Portugal desinspirado perde na Suíça

No primeiro jogo oficial após a conquista do EURO 2016, Portugal perdeu na Suíça, por 2-0, com golos marcados no espaço de seis minutos da primeira parte.

Valon Behrami (Suíça) e João Moutinho (Portugal) em duelo intenso pela bola
Valon Behrami (Suíça) e João Moutinho (Portugal) em duelo intenso pela bola ©AFP/Getty Images

Portugal entrou com o pé esquerdo no Grupo B da Qualificação Europeia para o Campeonato do Mundo da FIFA de 2018, ao perder por 2-0 em Basileia, ante a Suíça. Embolo e Mehmedi marcaram, no espaço de seis minutos, a meio da primeira parte, os únicos golos da partida.

A disputar o seu primeiro jogo oficial na condição de campeão europeu, Portugal entrou melhor no jogo, instalando-se no meio-campo helvético nos primeiros minutos, ainda que sem conseguir criar perigo para a baliza à guarda de Sommer. Aos poucos, a Suíça foi crescendo e acabou mesmo por ser a selecção da casa a marcar. Estavam decorridos 24 minutos quando, na marcação de um livre, Rodríguez forçou Rui Patrício a defesa incompleta e, na recarga, Embolo, de cabeça, abriu o marcador.

A Selecção das Quinas acusou o golo sofrido e, pouco depois, sofreu novo golo. Na sequência de um ataque rápido por parte da turma da casa pela direita, Seferović chegou à linha de fundo e cruzou atrasado, rasteiro, para a entrada de Mehmedi, que de pé direito rematou colocado para o 2-0.
No arranque da segunda parte Fernando Santos fez entrar João Mário e André Silva para os lugares de William Carvalho e Éder, na tentativa de mudar o rumo dos acontecimentos. Portugal acercou-se da grande área Suíça, mas Portugal só conseguiu começar a criar real perigo depois de o seleccionador fazer também saltar do banco Ricardo Quaresma.

O extremo do Besiktas esteve na origem da grande ocasião de golo da selecção portuguesa ao longo de todo o jogo, ao cruzar para o cabeceamento de Nani ao poste, a dez minutos do fim. O resultado acabou mesmo por não sofrer alterações, com Fernando Santos a sofrer assim a sua primeira derrota em jogos competitivos desde que assumiu o leme de Portugal. A selecção portuguesa volta à acção no Grupo B da Qualificação Europeia a 7 de Outubro, frente a Andorra, em Aveiro.  

Portugal não conseguiu dar a volta aos acontecimentos no segundo tempo e sai mesmo derrotado de Basileia, neste arranque do Grupo B. Após cruzamento de Quaresma, Nani ainda enviou, de cabeça, uma bola ao poste da baliza da Suíça, no lance mais perigoso da selecção portuguesa ao longo de todo o encontro, já perto do fim, mas o 2-0 com que se chegou ao intervalo manteve-se mesmo até ao fim. 

Reacções
Fernando Santos, seleccionador de Portugal
Entrámos bem no jogo, dominámos nos primeiros 15/20 minutos, mas depois houve deslumbramento e fomos pouco pragmáticos. Sofremos o golo na única vez em que a Suíça foi à nossa baliza e depois recuámos linhas. Faltou-nos pressionar o adversário, fazer falta e ganhar lances divididos. A Suíça teve o protagonismo que nos faltou. Estamos numa fase de apuramento e isto não pode acontecer. A perder por 0-2 tentei mudar as coisas, jogar com dois avançados. Tivemos situações de golo, podíamos ter criado mais, e no final a Suíça limitou-se a defender, apenas criando algum perigo nos últimos minutos, quando jogávamos mais com o coração. Esta derrota não vai deixar marcas. Não era o resultado que queríamos e temos de melhorar.

Nani, avançado de Portugal
Sabíamos que ia ser difícil. Tivemos dois lances infelizes que foram a chave do jogo. Não creio que a Suíça tenha sido superior, nós jogámos melhor, mas eles marcaram primeiro, num lance de pouca agressividade nossa. Estamos a começar, temos muitos jogos pela frente e vamos tentar corrigir os erros cometidos.

Topo