Skorovich: Rússia no bom caminho

"O primeiro passo está dado," disse Sergei Skorovich à medida que o seleccionador e Cirilo reflectiram sobre o triunfo da Rússia ante a Holanda; Marcel Loosveld não ficou zangado.

Robinho festeja com Vladislav Shayakhmetov
©Sportsfile

Sergei Skorovich, seleccionador da Rússia
O primeiro passo está dado. Todos os nossos jogadores participaram neste jogo e penso que todos estão satisfeitos. O mais importante era vencer e conseguimos isso mesmo. Para além disso, marcámos sete golos.

O ritmo do encontro foi determinado por nós. Marcámos o primeiro golo muito cedo. É óbvio que podíamos ter jogado ainda melhor. Os rapazes tentaram jogar bem e trabalharam muito, mas esta noite não vimos a nossa equipa no seu melhor. Quando se tem uma vantagem tão grande, é difícil forçar os jogadores a mostrarem tudo aquilo que têm.

Cirilo, avançado da Rússia
É uma grande honra marcar o primeiro golo do EURO. Espero marcar muitos mais. Não tínhamos um concurso para ver quem é que marcava o primeiro golo da equipa.

A Holanda é uma boa equipa. São fortes tecnicamente, mas não sei o que se passou com eles hoje. Não nos ameaçaram quase nada e estiveram mal na defesa. Relaxámos um pouco de mais quando estava 6-1 e isso não é aceitável.

Marcel Loosveld, seleccionador da Holanda
O resultado não é o mais importante. Fiquei um pouco desapontado com a forma como iniciámos o jogo. Podíamos, ao menos, ter dado alguma luta, mas ao cabo de dez minutos já estava tudo resolvido.

Fiquei surpreendido com o facto de os meus jogadores terem parecido nervosos. Não lhes coloquei qualquer pressão na preparação da partida, pois queria apenas que desfrutassem da ocasião.

Não estou zangado com os meus jogadores. Percebo totalmente qual é a real diferença entre as duas equipas. Eles tentaram. Houve alguns bons ataques e por vezes conseguimos surgir em boa posição para marcar, mas é preciso fazer isso durante todo o jogo.

Topo