Itália e Espanha firmes na luta, Sérvia na liderança

Ainda sem derrotas, Espanha e Itália continuam empatadas na frente do Grupo G da Qualificação Europeia para o Mundial 2018 após vitórias em casa, enquanto Sérvia e Croácia também têm razões para sorrir.

©AFP/Getty Images
  • Itália e Espanha empatadas na frente do Grupo G depois de vitórias ante Albânia e Israel, respectivamente 
  • Gianluigi Buffon assinala jogo 1000 como profissional sem sofrer golos
  • Croácia invicta com três pontos de avanço no Grupo I após derrotar a Ucrânia, até aqui sem derrotas
  • Sérvia vence por 3-1 na Geórgia e substitui Irlanda na frente do Grupo D devido à melhor diferença de golos
  • Próximos jogos nestes grupos: domingo, 11 de Junho

Grupo D
Áustria 2-0 Moldávia (Arnautović 75, Harnik 90)
A Áustria relançou-se na corrida para o Campeonato do Mundo ao averbar o primeiro triunfo desde a jornada inaugural. Marko Arnautović marcou o primeiro golo num jogo com poucas ocasiões, num lance em que o seu centro passou por toda a gente e a acabou por entrar. Martin Harnik, já à beira do final, fixou o resultado.

Geórgia 1-3 Sérvia (Katcharava 6; Tadić 45pen, Mitrović 64, Gačinović 86)
Dušan Tadić marcou o quarto golo na qualificação e fez a jogada dos outros dois num encontro em que a Sérvia continuou sem derrotas e somou o terceiro triunfo em cinco jornadas do Grupo D. A Geórgia, que se adiantara no marcador por Nika Katcharava, a aproveitar um mau atraso de Aleksandr Kolarov, procura ainda a primeira vitória.

República da Irlanda 0-0 País de Gales
O empate a zero com Gales fez a Irlanda perder a liderança para a Sérvia devido à diferença de golos e ficar sem o seu capitão, pois Seamus Coleman saiu em maca com uma lesão grave. O galês Neil Taylor foi expulso numa partida marcada por uma elevada tensão.

Grupo G
Liechtenstein 0-3 ARJ Macedónia (Nikolov 43, Nestorovski 68 73)
A ARJ Macedónia somou os primeiros pontos no Grupo G e condenou o Liechtenstein à quinta derrota seguida. Boban Nikolov marcou o primeiro, a centro de Ivan Tričkovski, com um inteligente remate de pé esquerdo. Com tudo para fazer um "hat-trick", Ilija Nestorovski, viu o seu penalty nos descontos ser defendido por Peter Jehle.

Itália 2-0 Albânia (De Rossi 12pen, Immobile 71)
Gianluigi Buffon não sofreu golos no seu jogo 1000 como profissional, numa partida em que a equipa de Gian Piero Ventura se manteve na liderança, com os mesmos pontos da Espanha. Daniele De Rossi marcou de penalty, depois de Migjen Basha ter derrubado Andrea Belotti, enquanto o segundo tento chegou apenas no minuto 71, por Ciro Immobile, numa finalização de cabeça a centro de Davide Zappacosta.

Espanha 4-1 Israel (Silva 13, Vitolo 45+1, Diego Costa 51, Isco 88; Refaelov 76)
A Espanha continua na frente do Grupo G após um triunfo sem problemas em Gijon. David Silva inaugurou a contenda a passe de Jordi Alba, com Thiago Alcántara a estar na jogada do segundo e terceiro golos – Vitolo bateu Ofir Marciano e Diego Costa marcou de cabeça após canto de Thiago. Lior Refaelov fez o tento de honra dos visitantes enquanto Isco enganou Marciano já perto do final.

Grupo I
Croácia 1-0 Ucrânia (N Kalinić 38)
O inteligente movimento de Ivan Rakitić desposicionou a defesa dos visitantes e a qualidade de Nikola Kalinić fez o resto, batendo Andriy Pyatov no único golo da partida. A Croácia tem agora três pontos de vantagem na frente do Grupo I, com o adversário a cair para o terceiro posto, atrás da Islândia e com os mesmos oito pontos da Turquia.

Kosovo 1-2 Islândia (Nuhiu 52; Sigurdarsson 25, G Sigurdsson 35pen)
Gylfi Sigurdsson foi decisivo na primeira vitória fora no Grupo I, com o seu remate a ser defendido para os pés de Björn Sigurdarsson, que fez o primeiro da noite, com o médio do Swansea a enganar Samir Ujkani dos 11 metros, depois de falta sobre Birkir Sævarsson. Atdhe Nuhiu reduziu para o Kosovo, que ainda continua sem ganhar em jogos oficiais (E1 D4).

Turquia 2-0 Finlândia (Cenk Tosun 9 13)
O conjunto de Fatih Terim averbou o segundo triunfo seguido no Grupo I e continua a sua recuperação, com Cenk Tosun a marcar à boca da baliza depois de bom lance de Olcay Şahan, fazendo depois o segundo a canto de Selçuk İnan. Os golos do atacante do Beşiktaş foram os primeiros pelo seu país desde Março de 2016.

Topo