Portugal travado pela Ucrânia

Cristiano Ronaldo voltou a jogar por Portugal, mas o campeão iniciou a defesa do título do EURO com empate muito por culpa de Andriy Pyatov, guarda-redes da Ucrânia.

Watch the best of the action from Lisbon where the holders were frustrated as they began their UEFA EURO 2020 defence.

Portugal iniciou a defesa do título no UEFA EURO com um empate a zero, em casa, frente à Ucrânia, no arranque do Grupo B de apuramento para a edição de 2020.

De regresso à selecção lusitana após quase nove meses de ausência, Cristiano Ronaldo não conseguiu guiar o campeão europeu à vitória. A Ucrânia fechou todos os caminhos para a sua baliza e, quando não o conseguiu, teve o guarda-redes Andriy Pyatov em grande plano.

Chegou a gritar-se golo de Portugal aos 17 minutos, só que o lance foi anulado por posição irregular de William Carvalho no momento do cruzamento de João Cancelo. Ronaldo teve dois tiraços fortes aos quais Pyatov se opôs a preceito e estes lances parece terem definido o resto da partida.

Perante uma Ucrânia muito compacta, as dificuldades de Portugal em chegar com velocidade e perigo à baliza adversária continuaram na segunda parte e, quando o conseguia, Pyatov travava todas as investidas. Dyego Sousa debutou na selecção portuguesa, mas também não conseguiu fazer mexer o marcador e, à beira do fim, a Ucrânia até poderia ter marcado não fosse Rúben Dias ter impedido males maiores.

FIGURA: Andriy Pyatov (Ucrânia)

Pyatov anula mais uma tentativa de Ronaldo
Pyatov anula mais uma tentativa de Ronaldo©AFP/Getty Images

Sempre seguro, o experiente jogador de 34 anos do Shakhtar – conjunto treinado por Paulo Fonseca – ganhou dois duelos com Ronaldo na primeira parte (23 e 27 minutos), após defender um pontapé à meia-volta venenoso de Pepe e continuou o bom desempenho a seguir ao reatamento, nomeadamente num voo a travar um chuto de André Silva à entrada da área.

MOMENTO: Corte provicencial de Rúben Dias

Balanceado para o ataque, na tentativa de quebrar a resistência ucraniana, Portugal até podia ter perdido o encontro numa recarga de Júnior Moraes, estreante no adversário, após defesa incompleta de Rui Patrício, a cinco minutos do fim, mas a oposição providencial de Rúben Dias impediu o golo dos visitantes.

Topo