O que ver nos jogos de apuramento de domingo

A Alemanha inicia a defesa do título mundial, enquanto a Irlanda do Norte procurará manter o bom momento do UEFA EURO 2016 e a Inglaterra pretende esquecer essa fase final.

Jogos de apuramento de domingo
Jogos de apuramento de domingo ©UEFA.com

Grupo C
San Marino quer converter esperança em golos
Em cinco jogos oficiais no seu novo Estádio San Marino, a equipa da casa ainda não marcou qualquer golo, apesar de a equipa ter revelado algumas promessas de melhorias com o empate 0-0 com a Estónia e derrotas somente tangenciais frente a Lituânia e Eslovénia. Por outro lado, o Azerbaijão tem somente uma vitória fora de casa em jogos oficiais, um triunfo por 2-0 no Liechtenstein, a 10 de Outubro de 2009.
San Marino - Azerbaijão, 19h00 (de Portugal Continental)

Conseguirá a Irlanda do Norte nova proeza?
Somente uma dessas equipas passou o seu grupo no UEFA EURO 2016. E não foi a República Checa. Apesar de ter tido um enorme impacto na sua primeira fase final em 30 anos, a Irlanda do Norte espera mostrar que tal não aconteceu por sorte frente a uma equipa checa que tem um novo seleccionador em Karel Jarolím, mas que já não contará com o veterano Petr Čech entre os postes, uma vez ter entretanto anunciado o seu abandono da selecção.
República Checa – Irlanda do Norte, 19h45

Alemanha à procura da repetição
Desde que a Itália defendeu com sucesso o título mundial em 1938 que nenhuma selecção europeia logrou semelhante feito, sendo que a própria Alemanha (República Federal) não conseguiu fazê-lo em 1958, 1978 e 1994. Agora, pretende rectificar isso, numa altura em que Joachim Löw inicia a sua segunda década ao comando da "nationalmannschaft", igualando o registo de Helmut Schön de 139 jogos como seleccionador nacional dos germânicos.
Noruega - Alemanha, 19h45

Grupo E
A nova era na Dinamarca
Após ter falhado o apuramento para o UEFA EURO 2016, a Dinamarca procura um recomeço do zero e simbolizou isso mesmo da melhor forma com o triunfo de quarta-feira por 5-0 no jogo particular com o Liechtenstein, ao envergar camisolas completamente brancas (a serem depois leiloadas num evento de solidariedade). Agora, a Dinamarca enfrentará o seu primeiro jogo oficial sem a liderança técnica de Morten Olsen pela primeira vez desde o UEFA EURO 2000, sendo que o novo seleccionador, o norueguês Åge Hareide, já olha para o futuro numa perspectiva de longo prazo.
Dinamarca - Arménia, 17h00

Polacos com fasquia alta
Antes do Verão, o recorde de transferências para um jogador polaco continuava nos estimados 7,1 milhões de euros que Jerzy Dudek custara, há 15 anos, ao Liverpool. Desde a dramática eliminação da Polónia nos quartos-de-final do UEFA EURO 2016 aos pés de Portugal, essa marca foi batida, pelo menos, quatro vezes. Grzegorz Krychowiak (Paris), Kamil Glik (Mónaco), Bartosz Kapustka (Leicester), Arkadiusz Milik e Piotr Zieliński (Nápoles) tiveram todos transferências para clubes de nomeada, realçando o talento actualmente ao dispor de Adam Nawałka. Acrescentemos um Robert Lewandowski em forma e eis que o tempo da Polónia poderá finalmente ter chegado.
Cazaquistão - Polónia, 17h00

Daum prestes a estrear-se pela Roménia
Pode ter sido a única selecção presente no UEFA EURO 2016 sem jogadores elegíveis por outros países, mas a Roménia começa domingo a sua vida sob as ordens do primeiro seleccionador estrangeiro da sua história, com o alemão Christoph Daum a estrear-se no comando técnico da selecção na Cluj Arena. Contudo, sofreu já um golpe com a ausência por lesão do defesa Vlad Chiricheş. 
Roménia v Montenegro, 19h45

Grupo F
Inglaterra toca a reunir

Setenta dias após aquele que terá sido indiscutivelmente um dos mais ignominiosos resultados da sua história, a derrota por 2-1 com a Islândia no UEFA EURO 2016, a Inglaterra está de volta aos relvados frente a uma das adversárias que encontrou na fase de grupos em França, a Eslováquia. Fazem-no com um novo seleccionador em Sam Allardyce, que rendeu Roy Hodgson com um contrato inicialmente de dois anos assinado em Julho
Eslováquia - Inglaterra, 17h00

Adversário familiar
Também a postos para uma desforra estão Lituânia e Eslovénia, que foram rivais durante a fase de apuramento para 2016. A Lituânia foi derrotada por 2-0 em casa antes de um empate 1-1 na Eslovénia em Outubro passado, em que ambas as equipas marcaram de grande penalidade. Esse resultado terminou com as esperanças de apuramento directo da Eslovénia, que teria que ultrapassar a Suíça e acompanhar a Inglaterra directamente para França. Depois, no "play-off", a Ucrânia também seria mais forte.
Lituânia - Eslovénia, 17h00

Strachan quer Escócia mais agressiva
A Escócia foi obrigada a ver os vizinhos do Reino Unido, Inglaterra, Gales e Irlanda do Norte competirem na fase final do UEFA EURO 2016, mas, agora, o "tartan army" tem em vista a primeira fase final desde 1998. Durante os Jogos Olímpicos, o seleccionador Gordon Strachan comparou desfavoravelmente os futebolistas escoceses com os bem-sucedidos compatriotas de outras modalidades medalhados a ouro no Rio de Janeiro.
Malta - Escócia, 19h45

Topo