Inglaterra arrasa em San Marino

San Marino 0-8 Inglaterra Jermain Defoe bisou no triunfo dos visitantes, ainda a dois pontos do topo do Grupo H, naquela que foi a maior vitória desde Outubro de 1987.

Jermain Defoe e Leighton Baines festejam um dos oito golos apontados pela Inglaterra em Serravalle
Jermain Defoe e Leighton Baines festejam um dos oito golos apontados pela Inglaterra em Serravalle ©AFP/Getty Images

A Inglaterra permanece a dois pontos de Montenegro, líder do Grupo H de apuramento para o Campeonato do Mundo de 2014, após uma confortável vitória sobre San Marino.

Enquanto a Inglaterra marcou oito golos num jogo pela primeira vez desde que se superiorizou à Turquia, em Outubro de 1987, Montenegro triunfou na República Moldava, o que significa que a classificação permanece igual antes do encontro entre as duas primeiras classificadas, na terça-feira, em Podgorica.

Tendo necessitado de 35 minutos para abrir o activo quando as selecções se encontraram, em Outubro, em Wembley, desta vez a Inglaterra já tinha marcado cinco tentos ao intervalo, graças a um autogolo de Alessandro della Valle e remates certeiros de Alex Oxlade-Chamberlain, Jermain Defoe, Ashley Young e Frank Lampard. Wayne Rooney, o substituto Daniel Sturridge e novamente Defoe marcaram na segunda parte.

Lampard e Oxlade-Chamberlain, que enviou a bola à barra após um amortecimento de Rooney, ameaçaram antes de Della Valle desviar um cruzamento de Leighton Baines para as próprias redes, aos 12 minutos.

Oxlade-Chamberlain e Rooney voltaram a combinar à meia-hora e desta vez o extremo do Arsenal FC não perdoou. Recebeu a bola de Kyle Walker, trocou passes com o ponta-de-lança do Manchester United FC na área e rematou fora do alcance de Aldo Simoncini para o seu segundo golo internacional, depois de ter inaugurado a conta pessoal há cinco meses, precisamente frente à selecção dirigida por Giampaolo Mazza, quando a Inglaterra venceu por 5-0.

Seguiram-se três golos em sete minutos, com Oxlade-Chamberlain a amortecer de cabeça um cruzamento de Defoe para Young rematar forte, fazendo a bola embater na barra antes de entrar. Lampard fechou a contagem ao intervalo, batendo Simoncini com um remate na passada, após passe atrasado de Baines.

Rooney marcou pelo quarto jogo consecutivo pela Inglaterra ao transformar um livre directo com um remate em arco, cobrado em posição frontal, nove minutos após o reatamento, enquanto Sturridge festejou o seu primeiro golo pela selecção inglesa ao desviar um cruzamento de Young junto ao poste mais distante. A última palavra coube a Defoe, ao emendar um cruzamento de Walker da linha de fundo, deixando a Inglaterra bastante animada antes do compromisso de terça-feira, no Montenegro.

Topo