Portugal derrota Suíça e segue para a Rússia

Um autogolo Djourou e um golo de André Silva deram a Portugal o triunfo de que precisava para terminar no primeiro lugar do Grupo B e garantir assim o apuramento directo para o Campeonato do Mundo da FIFA de 2018.

Watch the best of the action from the European Qualifiers

Portugal está na fase final do Campeonato do Mundo da FIFA de 2018. A precisar de triunfar sobre uma Suíça até aqui 100 por cento vitoriosa nesta Qualificação Europeia, a selecção portuguesa beneficiou de um autogolo do defesa-central suíço Johan Djourou perto do intervalo para começar a carimbar o primeiro lugar no Grupo B e o consequente passaporte directo para a Rússia, confirmados com um golo de André Silva no segundo tempo.

Depois de um início de jogo marcado por uma evidente ansiedade em ambos os conjuntos, um perigoso remate de Bernardo Silva pouco depois de meia-hora deu o mote para o acentuar da pressão de Portugal rumo ao imperativo triunfo. O primeiro golo surgiu alguns minutos depois, já perto do intervalo, com Eliseu a cruzar tenso para a grande área suíça e Yann Sommer, perante a pressão de João Mário, a tocar a bola contra Djorou, vendo-a entrar para o fundo da sua própria baliza.

A selecção helvética tentou reagir no arranque do segundo tempo e Rui Patrício teve de se aplicar para defender um livre de Xherdan Shaqiri, mas Portugal, tranquilizado pela vantagem no marcador, mostrava-se agora mais sereno. Ronaldo ficou perto de um 2-0 que acabou por surgir à passagem do minuto 57. André Silva só teve de encostar, depois de um excelente lance colectivo culminado com uma assistência perfeita de Bernardo Silva.

Em dia de aniversário, Shaqiri, o mais inconformado entre os suíços, ainda ficou muito de reduzir a desvantagem, mas nada impediu Portugal, campeão europeu em título, de garantir mesmo a sua quinta presença consecutiva – sétima no total - em fases finais de Campeonatos do Mundo. Juntando Campeonatos da Europa da UEFA são já dez as presenças seguidas de Portugal em fases finais de grandes competições.

Figura: Bernardo Silva
O jovem atacante do Manchester City não marcou, mas foi dele o remate que despertou Portugal rumo ao triunfo e foi também dele a assistência para o golo que confirmou em definitivo a vitória. Determinante.

Momento: Minuto 41
O nulo persistia quando Eliseu desferiu um cruzamento tenso para a grande área da Suíça que resultou no autogolo de Djorou. Estava aberto o caminho do apuramento.

Topo