Mundial 2018: Balanço da campanha de Portugal

Fazemos o balanço do desempenho de Portugal no Mundial 2018 após a eliminação nos oitavos-de-final.

©Getty Images

Derrotado pelo Uruguai, por 2-1, nos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo da FIFA de 2018, Portugal regressou a casa no domingo e foi alvo de calorosa recepção, apesar de o sucesso não ter sido o esperado. Olhamos para os principais destaques da campanha do campeão europeu na Rússia.

Os jogos

1ª jornada do Grupo B: Portugal 3-3 Espanha (Ronaldo 4', 44', 88'; Diego Costa 24', 55', Nacho 58')
2ª jornada do Grupo B: Portugal 1-0 Marrocos (Ronaldo 4')
3ª Jornada do Grupo B: Portugal 1-1 Irão (Quaresma 45'; Ansarifard 90+3')
Oitavos-de-final: Portugal 1-2 Uruguai (Pepe 55', Cavani 7', 62')

Positivo

Mostrando pragmatismo idêntico ao da caminhada rumo à conquista do Campeonato da Europa de há dois anos, Portugal voltou a passar uma fase de grupos. Foi a décima presença consecutiva da "selecção das quinas" em fases finais de grandes competições e só numa delas – no Mundial 2014, há quatro anos, no Brasil – não conseguiu ultrapassar a primeira etapa.

Negativo

Portugal nunca conseguiu mostrar realmente fluidez ofensiva. Cristiano Ronaldo encobriu as lacunas do ataque português ao apontar quatro golos, mas a equipa nunca mostrou soluções em termos ofensivos, nem quando se encontrava em vantagem, nas transições ofensivas, nem quando precisou de correr atrás do resultado, frente ao Uruguai.

As figuras

Cristiano Ronaldo despediu-se do Mundial 2018 com quatro golos marcados
Cristiano Ronaldo despediu-se do Mundial 2018 com quatro golos marcados©Getty Images

Cristiano Ronaldo
O capitão de Portugal deixou a sua marca na Rússia. Um memorável "hat-trick" numa exibição de sonho logo a abrir, ante a Espanha, novo golo no segundo jogo, contra Marrocos e mais um par de recordes para a sua vasta colecção ao juntar-se ao lote de jogadores que marcaram em quatro fases finais do Campeonato do Mundo e ao igualar Bastian Schweinsteiger como o jogador com mais partidas disputadas em fases finais de mundiais (38).

Rui Patrício
O guarda-redes português acabou por sofrer quatro golos em quatro jogos, mas mostrou toda a sua qualidade com uma série de grandes defesas, duas delas verdadeiramente notáveis: uma frente a Marrocos, a travar um cabeceamento de Khalid Boutaib, e outra ante o Uruguai, a segurar um livre de Luis Suárez.

Pepe
Tal como na caminhada rumo à conquista do UEFA EURO 2016, Pepe voltou a estar imperial no eixo da defesa com uma série de cortes de grande categoria, como o que permitiu a Portugal segurar o triunfo ante Marrocos, já à beira do fim. E ainda teve tempo para marcar o tento que permitiu a Portugal chegar a sonhar – ainda que por breves minutos – frente ao Uruguai.

O melhor momento

A fantástica defesa de Rui Patrício frente a Marrocos
A fantástica defesa de Rui Patrício frente a Marrocos©Getty Images

Estavam decorridos 88 minutos do jogo de estreia e Portugal, depois de estar por duas vezes em vantagem perdia por 3-2 com a Espanha. Temia-se uma derrota na estreia mas Ronaldo, que já tinha marcado por duas vezes, tinha outras ideias. Conquistou uma falta perto da área espanhola, pegou na bola e bateu o livre de forma fantástica, sem hipóteses para David de Gea, oferecendo à selecção portuguesa um empate com sabor a vitória.

A frase

"Tenho a certeza de que a selecção continuará a ser uma das melhores do mundo, com grandes jogadores e um grupo fantástico de jovens com ambição. Estou contente porque sei que a selecção vai estar sempre na máxima força e vai continuar a ganhar coisas."
Cristiano Ronaldo após a eliminação de Portugal frente ao Uruguai

O que se segue

Terminada a participação no Mundial 2018, Portugal volta agora a entrar em acção em Setembro num amigável frente à Croácia. Segue-se depois a Itália, ainda nesse mês, na estreia na edição inaugural da UEFA Nations League. A dúvida passa por saber que jogadores continuarão a dar o seu contributo à selecção, enquanto jovens como Rúben Dias, Gelson Martins ou André Silva poderão começar a ter em definitivo o seu período de afirmação.

Topo