Lineker e outras apostas arriscadas

O campeonato ganho pelo Leicester significa que os adeptos ingleses vão ver mais de Gary Lineker do que desejariam. O UEFA.com revela as apostas mais estranhas.

Louis Nicollin com Olivier Giroud a festejarem o campeonato ganho pelo Montpellier em 2012
Louis Nicollin com Olivier Giroud a festejarem o campeonato ganho pelo Montpellier em 2012 ©Getty Images

Os grandes clubes da Premier League não são os únicos derrotados após o Leicester City ter garantido a surpreendente conquista do título em Inglaterra. É que os espectadores televisivos no Reino Unido enfrentam agora a possibilidade de ver Gary Lineker sem calças.

Entusiasmado pelo sucesso do Leicester, clube da sua cidade-natal, o antigo ponta-de-lança da selecção de Inglaterra prometeu, em Dezembro, que iria apresentar a primeira edição do programa Match of the Day, na próxima época, apenas de roupa interior...

Enquanto o antigo jogador de 55 anos decide se cumpre ou não com o prometido, o UEFA.com recorda outras promessas desportivas ousadas.

©Getty Images

Campeão de cabelo em pé
O sucesso do Montpellier na Ligue 1 em 2012 foi uma surpresa semelhante à do Leicester, e o presidente do clube, Louis Nicollin, não esteve com meias medidas. "Se ganharmos o campeonato, faço um penteado igual ao do Jérémy Menez", disse, referindo-se ao estilo moicano exibido pelo extremo do Paris. Depois, foi ainda mais longe, ao pintar o cabelo com as cores do Montpellier.

©Getty Images

23 louros e um careca
A imagem de 11 jogadores romenos alinhados antes do jogo com a Tunísia, de cabelo descolorido, foi uma das imagens marcantes do Campeonato do Mundo de 1998. Esse era o acordo caso batessem Colômbia e Inglaterra, apurando-se para a fase a eliminar com um jogo por disputar, enquanto o seleccionador Anghel Iordănescu rapou o cabelo. Depois disso, nunca mais ganharam.

Mais uma brincadeira com o cabelo
O conservadorismo de Aleksandrs Starkovs é bem conhecido na Letónia, por isso quando prometeu descolorar o cabelo se a sua equipa afastasse a Turquia no "play-off" de acesso ao UEFA EURO 2004, o país ficou duplamente esperançoso. Fosse pela estreia numa fase final ou pela oportunidade de ver o lado mais descontraído de Starkovs, os jogadores ficaram inspirados e fizeram a sua parte.

Bigode desaparece com apuramento
Essa equipa da Letónia acabou por ter um terceiro incentivo, já que o seu popular fisioterapeuta, Dags Čuda, tinha dado o mote ao prometer rapar o bigode pela primeira vez em 30 anos.

Pagar promessa a pedalar
O HIFK Helsinki enfrentava a despromoção na Finlândia em Setembro passado. Tempos difíceis exigem medidas drásticas, por isso o técnico Jani Honkavaara fez uma promessa: se a equipa ganhasse o próximo jogo fora, diante do Lahti, faria os 100 quilómetros de regresso a casa de bicicleta. O HIFK goleou e o treinador pedalou.

Deportivo recupera de eliminação quase certa
Deportivo recupera de eliminação quase certa

Errar a dobrar
Em 1993, o antigo internacional finlandês Pasi Rautiainen percorreu 160 quilómetros de bicicleta após apostar que o Marselha perderia a final da UEFA Champions League frente ao Milan. Onze anos depois, com o Milan em vantagem sobre o Deportivo, por 4-1, após a primeira mão dos quartos-de-final, disse que andaria os 50 quilómetros que separavam a estação televisiva onde comentava e a sua casa se os espanhóis dessem a volta ao marcador.

Varredor nas horas vagas
Em 2010, o comentador televisivo Roman Lopatenko prometeu, num artigo de opinião, varrer todo o Estádio Central caso o Tobol ganhasse o seu primeiro campeonato. E foi o que aconteceu. Percorreu 700 quilómetros e não foi apenas para posar para a fotografia, já que passou várias horas no recinto, fazendo um trabalho decente.

©Getty Images

Falhou-nos algo? Dê a sua opinião abaixo.

Topo