Bélgica apura-se, Rússia quase lá

A Bélgica tornou-se a primeira equipa a apurar-se para a fase final e a Rússia também ficou perto desse objectivo.

Youri Tielemans, Nacer Chadli e Toby Alderweireld festejam um golo da Bélgica frente a San Marino
 

Grupo C

Holanda 3-1 Irlanda do Norte
A selecção “laranja” precisou de dois golos nos descontos para operar uma sensacional reviravolta e juntar-se à Alemanha e à Irlanda do Norte (que tem mais um jogo disputado), com 12 pontos. A Irlanda do Norte ameaçou a surpresa quando Josh Magennis marcou de cabeça após um cruzamento de Stuart Dallas, mas esse tento antecedeu a resposta holandesa. Memphis Depay empatou cinco minutos volvidos e fechou a contagem já depois de Luuk de Jong ter dado vantagem aos anfitriões.

Bielorrússia 0-0 Estónia
A Bielorrússia terá ainda uma possibilidade de disputar o “play-off” mercê do seu desempenho na UEFA Nations League, mas as suas esperanças de se apurar automaticamente para a fase final caíram definitivamente por terra, na sequência do nulo cedido na recepção a uma resiliente selecção da Estónia. Os já eliminados visitantes remataram cedo ao poste, através de Konstantin Vassiljev, ao passo que Stanislav Dragun também ficou perto de marcar para os anfitriões.

Grupo E

Croácia 3-0 Hungria
A Croácia passou a dispor de três pontos de vantagem na liderança, na sequência de uma excelente exibição em Split. Luka Modrić abriu caminho ao triunfo croata, com os dois tentos de Bruno Petković a revelarem-se decisivos e a antecederem a expulsão de László Kleinheisler na segunda parte. O penalty falhado por Ivan Perišić foi a única nota negativa da noite para os croatas.

Eslováquia 1-1 País de Gales
A segunda classificada Eslováquia manteve a sua vantagem de três pontos sobre o País de Gales, que é quarto e com um jogo a menos, graças ao golo do empate apontado por Juraj Kucka, aos 53 minutos. A equipa da casa viu Gareth Bale acertar na barra, isto antes de Kieffer Moore marcar o seu primeiro golo pela selecção galesa e dar aos forasteiros uma merecida vantagem aos 25 minutos.

Grupo G

Letónia 0-3 Polónia
O excelente momento de forma de Robert Lewandowski prosseguiu na Letónia, com o seu sexto “hat-trick” pela selecção a permitir o regresso às vitórias da Polónia. Dois golos nos primeiros 13 minutos ajudaram a decidir muito cedo o encontro, com o ponta-de-lança do Bayern a fechar as contas já perto do apito final. A Polónia lidera o Grupo G e pode apurar-se no domingo; ainda sem pontos, a Letónia segue na última posição.

Áustria 3-1 Israel
A Áustria teve de recuperar de uma desvantagem para subir ao segundo lugar do agrupamento, dois pontos acima da Macedónia do Norte e da Eslovénia, e com cinco de vantagem sobre Israel. Eran Zahavi deu vantagem aos visitantes com um fantástico décimo golo na fase de apuramento, mas Valentino Lazaro empatou em cima do intervalo, antes de Martin Hinteregger e Marcel Sabitzer oferecerem o triunfo à Áustria.

Macedónia do Norte 2-1 Eslovénia
Os anfitriões juntaram-se aos eslovenos com 11 pontos, mercê de dois golos de Eljif Elmas na segunda parte do encontro disputado em Skopje. Um penalty convertido por Josip Iličić nos instantes finais da partida chegou demasiado tarde para a Eslovénia, que tinha vencido os seus três anteriores jogos da fase de qualificação.

Grupo I

Bélgica 9-0 San Marino
A Bélgica tornou-se a primeira selecção a garantir a qualificação e igualou a maior margem para uma vitória, com Romelu Lukaku a assinar os seus golos número 50 e 51, intercalando o tento de Nacer Chadli e o autogolo de Christian Brolli. Toby Alderweireld, Youri Tielemans, Christian Benteke, Yari Verschaeren e Timothy Castagne também facturaram.

Rússia 4-0 Escócia
A Rússia pode juntar-se à Bélgica na fase final se somar pelo menos um ponto no domingo, mas foi preciso esperar até ao minuto 57 para que Artem Dzyuba conseguisse inaugurar o marcador, pouco antes de Magomed Ozdoev fazer o 2-0. Dzyuba bisou pouco depois, com a agonizante Escócia a sofrer ainda um quarto golo da autoria de Aleksandr Golovin e a ficar sem qualquer hipótese de se apurar automaticamente; irá agora participar no “play-off”.

Cazaquistão 1-2 Chipre
A equipa da casa parecia ter a partida controlada ao intervalo, isto após se ter adiantado no marcador por intermédio de Temirlan Yerlanov, mas um cabeceamento certeiro de Pieros Sotiriou e o primeiro golo pela selecção de Nicholas Ioannou deram a vitória a Chipre, que continua assim a sonhar com o apuramento.

Topo