O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Qualificação Europeia: Inglaterra e Bélgica em grande, Suécia surpreende Espanha

Inglaterra e Bélgica golearam fora de portas, mas a Espanha foi bem menos feliz na visita à Suécia e viu-se ultrapassada pela rival no topo do seu grupo.

Declan Rice festeja depois de marcar o quarto golo da Inglaterra na Hungria
Declan Rice festeja depois de marcar o quarto golo da Inglaterra na Hungria SPORTSFILE

Inglaterra e Bélgica cimentaram as suas posições no topo dos respectivos grupos esta quinta-feira, mas a Espanha teve uma sorte bem diferente e cedeu a liderança do seu grupo ao ver chegar ao fim na visita à Suécia uma série de 66 jogos sem perder em jogos de apuramento para Campeonatos do Mundo.

Na quarta-feira, Cristiano Ronaldo marcou por duas vezes ao cair do pano – tornando-se no melhor marcador da história do futebol por uma selecção – e ofereceu uma vitória a Portugal com direito a cambalhota no marcador ante a Irlanda. Noutros grupos, a Dinamarca somou a quarta vitória em quatro jogos, mas França, Turquia e Países Baixos ficaram-se pelo empate.

Resumo: Portugal 2-1 República da Irlanda

O UEFA.com resume-lhe toda a acção da Jornada 4.

Todos os resultados de quinta-feira

Grupo B: Geórgia 0-1 Kosovo, Suécia 2-1 Espanha
Grupo C: Itália 1-1 Bulgária, Lituânia 1-4 Irlanda do Norte
Grupo E: República Checa 1-0 Bielorrússia, Estónia 2-5 Bélgica
Grupo I: Andorra 2-0 San Marino, Hungria 0-4 Inglaterra, Polónia 4-1 Albânia
Grupo J: Islândia 0-2 Roménia, Liechtenstein 0-2 Alemanha, Macedónia do Norte 0-0 Arménia

Selecção dos três leões ruge bem alto
A Inglaterra ampliou para cinco os seus pontos de vantagem na frente do Grupo I graças a uma grande segunda parte na Hungria, em que marcou por três vezes no espaço de 15 minutos, por intermédio de Raheem Sterling, Harry Kane e Harry Maguire. Declan Rice fechou a contagem perto do fim.

Suécia põe fim à série da Espanha
A Espanha até marcou primeiro em Solna, mas foi a Suécia que acabou por levar a melhor e subir ao topo do Grupo B. Alexander Isak empatou pouco depois de Carlos Soler abrir, bem cedo, o marcador para os visitantes e Dejan Kulusevski, com uma grande assistência, serviu Viktor Claesson para o golo da vitória, já na segunda parte. Espanha não perdia um jogo de qualificação para um Mundial desde 1993...

Itália iguala recorde, mas não ganha
A reém-coroada campeã europeia Itália igualou, por seu lado, outro recorde da Espanha a nível europeu: 35 jogos internacionais sem perder. Porém, acabou por não ir além de um empate ante uma combativa Bulgária em Florença. Federico Chiesa, com um grande golo, abriu o activo, mas Atanas Iliev empatou para a Bulgária ainda antes do intervalo. Na segunda parte a Itália bem tentou voltar à vantagem, mas Georgi Georgiev brilhou na baliza búlgara.

Outros destaques
A Bélgica esteve a perder, mas acabou por vencer sem grandes problemas na Estónia, com Romelu Lukaku a bisar. Robert Lewandowski também fez o gosto ao pé esta quinta-feira, chegando aos 11 golos nos últimos sete jogos por clube e selecção no triunfo claro da Polónia sobre a Albânia. Quanto à Alemanha, viu o seu novo seleccionador, Hans-Dieter Flick, estrear-se com uma vitória.

Todos os resultados de quarta-feira

Grupo A: Luxemburgo 2-1 Azerbaijão, Portugal 2-1 República da Irlanda
Grupo D: Cazaquistão 2-2 Ucrânia, França 1-1 Bósnia e Herzegovina
Grupo F: Dinamarca 2-0 Escócia, Ilhas Faroé 0-4 Israel, Moldávia 0-2 Áustria
Grupo G: Letónia 3-1 Gibraltar, Noruega 1-1 Países Baixos, Turquia 2-2 Montenegro
Grupo H: Malta 3-0 Chipre, Rússia 0-0 Croácia, Eslovénia 1-1 Eslováquia

Ronaldo vive mais uma noite de glória
Dois golos de Ronaldo mesmo ao cair do pano valeram a Portugal um dramático triunfo sobre a República da Irlanda. Os visitantes marcaram primeiro, por intermédio de John Egan, a fechar a primeira parte, já depois de o jovem guarda-redes Gavin Bazunu ter defendido um penálti de Ronaldo. Mas o novo reforço do Manchester United redimiu-se e bisou de cabeça nos instantes finais. Esses golos permitiram-lhe isolar-se como melhor marcador da história ao serviço de uma seleção, com 111 golos, na mesma noite em que igualou o espanhol Sergio Ramos como o jogador europeu com mais internacionalizações (180).

Griezmann evita males maiores à França
Antoine Griezmann marcou o golo que valeu a uma França reduzida a dez jogadores um ponto na recepção à Bósnia e Herzegovina. Antes, Edin Dzeko tinha dado vantagem aos visitantes.

Outros destaques
A Dinamarca, semi-finalista do UEFA EURO 2020 somou a quarta vitória em quatro jogos ao derrotar a Escócia, alargando para cinco a sua vantagem pontual no topo do seu grupo. Já no Grupo H há agora apenas três pontos a separar todas as equipas, depois de empates na Rússia e na Eslovénia e de uma vitória recorde em jogos oficiais para Malta.