Portugal espera jogo difícil nas Ilhas Faroé

Fernando Santos espera um "jogo difícil" na visita às Ilhas Faroé, um adversário que está "em crescendo e muito motivado", mas que Portugal tem de vencer para continuar na senda do apuramento.

©AFP/Getty Images
  • Campeões da Europa procuram segundo triunfo no Grupo B ante um adversário com mais um ponto nesta altura
  • Portugal venceu 5-0 na única vez que defrontou as Ilhas Faroé
  • Fernando Santos teme o terreno sintético e a qualidade do adversário
  • Nani não viajou com a equipa, Raphael Guerreiro seguiu na comitiva mas está em dúvida
  • Lars Olsen, seleccionador das Ilhas Faroé, espera que Ronaldo não marque amanhã

 

Lars Olsen, seleccionador das Ilhas Faroé
Estamos motivados. Viemos da Letónia, onde conquistámos três pontos, e vamos agora jogar com o campeão da Europa, pelo que estamos ansiosos por disputar este encontro. Vamos tentar fazer o nosso melhor. Parar Ronaldo? Não sei, ele marcou quatro golos a Andorra, se calhar não marca amanhã.

Fernando Santos, seleccionador de Portugal
São três os dias de recuperação, pelo que é normal que possam haver alterações na equipa. Sabemos que refrescar a equipa nestes momentos é sempre importante, pois, mesmo apesar de grande parte destes jogadores estarem habituados a jogar duas vezes por semana, é natural que atendendo à carga de trabalho a que têm sido sujeitos, haja alterações na equipa.

Estudei e analisei bem esta equipa das Ilhas Faroé e vi que é uma selecção que tem vindo a crescer muito, há cinco anos que trabalha com o mesmo treinador, na Qualificação Europeia para o UEFA EURO 2016 foi muito difícil para os adversários defrontarem as Ilhas Faroé, que se revelou forte, complicada de enfrentar, situação que foi bem visível nos dois primeiros jogos de apuramento para o Campeonato do Mundo, tendo feito duas exibições muito bem conseguidas. Aqui com a Hungria poderia ter vencido, esteve muito bem, coesa, forte a atacar também, sem receios, tendo voltado a fazer o mesmo ante a Letónia, onde conseguiu vencer.

Vai ser, por tudo isto, um jogo difícil, ante uma equipa a evoluir, muito motivada. Jogar num campo sintético não poderá constituir qualquer tipo de desculpa, pois já jogámos em todo o tipo de terrenos, apesar de sabermos que vamos defrontar um adversário que está mais habituado a jogar aqui.

Topo