Błaszczykowski faz a diferença entre Polónia e Ucrânia

Ucrânia 0-1 Polónia Um golo de Jakub Błaszczykowski apurou a Polónia para os oitavos-de-final, mas não chegou para garantir o primeiro lugar do Grupo C.

See the goal by Jakub Blaszczykowski which gave Poland a win to guarantee their place in the round of 16.
  • Excelente golo de Jakub Błaszczykowski aos 54 minutos decide o jogo a favor da Polónia
  • Polónia termina o Grupo C no 2º posto, atrás da Alemanha devido à diferença de golos
  • Igualam Itália (1980) e Alemanha (1996 e 2016) ao não sofrerem qualquer golo na fase de grupos de um EURO
  • A Polónia defronta a Suíça nos oitavos-de-final, no sábado, em Saint-Etienne a partir das 14h00
  • Toda a preparação, acção do jogo e reacções à medida que vão acontecendo no UEFA.com


Em jogo da última jornada do Grupo C entre as duas co-anfitriãs do UEFA EURO 2012, a Polónia venceu a Ucrânia por 1-0 e apurou-se para os oitavos-de-final na condição de segundo classificado.

Em Marselha, apresentaram-se duas selecções com as respectivas situações já definidas, a Polónia praticamente apurada para os oitavos-de-final e a Ucrânia já afastada, em virtude das derrotas com a Alemanha e a Irlanda do Norte. No entanto, o jogo realizado no Vélodrome foi muito animado.

Do lado polaco, o seleccionador Adam Nawałka decidiu, por fim, conceder a titularidade aos jovens Bartosz Kapustka e Piotr Zieliński, ao passo que poupou vários titulares, como Kamil Grosicki, a pensar já no embate dos oitavos-de-final. Já na Ucrânia, o técnico Mykhaylo Fomenko optou por colocar Oleksandr Zinchenko de início, no lugar de Viktor Kovalenko, e também fez alinhar de início Bohdan Butko, Ruslan Rotan e Oleksandr Kucher.

Arkadiusz Milik criou, aos 3 minutos, a primeira situação de perigo com um remate defendido com os pés por Andriy Pyatov e, no lance imediatamente seguinte, Robert Lewandowski, que fora o melhor marcador da fase de apuramento, desperdiçou a melhor ocasião do primeiro tempo.

Ainda antes dos 10 minutos, Zinchenko deixou Roman Zozulya isolado, mas este perdeu tempo e rematou contra que Michal Pazdan, que, depois, também negou a recarga Andriy Yarmolenko.

Um rápido contra-ataque de Zinchenko isolou Yarmolenko no lado direito, mas este falhou o golo, tentando afastar demasiado a bola do guarda-redes Lukasz Fabianski. Lewandowski respondia do outro lado com novo remate torto.

Face ao desacerto de Yarmolenko, a Ucrânia passou a jogar mais pelo lado oposto, onde Yevhen Konoplyanka passava com facilidade pelo seu opositor directo e rematava quase sempre forte e com perigo.

Após um remate do central Thiago Cionek que saiu à figura de Pyatov, chegou ao fim uma primeira parte bastante movimentada. O segundo tempo trouxe uma Ucrânia ainda mais disposta a apontar o primeiro golo na fase final e Zinchenko, após excelente cruzamento de Konoplyanka, cabeceou por cima em boa posição.

Eficaz viria a ser, aos 54 minutos, Jakub Błaszczykowski, que rendera Zielinski ao intervalo. O médio da Fiorentina recebeu um canto curto de Milik, fintou Rotan e colocou a bola no ângulo mais distante, sem defesa para Pyatov, tornando-se assim no primeiro polaco a marcar em duas fases finais do EURO.

A Ucrânia nunca baixou os braços e Zozulya teve um perigoso cabeceamento ao lado, enquanto Taras Stepanenko obrigou Fabianski a apertada defesa, para segurar os três pontos e as redes invioladas da Polónia na fase final, ao passo que os ucranianos se despediram da prova sem terem apontado qualquer golo.

Melhor em campo: Ruslan Rotan (Ucrânia)

Topo