Kasper Schmeichel quer ver a Dinamarca nos grandes palcos

"Não é nada agradável ficar em casa a ver os jogos. Não quero que isso se repita", destacou Kasper Schmeichel ao prometer que quer terminar com a ausência da Dinamarca das grandes fases finais.

Kasper Schmeichel tem brilhado no Leicester
Kasper Schmeichel tem brilhado no Leicester ©AFP/Getty Images

A Dinamarca falhou a qualificação para o Campeonato do Mundo de 2014 ou para o UEFA EURO 2016, pelo que está mais determinada do que nunca para estar na Rússia em 2018.

A equipa de Aage Hareide começou bem a qualificação europeia, ao bater a Arménia por 1-0, mas os próximos desafios prometem ser um mais complicados. Os nórdicos visitam a Polónia no sábado e recebem o Montenegro na terça-feira, dois adversários que venceram fora de casa os desafios de estreia no Grupo E.

Kasper Schmeichel falhou o desafio de Setembro por estar a recuperar da operação a uma hérnia, mas está de regresso aos convocados da Dinamarca e tranquilo para defrontar Robert Lewandoswki, que apontou 14 golos pela Polónia nos últimos 11 jogos de qualificação.

"Não me preocupo com os adversários que tenho de defrontar", explicou o guarda-redes. "Vou apresentar a mesma concentração e determinação de sempre. Não estou a pensar nesses detalhes, só penso que é um desafio muito importante para o nosso país".

Resumo: Dinamarca 1-0 Arménia
Resumo: Dinamarca 1-0 Arménia

O Montenegro também é um desafio importante, como explicou o guardião de 29 anos: "É fundamental ganhar todos os jogos”.

"Entramos em campo para todos os jogos com o objectivo de vencer. Vencemos a Arménia por apenas 1-0, mas penso que isso se ficou a dever ao guarda-redes ter feito o jogo da vida dele. Fizemos 24 remates e eles apenas 1. Jogámos muito bem".

Schmeichel fez parte da selecção da Dinamarca que disputou pela última vez numa fase final, no UEFA EURO 2012, mas só ano seguinte conseguiu somar a primeira de 22 internacionalizações. Agora está determinado em pisar os grandes palcos.

"A Dinamarca precisa qualificar-se para uma grande competição, já passou muito tempo desde a última vez", destacou.

"Falhámos o Campeonato do Mundo e o EURO. O último Verão foi excelente, mas não é nada agradável ficar em casa a ver os jogos do EURO sem estar lá. É uma experiência dolorosa. Não quero que isso se repita".

Schmeichel, que na época passada foi campeão em Inglaterra com o Leicester City, encontra alguma semelhanças entre o seu clube e a selecção dinamarquesa. "Temos uma equipa jovem, uma equipa muito ambiciosa, com excelentes pessoas, que me fazem lembrar alguns jogadores que temos no Leicester", explicou.

"O ambiente na equipa também é fantástico, é nisso que temos de alicerçar o nosso trabalho. Quando se tem este ambiente fora do campo, isso depois é depois visível nos jogos".

Topo