Trio com apuramento à vista

A Espanha e as selecções que derrotou na final das duas últimas grandes competições, Alemanha e Holanda, ainda não perderam pontos. O UEFA.com analisa os grupos.

A Alemanha pode apurar-se a 2 de Setembro
A Alemanha pode apurar-se a 2 de Setembro ©Getty Images

A Espanha, detentora do título, a Alemanha, finalista vencida em 2008, e a Holanda, finalista vencida do Campeonato do Mundo de 2010, partem para as jornadas decisivas da fase de qualificação do UEFA EURO 2012, em Setembro e Outubro, com registos perfeitos, enquanto França e Itália também estão em boa posição para garantir o apuramento. O UEFA.com analisa as classificações actuais dos grupos.

Os nove vencedores e o melhor segundo classificado com o melhor registo frente ao terceiro, quarto e quinto do respectivo agrupamento apuram-se directamente, enquanto os restantes segundos classificados seguem para o "play-off". Mais detalhes, incluindo o processo de desempate, constam dos regulamentos oficiais (em inglês).

Grupo A
Os triunfos da Alemanha na Áustria e no Azerbaijão, em Junho, permitiram-lhe abrir uma distância de dez pontos em relação à Bélgica, segunda classificada. De facto, a única equipa que pode alcançar a Alemanha é a Turquia, que está a um ponto da Bélgica e tem um jogo a menos. Se a Alemanha ganhar em casa frente à Áustria, a 2 de Setembro, apura-se de imediato, independentemente do resultado da Turquia frente ao Cazaquistão, na mesma noite em que a Bélgica visita o Azerbaijão.

Grupo B
As coisas não podiam estar mais renhidas no topo, depois de República da Irlanda, Rússia e Eslováquia terem ganho os respectivos jogos de Junho e permanecerem em igualdade pontual a quatro jornadas do fim, enquanto a Arménia está agora a cinco pontos. Cada um dos três primeiros ainda tem em falta um jogo frente aos rivais directos e o primeiro acontece a 2 de Setembro, com a Irlanda a receber a Eslováquia, enquanto a Rússia joga em casa ante a FYROM e a Arménia visita Andorra. Quatro dias depois, a Irlanda desloca-se até à Rússia, ao passo que a Eslováquia, anfitriã dos russos a 7 de Outubro, recebe a Arménia.

Grupo C
A invicta Itália continua com mais cinco pontos do que a Eslovénia, depois da vitória por 3-0 sobre a Estónia, a 3 de Junho, e tem ainda um jogo a menos em relação à segunda classificada. Se a Itália vencer nas Ilhas Faroé, a 2 de Setembro, sabe que novo triunfo em casa frente à Eslovénia, quatro dias depois, lhe garante o apuramento. No único jogo de Agosto, a Irlanda do Norte bateu as Ilhas Faroé por 4-0 e ascendeu ao terceiro lugar, a dois pontos da Eslovénia, que tem um jogo a menos, e com um a mais sobre a Sérvia. Também a 2 de Setembro, a selecção eslovena defronta a Estónia, enquanto a Sérvia visita a Irlanda do Norte.

Grupo D
A França tem mais um ponto do que a Bielorrússia, que tem mais um jogo, mas tem vantagem no confronto directo com os "bleus" caso terminem em igualdade pontual. A Bósnia-Herzegovina está a dois pontos da Bielorrússia, com um jogo a menos, e tem mais dois pontos do que Roménia e Albânia, com esta última a visitar a França a 2 de Setembro. Nesse dia, a Bielorrússia recebe a Bósnia-Herzegovina e a Roménia visita o Luxemburgo.

Grupo E
A Holanda, líder com um registo perfeito ao cabo de seis jogos, viu a sua vantagem ser encurtada para três pontos pela Suécia, que goleou a Finlândia por 5-0, enquanto a Hungria segue três pontos atrás. A Hungria defronta a Suécia a 2 de Setembro, altura em que a Holanda joga com San Marino. Se a Suécia continuar a vencer ainda pode afastar a Holanda do primeiro lugar quando ambos medirem forças em Solna, a 11 de Outubro, e ficará, pelo menos, em boa posição para ser a melhor segunda classificada.

Grupo F
Este é outro grupo renhido, pois uma vitória para cada um dos três primeiros em Junho deixou a Grécia com mais um ponto do que Croácia e Israel, mas esta última tem um jogo a mais. A Grécia desloca-se até Israel a 2 de Setembro, altura em que Malta recebe a Croácia, e a Geórgia, a quatro pontos do segundo posto, defronta a Letónia. A Croácia depende apenas de si própria já que enfrenta Israel a 6 de Setembro e visita a Grécia a 7 de Outubro.

Grupo G
Apesar de Inglaterra e Montenegro terem empatado em casa frente a Suíça e Bulgária, a 4 de Junho, a dupla de líderes manteve a vantagem de seis pontos sobre os aqueles adversários, que ocupam o terceiro lugar. Os dois da frente entram em acção a 2 de Setembro: a Inglaterra na Bulgária e o Montenegro de visita ao País de Gales. A Inglaterra recebe Gales quatro dias depois, antes da deslocação decisiva ao Montenegro a 7 de Outubro.

Grupo H
O triunfo de Portugal sobre a até então invicta Noruega, por 1-0, deixou ambos na liderança, com dez pontos, os mesmos da Dinamarca e todos com três jogos ainda por disputar. Os compromissos caseiros da Dinamarca frente à Noruega, a 6 de Setembro, e a Portugal, no mês seguinte, afiguram-se cruciais. No entanto, antes disso, a 2 de Setembro, Portugal desloca-se ao Chipre e a Noruega recebe a Islândia.

Grupo I
A campeã Espanha, com cinco vitórias em igual número de jogos, tem mais seis pontos do que a República Checa, que visita a Escócia a 2 de Setembro. Se os checos perderem pontos nessa partida, a Espanha pode desde logo apurar-se se vencer o Liechtenstein três dias depois. A cinco pontos da República Checa e com um jogo a menos, a Escócia sobe ao segundo lugar se a ganhar e bater a Lituânia quatro dias depois.

Topo