrússia, Bósnia e Herzegovina, Finlândia, França, Geórgia, Eslováquia, Turquia

*inclui 2022

RECORDES DOS JOGADORES

Títulos

Luis Amado (Espanha) 5 (2001, 2005, 2007, 2010, 2012)
Kike (Espanha) 5 (2001, 2005, 2007, 2010, 2012)
Daniel (Espanha) 4 (2001, 2005, 2007, 2010)
Juanjo (Espanha) 4 (2007, 2010, 2012, 2016)
Ortiz (Espanha) 4 (2007, 2010, 2012, 2016)
Javi Rodríguez (Espanha) 4 (2001, 2005, 2007, 2010)
Torras (Espanha) 4 (2005, 2007, 2010, 2012)
Julio (Espanha) 3 (2001, 2005, 2010)
Lin (Espanha) 3 (2010, 2012, 2016)

Melhores marcadores de sempre (fases finais)

Ricardinho (Portugal) 22
Konstantin Eremenko (Rússia) 20
Eder Lima (Rússia) 17
Daniel (Espanha) 16
Serhiy Koridze (Ucrânia) 15
Javi Rodríguez (Espanha) 13
Gonçalo Alves (Portugal) 12

Melhores marcadores de sempre (incluindo fases de qualificação)

Konstantin Eremenko (Rússia) 44
Serhiy Koridze (Ucrânia) 39
Florin Matei (Roménia) 36
Igor Moskvychov (Ucrânia) 32
Ricardinho (Portugal) 32
Archil Sebiskveradze (Geórgia) 31
Zoltán Dróth (Hungria) 30
Dario Marinović (Croácia) 29

Mais jogos (fases finais)

Luis Amado ergue o troféu em 2012
Luis Amado ergue o troféu em 2012SPORTSFILE

Ortiz (Espanha) 35
Luis Amado (Espanha) 33
Kike (Espanha) 29
Sergei Abramov (Rússia) 26
João Matos (Portugal) 26
Daniel (Espanha) 24
Gonçalo (Portugal) 24
Ivan Milovanov (Rússia) 24
João Benedito (Portugal) 23
Aleksandr Fukin (Rússia) 23
Lin (Espanha) 23

Mais jogos (incluindo fases de qualificação)

Ortiz (Espanha) 55
Luis Amado (Espanha) 47
Rizvan Farzaliyev (Azerbaijão) 47
João Matos (Portugal) 44
Aigars Bondars (Letónia) 43
Florin Matei (Roménia) 43
Robert Lupu (Roménia) 42

Melhores marcadores dos torneios

2022 (apenas fase de qualificação): Germans Matjušenko (Letónia), Archil Sebiskveradze (Geórgia) 10
2018: Bruno Coelho (Portugal) 11
2016: Ricardinho (Portugal) 11
2014: Kristjan Čujec (Eslovénia), Sergio Lozano (Espanha) 9
2012: Cihan Özkan (Turquia), Darko Rangotov (ARJ Macedónia) 8
2010: Clayton Baptistella (Itália), Joel Queirós (Portugal) 10
2007: Cihan Özcan (Turquia) 15
2005: Edwin Grünholz (Países Baixos) 10
2003: Serhiy Koridze (Ucrânia) 17
2001: Serhiy Koridze (Ucrânia) 13
1999: Konstantin Eremenko (Rússia) 20
1996: Konstantin Eremenko (Rússia) 23

Melhores marcadores na fase final

O melhor do Futsal EURO 2018

2022: Birzhan Orazov (Cazaquistão) 7
2018: Ricardinho (Portugal) 7
2016: Miguelín (Espanha)*, Mario Rivillos (Espanha)*, Alex (Espanha), Ricardinho (Portugal), Serik Zhamankulov (Cazaquistão) 6
2014: Eder Lima (Rússia) 8
2012: Torras (Espanha)*, Dario Marinović (Croácia) 5
2010: Saad Assis (Itália), Biro Jade (Azerbaijão), Javi Rodríguez (Espanha), Joel Queirós (Portugal) 5
2007: Cirilo (Rússia), Daniel (Espanha), Predrag Rajić (Sérvia) 5
2005: Nando Grana (Itália) 6
2003: Serhiy Koridze (Ucrânia) 7
2001: Serhiy Koridze (Ucrânia) 7
1999: Konstantin Eremenko (Rússia) 11
1996: Konstantin Eremenko (Rússia) 8

*Venceu/partilhou Bota de Ouro adidas devido às assistências

Mais golos num jogo (individual)

Qualificação: Konstantin Eremenko (Rússia) com 7 golos contra a República da Moldávia, 1996
Fase final: Serhiy Koridze (Ucrânia) com 5 golos frente a Portugal, 2003

Golo mais rápido na fase final

Felipe (Azerbaijão) frente à Sérvia, em 2012, aos 8 segundos

Idades (apenas fases finais)

Jogador mais velho: Andrey Tveryankin (Azerbaijão) frente à Sérvia, 03/02/2012, 44 anos 334 dias
Jogador mais velho a marcar um golo: Mico Martić (Croácia) frente à Polónia, 22/02/2001, 36 anos 364 dias
Jogador mais jovem: Dennis Berthold (Itália) frente à Finlândia, 20/01/2022, 18 anos e 173 dias
Jogador mais jovem a marcar: Adriano Foglia (Itália) frente à Rússia, 22/02/2001, 19 anos 303 dias

RECORDES EM JOGOS

Maiores vitórias

Qualificação: Rússia 31-0 Moldávia (1996)
Fase final: Espanha 9-1 Bielorrússia (2010, fase de grupos), Geórgia 0-8 Espanha (fase de grupos de 2022)

Mais golos

Sérvia 8-9 Azerbaijão, fase de grupos de 2012 

Mais golos na fase a eliminar

Rússia 9-6 Países Baixos, 1999, meias-finais

Empate com mais golos

Cazaquistão 5-5 Espanha (após prolongamento), 2018, meias-finais; Bielorrússia 5-5 Portugal, 2010, fase de grupos

Maiores assistências

Qualificação: República Checa - Cazaquistão, Almaty 2018, 10.231 espectadores
Fase final: Croácia - Rússia, Zagreb 2012 (semi-final), 14.300 espectadores
Final: Itália - Rússia, Antuérpia 2014, 11.558 espectadores
Total de espectadores numa fase final: Sérvia 2016, 113.820 espectadores

Todos os desempates por penáltis

2018
Meias-finais: Espanha 3-1 Cazaquistão

2012
Quartos-de-final: Croácia* 3-1 Ucrânia

2010
Meias-finais: Portugal 5-3 Azerbaijão
Quartos-de-final: Espanha 7-6 Rússia
Quartos-de-final: Azerbaijão 4-2 Ucrânia
Quartos-de-final: República Checa 3-1 Itália

2007
Meias-finais: Espanha 4-3 Portugal*

2001
Meias-finais: Ucrânia 5-4 Itália

1999
Final: Rússia 4-2 Espanha*

*Anfitriões

Registo
Espanha V3 D1
Croácia V1 D0
República Checa V1 D0
Azerbaijão V1 D1
Portugal V1 D1
Rússia V1 D1
Ucrânia V1 D2
Cazaquistão V0 D1
Itália V0 D2

Todos os jogos decididos no prolongamento

2018
Final: Portugal 3-2 Espanha

2016
Meias-finais: Rússia 3-2 Sérvia*

2014
Meias-finais: Rússia 4-3 Espanha

2012
Final: Espanha 3-1 Rússia

2001
Final: Espanha 2-1 Ucrânia
Jogo de atribuição do 3º lugar: Rússia* 2-1 Itália

1996
Jogo de atribuição do 3º lugar: Bélgica 3-2 Itália
Jogo de atribuição do 5º lugar: Ucrânia 4-3 Países Baixos

*Anfitriões

Registo
Rússia V3 D1 (incluindo penáltis: V4 D2)
Espanha V2 D2 (incluindo penáltis: V5 D3)
Bélgica V1 D0
Portugal V1 D0 (incluindo penáltis: V2 D1)
Ucrânia V1 D1 (incluindo penáltis: V2 D3)
Países Baixos V0 D1
Serbia V0 D1
Itália V0 D2 (incluindo penáltis: V0 D4)

As presenças dos jogadores incluem figurar na ficha de jogo numa jornada, independentemente de o atleta ter entrado em campo.