Polónia e Rússia apuradas, Croácia tem de esperar

A Polónia e a Rússia são as mais recentes selecções a seguirem em frente para a fase final, mas a Croácia viu adiada a qualificação.

A Polónia festeja o apuramento

Grupo C

Bielorrússia 1-2 Holanda
Os dois excelentes golos apontados na primeira parte por Georginio Wijnaldum colocaram a Holanda a apenas um ponto de garantir o apuramento para a fase final. Mas o jogo de Minsk foi tudo menos fácil para a selecção “laranja”, que podia mesmo ter-se visto em desvantagem quando Denis Laptev rematou ao lado. Wijnaldum cabeceou para o 1-0 após um cruzamento de Quincy Promes e bisou mais tarde com um fantástico remate de longa distância. Stanislav Drahun reduziu para os anfitriões na segunda parte, mas os holandeses seguraram o triunfo.

Estónia 0-3 Alemanha
A Alemanha, agora empatada com a Holanda com 15 pontos, abriu uma diferença de três pontos sobre a terceira classificada do Grupo C, a Irlanda do Norte. Um jogo imprevisível viu Emre Can ser expulso logo aos 14 minutos, por uma entrada fora de tempo. No entanto, a Alemanha reajustou-se em campo e İlkay Gündoğan inaugurou o marcador pouco depois do intervalo, antes de Karol Mets fazer um autogolo e do recém-entrado Timo Werner fechar as contas.

Grupo E

País de Gales 1-1 Croácia
A Croácia desperdiçou a oportunidade para confirmar o seu apuramento para a fase final, face ao empate imposto pelo País de Gales, que continua bem dentro da corrida graças ao ponto conquistado. Nikola Vlašić deu vantagem à Croácia e Ivan Perišić viu o guarda-redes Wayne Hennessey negar-lhe o 2-0. Contudo, Gareth Bale empatou mesmo em cima do intervalo, finalizando com classe um passe de Ben Davies.

Hungria 1-0 Azerbaijão
A Hungria ficou mais perto da qualificação com uma vitória ante o Azerbaijão mais tranquila do que aquilo que o resultado pode indicar. Os anfitriões dominaram quase todo o encontro, com uma fantástica defesa de Emil Balayev a negar o golo a Máté Vida, mas o tento decisivo não tardou, com Mihály Korhut a facturar aos dez minutos.

Grupo G

Polónia 2-0 Macedónia do Norte
A Polónia conseguiu o triunfo de que precisava para atingir a fase final, mas precisou de 74 minutos para chegar ao primeiro golo. Robert Lewandowski cortou para dentro para tentar o remate, mas o recém-entrado Przemysław Frankowski foi mais rápido e colocou a bola por entre as pernas de Stole Dimitrievski. Seis minutos mais tarde, outro suplente, Arkadiusz Milik, fez o 2-0 com um excelente remate. A Macedónia do Norte está a cinco pontos da segunda classificada Áustria, adversária que terá de bater a seguir, em Viena.

Eslovénia - Áustria
A Áustria cimentou o seu segundo lugar no Grupo G, no seguimento de uma árdua vitória em Ljublijana. O único golo do jogo chegou aos 21 minutos, quando Stefan Posch deu o melhor seguimento de cabeça ao canto apontado por Valentino Lazaro. A noite para esquecer da Eslovénia não terminou sem que Denis Popovič fosse expulso. Tal como a Macedónia do Norte, também a Eslovénia está a cinco pontos da Áustria.

Grupo I

Chipre 0-5 Rússia
A Rússia apenas precisava de um ponto para garantir o apuramento, mas não teve problemas para conquistar os três. Os visitantes dominaram desde o apito inicial e aos nove minutos Dennis Cheryshev roubou a bola a um defesa contrário e atirou a contar. Cheryshev ofereceu, mais tarde, o 2-0 a Magomed Ozdoev, sendo que Chipre viu Kostas Laifis ser expulso pouco depois. Artem Dyzuba marcou o seu nono golo na fase de apuramento, a apenas um do israelita Eran Zahavi, antes de assistir Aleksandr Golovin e de Cheryshev fechar a goleada.

Michy Batshuayi logo após ter marcado o primeiro golo da Bélgica no Cazaquistão
Michy Batshuayi logo após ter marcado o primeiro golo da Bélgica no Cazaquistão

Cazaquistão 0-2 Bélgica
A Bélgica, que já se tinha apurado na quinta-feira, somou a oitava vitória em oito jogos. Michy Batshuayi marcou o primeiro golo do jogo em resposta a um cruzamento de Dennis Praet, antes de Thomas Meunier fechar as contas na sequência de uma deliciosa assistência de Eden Hazard. Os anfitriões iniciaram muito bem o encontro e causaram problemas aos belgas, mas a equipa visitante não facilitou e acabou por se impor.

Escócia 6-0 San Marino
Já destinada a disputar o “play-off”, a Escócia colocou finalmente um ponto final numa série de três derrotas consecutivas, fruto de um convincente triunfo. O jogo terminou ao intervalo no que à incerteza do marcador diz respeito, isto depois de John McGinn ter assinado um “hat-trick”. Os anfitriões não abrandaram o ritmo após o reatamento e selaram uma goleada mercê dos remates certeiros de Lawrence Shankland, Stuart Findlay e Stuart Armstrong.

Topo