Meia-dúzia de Portugal em noite de Ronaldo

Cristiano Ronaldo entrou para a história das eliminatórias dos Mundiais com o bis mais rápido de sempre e ainda teve tempo para marcar mais duas vezes. João Cancelo e André Silva apontaram os restantes golos.

Portugal goleou Andorra por 6-0, em Aveiro, em partida do Grupo B da Qualificação Europeia para o Campeonato do Mundo de 2018.

Após cumprir-se um minuto de silêncio em memória do antigo seleccionador de Portugal, Mário Wilson, Portugal apenas demorou 74 segundos para se adiantar no marcador, por intermédio do capitão Cristiano Ronaldo, na sequência de um pontapé de canto, após o guarda-redes Josep Gomes sacudir a bola para a frente.

Somente 116 segundos depois, o dianteiro do Real Madrid bisou, cabeceando completamente sozinho, na resposta a um cruzamento milimétrico de Ricardo Quaresma. Aos 10 minutos, Andorra saiu finalmente da sua área e conseguiu o seu único remate de perigo, com Víctor Rodríguez a disparar ligeiramente por cima da trave.

André Gomes e Quaresma também estiveram perto do golo, mas foi João Cancelo quem acertaria no fundo das redes, no derradeiro lance da primeira parte e de ângulo apertado, logrando o seu segundo golo noutras tantas internacionalizações.

O segundo tempo iniciou-se praticamente com novo golo de Cristiano Ronaldo, com uma emenda à meia-volta já na pequena-área a cruzamento de André Gomes, depois de Gomes ter negado o golo a Bernardo Silva com espantosa defesa.

Ronaldo marcaria o seu quarto golo da noite aos 67 minutos, à boca da baliza, após Fonte amortecer um cruzamento largo de João Mário, que entretanto substituira André Gomes. Cinco minutos antes, Jordi Rubio vira o segundo cartão amarelo, complicando ainda mais a tarefa dos andorrenhos.

Entretanto, Gelson Martins estreou-se pela selecção principal, substituindo Pepe, aumentando o pendor ofensivo de Portugal, que ainda chegou a um sexto golo por intermédio de André Silva, na recarga a um livre directo de Quaresma.

Rui Patrício fez a sua única defesa no último minuto detendo um livre directo, numa altura em que Andorra jogava com somente nove elementos, por expulsão de Marc Rebes.

Jogador-chave: Cristiano Ronaldo (Portugal)
O capitão de Portugal igualou Eusébio, Nuno Gomes e Pauleta na proeza de apontar quatro golos num só jogo por Portugal e deixou outros tantos por marcar.

Momento do jogo
Aos 190 segundos, Ronaldo conseguiu o bis mais rápido em toda a história de apuramentos para Mundiais.

Reacções
Fernando Santos, seleccionador de Portugal
Sabíamos que ia ser difícil marcar o primeiro, porque Andorra é uma equipa que defende muito, mas acabámos por marcar cedo. Tivemos alguns momentos de aceleração e alguns momentos mais pausados, a permitir que Andorra saísse a jogar, o que não é muito normal. Este jogo vale três pontos, mas de seguida teremos um desafio importante, com as Ilhas Faroe. Só dependemos de nós e queremos continuar assim, mas para isso é importante vencer o que se segue.

Koldo Alvarez, seleccionador de Andorra
Acabar com dois jogadores a menos tornou as coisas mais difíceis para Andorra e logo diante de uma seleção portuguesa que queria fazer mais golos. Temos de mostrar que isto foi um acidente. Daqui a três dias vem a Suíça e temos de jogar bem, sobretudo porque estamos diante dos nossos adeptos.

Cristiano Ronaldo, avançado de Portugal
Fiz quatro golos e estou feliz por voltar a jogar pela seleção depois da grave lesão na final do EURO. Estamos de parabéns, agora é continuar este caminho. Faltam oito jogos e queremos ganhar todos, para estarmos presentes no Mundial.

Topo