Rússia e Portugal reflectem sobre empate

Eder Lima marcou o tento que valeu o empate 4-4 e o primeiro lugar no Grupo B, mas ficou frustrado pelos quatro golos sofridos pela Rússia; Jorge Braz elogiou Portugal.

Rússia e Portugal reflectem sobre empate
©UEFA.com

Eder Lima, avançado da Rússia
Sabíamos que Portugal tem uma grande equipa e que joga bom futsal. Sentimos dificuldade para nos encontrarmos na primeira parte. As únicas oportunidades que surgiram aconteceram após erros defensivos. No entanto, agora podemos pensar apenas nos quartos-de-final. O jogo revelou-se muito bom. Agora temos de analisar o nosso desempenho defensivo, porque não há espaço para erros contra equipas tão fortes como Portugal. Quatro golos sofridos é demasiado.

Sergei Skorovich, seleccionador da Rússia
Não nos devem dar os parabéns, porque isso é feito normalmente quando uma equipa vence. Hoje somámos um empate, onde provavelmente cometemos demasiados erros e defendemos muito mal. Não deixa de ser verdade que marcámos alguns bons golos e tivemos mais oportunidades, mas no geral tivemos falhas a mais esta noite.

Jorge Braz, seleccionador de Portugal
Queríamos vencer o grupo e tudo fizemos para isso, mas apesar de tal não ter sucedido tivemos momentos muito bons, momentos de excelência. Cometemos alguns erros de estratégia, mas a culpa foi minha. O que mais fica deste jogo é o espirito fantástico desta equipa e a solidariedade entre todos os jogadores. Parece-me que tivemos mais oportunidades e falhámos algumas, mas estou muito satisfeito com o desempenho da equipa. A partir de agora estamos numa fase nova e é nisso que já estamos concentrados.

Penso que este teste merece nota elevada. A nossa união é bem visível e não era preciso um jogo destes para provar isso. Neste momento até me custa falar do jogo desta noite, porque já estou a pensar na segunda fase da prova. Contra uma equipa da qualidade da Rússia é normal que eles também tenham oportunidades e que o jogo seja equilibrado. Existe uma ambição muito grande nestes jogadores. Não interessa com quem vamos jogar, porque o nosso foco é sempre a nossa equipa.

Cristiano, guarda-redes de Portugal
Estou muito feliz, porque foi o meu primeiro jogo num Campeonato da Europa de Futsal. Penso que correu bem. É óbvio que o nosso objectivo era ganhar, mas jogámos contra uma grande selecção e acho que o resultado acaba por ser justo pelo o que as duas equipas jogaram.

Penso que estamos ao nível das melhores selecções e hoje mostrámos que temos capacidade para bater qualquer adversário. O nosso treinador tem confiança em todos os jogadores que estão presentes neste Europeu e a prova disso mesmo é o facto de os três guarda-redes da nossa equipa já terem sido utilizados.

Arnaldo Pereira, capitão de Portugal
Acho que foi um bom jogo de ambas as partes. Foi um excelente jogo para quem esteve aqui a assistir e para todas as pessoas que o viram pela televisão. A equipa está de parabéns, porque o nosso objectivo era passar à próxima fase e isso foi conseguido. Queríamos ter saído daqui com uma vitória, até porque o nosso objectivo é sempre ganhar, mas o empate aceita-se porque cometemos alguns erros.

O nome do nosso próximo adversário não nos preocupa. Vamos tentar corrigir os erros que cometemos esta noite, mas se jogarmos ao nosso nível estou certo que podemos sair vitoriosos dos quartos-de-final, independentemente de quem viermos a defrontar.

Topo