Portugal empata e termina em segundo

Portugal 4-4 Rússia
Uma emocionante igualdade a quatro bolas viu os russos terminarem no primeiro lugar do Grupo B e Portugal no segundo.

Portugal empata e termina em segundo
©UEFA.com

Os já apurados Portugal e Rússia empataram a quatro bolas na segunda e última jornada do Grupo B do UEFA Futsal EURO 2014. O desfecho significa que os russos terminaram no primeiro lugar e vão defrontar o segundo classificado do Grupo A, enquanto Portugal irá medir forças com o vencedor desse mesmo agrupamento.

Mesmo sem o lesionado Joel Queirós, Portugal entrou bem no jogo e dispôs mesmo de uma boa oportunidade para ganhar vantagem logo aos 55 segundos, mas o disparo de Arnaldo, após uma recuperação de Ricardinho, levou a bola a embater com estrondo no poste. Pouco depois, o capitão da equipa portuguesa voltou a aparecer em posição privilegiada para alvejar a baliza russa, mas o seu desvio saiu ao lado.

Portugal trocava melhor a bola e Pedro Cary obrigou Gustavo a uma defesa atenta aos seis minutos. Ricardinho foi o senhor que se seguiu no assalto à baliza russa, com o seu livre directo a proporcionar mais uma intervenção exigente a Gustavo. A Rússia sentia dificuldades para explanar o seu jogo ofensivo e só aos 11 minutos deu um ar da sua graça, quando Eder Lima assustou João Benedito com um desvio de calcanhar.

Sergei Sergeev e Robinho materializaram, com dois remates detidos por Benedito, uma subida de rendimento da formação orientada por Sergei Skorovich. Cardinal respondeu por duas vez e em ambas errando o alvo, com o equilíbrio e a emoção a serem uma constante até ao intervalo.

Jorge Braz decidiu trocar de guarda-redes durante o descanso, mas a eficácia na baliza portuguesa manteve-se, com Cristiano a brilhar em resposta a um remate de Vladislav Shayakhmetov. Contudo, foi mesmo Portugal a fazer mexer o marcador pela primeira vez, decorria o minuto 24. Arnaldo recuperou o esférico no meio-campo russo e entregou-o de imediato a Ricardinho, que não perdoou de pé direito.

A Rússia precisou apenas de 27 segundos para restabelecer a igualdade, através de um potente remate de Sergei Abramov, antes de operar a reviravolta no marcador aos 25 minutos. Leitão perdeu a bola para Nikolai Pereverzev em zona proibida e o jogador russo não vacilou frente a Cristiano.

Eder Lima ficou muito perto do 2-0 quando fez estremecer a barra da baliza portuguesa. O futsal praticado pelas duas equipas era de alta qualidade e isso ficou bem patente no tento que valeu novo empate na partida. Gonçalo tabelou na perfeição com Arnaldo e não deu hipóteses a Gustavo.

No entanto, os russos demoraram apenas dois minutos para se colocarem novamente na posição de vencedor, com Eder Lima a ser feliz na forma como desviou, com o peito, a bola para o fundo das redes. Portugal voltou à carga e forçou novo empate num autogolo de Aleksandr Fukin, após um canto cobrado por Arnaldo.

Pula foi expulso aos 35 minutos por uma falta sobre Arnaldo e Portugal aproveitou de imediato a superioridade numérica, com Gonçalo a bisar. De novo a jogar com cinco, a Rússia viu Eder Lima encher-se de inspiração e assinar um golo de antologia a quatro minutos do fim, batendo Cristiano com um espectacular remate acrobático. As duas selecções ainda tentaram chegar golo da vitória, mas sem sucesso.

Topo