Itália aliviada, Croácia conformada

Roberto Menichelli e Stefano Mammarella ficaram satisfeitos por a Itália ter mostrado o seu valor no triunfo por 2-1 sobre a Croácia nos quartos-de-final. Mato Stanković ficou conformado.

Itália aliviada, Croácia conformada
©UEFA.com

Roberto Menichelli, seleccionador da Itália
Conseguimos! Acho que é normal ter de se sofrer um pouco num jogo dos quartos-de-final de um Campeonato da Europa e contra uma excelente equipa como é a da Croácia. Eles têm jogadores muito bons e um grande treinador. Quero dar os parabéns a Mato Stanković porque a sua equipa é muito bem organizada e fez um magnífico trabalho. Foi difícil para nós a nível físico porque tivemos apenas dois dias para descansar após um jogo complicado ante o Azerbaijão, pelo que a Croácia estava certamente mais fresca que nós.

Queríamos confirmar a nossa presença entre as melhores equipas da Europa. Estamos mais uma vez entre as melhores e isto é importante porque significa que sempre respondemos presente em torneios como este.

Stefano Mammarella, guarda-redes da Itália
Foi um grande alívio quando a Croácia atirou ao poste no último suspiro, porque faltavam poucos segundos para o fim do jogo e sofrer um golo seria muito mau, especialmente porque tínhamos acabado de desperdiçar uma oportunidade para matar o jogo, através do Vampeta. Quando vi a bola embater no poste, pensei imediatamente no jogo contra a Croácia há dois anos [quando a Itália foi terceira após derrotar a Croácia por 3-1].

Os jogos do passado frente a Portugal constituem todos excelentes memórias. Penso que os defrontámos quatro ou cinco vezes desde que comecei a jogar pela selecção nacional e tem sido sempre um duelo engraçado - é sempre bom jogar contra eles e vai ser novamente entusiasmante. Ricardinho é, sem sombra de dúvidas, o número um da equipa, mas o Cardinal tamém está numa fantástica forma.

Mato Stanković, seleccionador da Croácia
O que posso dizer? Foi um jogo muito equilibrado. Nenhuma das duas equipas actuou ao seu habitual nível, mas foi um jogo muito interessante. A vida é assim mesmo - desta vez não conseguimos marcar com o guarda-redes avançado, apesar de termos criado algumas oportunidades. A Itália é uma grande equipa e desejo-lhes sorte no que resta do torneio.

Conteúdos relacionados

Topo