Vitórias magras para Irlanda do Norte e Ucrânia

A Irlanda do Norte aumentou a série invicta para dez jogos, recorde nacional, enquanto a Ucrânia bateu o País de Gales, igualmente apurado para o UEFA EURO 2016.

Andriy Yarmolenko festeja após marcar o seu 23º golo pela Ucrânia
Andriy Yarmolenko festeja após marcar o seu 23º golo pela Ucrânia ©Getty Images

Irlanda do Norte 1-0 Eslovénia (Washington 41)
Irlanda do Norte: Carroll; Smith (McLaughlin 71), Cathcart, J Evans, McAuley (Hughes 46); Norwood, McNair (McGinn 79), Davis, Ferguson (Dallas 60); Washington (Magennis 70), Ward (Lafferty 60).

Conor Washington estreou-se a marcar pela Irlanda do Norte, num jogo em que os homens de Michael O'Neill fixaram o recorde nacional sem derrotas em dez jogos graças ao golo do avançado Washington, do Queens Park Rangers, cuja primeira partida pela selecção aconteceu na quinta-feira, no empate 1-1 frente ao País de Gales. Roy Carroll segurou a vitória dos anfitriões ao defender uma grande penalidade de Milovoje Novakovič, aos 65 minutos, a castigar puxão de Jonny Evans a Miral Samardžić na sequência de um canto.

Ucrânia 1-0 País de Gales (Yarmolenko 28)
Ucrânia: Pyatov; Fedetskiy, Kucher, Khacheridi, Shevchuk; Stepanenko, Rotan (Sydorchuk 59), Kovalenko, Yarmolenko, Garmash; Zozulya.

País de Gales: Hennessey; Gunter, Chester, A Williams (Richards 65), Davies, Taylor (Henley 72); Allen, Huws (Ledley 79), J Williams (MacDonald 61); Lawrence (Bradshaw 72), Church (Vokes 61).

O remate de Andriy Yarmolenko permitiu à Ucrânia obter o segundo triunfo por 1-0 em quatro dias. O extremo do Dínamo Kiev, a jogar no estádio do seu clube, deu a melhor sequência ao livre de Ruslan Rotan e bateu Wayne Hennessey ao primeiro poste. Gales não pôde contar novamente com Gareth Bale, ausente devido ao recente nascimento da sua segunda filha, nem com o lesionado Aaron Ramsey.

Topo