Ponto de situação do apuramento

Espanha, Itália e Holanda juntaram-se à Alemanha e às anfitriãs Polónia e Ucrânia na fase final, mas há sete lugares de qualificação directa e o alinhamento do "play-off" por definir.

A República Checa espera selar o segundo lugar no Grupo I
A República Checa espera selar o segundo lugar no Grupo I ©Getty Images

Espanha, Itália e Holanda garantiram na terça-feira a qualificação para o UEFA EURO 2012, juntando-se assim à já apurada Alemanha e às co-anfitriãs Polónia e Ucrânia. Porém, seis outros grupos ainda não têm vencedor, embora alguns estejam mais bem equilibrados do que outros. Também a corrida aos lugares no "play-off" está ao rubro: apenas um agrupamento tem já definido os dois primeiros classificados.

Faltam ainda disputar duas rondas de jogos em Outubro, com os vencedores de cada um dos nove grupos a qualificarem-se directamente para a fase final, juntamente com o segundo classificado que apresente melhor registo nos encontros frente ao primeiro, terceiro, quarto e quinto classificados do respectivo grupo. Os restantes segundos classificados disputam um "play-off". Mais detalhes, incluindo os critérios de desempate em caso de igualdade pontual, podem ser encontrados nos regulamentos oficiais da competição (em inglês).

Grupo A
A Alemanha foi a primeira selecção a garantir o apuramento, a 2 de Setembro, e a corrida ao segundo posto do grupo começa também a ficar mais clara. A Áustria viu as suas hipóteses caírem por terra com o empate 0-0 frente à Turquia, actual segunda classificada, com mais dois pontos do que a Bélgica, tendo as duas ainda dois jogos por disputar. Os turcos recebem a Alemanha a 7 de Outubro, data em que a Bélgica mede forças com o Cazaquistão, mas mesmo que os belgas ascendam ao segundo posto após esses encontros terão ainda de visitar a Alemanha na derradeira ronda, quatro dias depois, altura em que a Turquia recebe o Azerbaijão.

Grupo B
Os últimos resultados de Setembro deixaram quatro equipas ainda na corrida ao apuramento. A Rússia segurou os dois pontos de vantagem sobre a República da Irlanda com um empate sem golos em Moscovo, enquanto a Arménia venceu por 4-0 na Eslováquia, alcançando assim o adversário no terceiro lugar e colocando-se a apenas um ponto da vice-liderança, ocupada pela Irlanda. A 7 de Outubro, a Rússia viaja até à Eslováquia e a Irlanda até Andorra, enquanto a Arménia recebe a Antiga República Jugoslava da Macedónia ciente de que uma vitória a poderá colocar no segundo posto da tabela antes da decisiva visita a Dublin, agendada para a derradeira ronda de jogos. Ainda nessa última jornada, a Rússia defronta Andorra e a ARJ da Macedónia recebe a Eslováquia.

Grupo C
A vitória ao cair do pano da Itália sobre a Eslovénia, por 1-0, garantiu matematicamente o primeiro lugar à "squadra azzurra", mas o segundo posto continua em aberto. Quem o ocupa actualmente é a Sérvia, com um ponto de avanço sobre a Estónia e menos um encontro disputado em relação à selecção do Báltico e à Eslovénia, quarta classificada, três pontos mais abaixo. Se a Sérvia conseguir vencer a Itália a 7 de Outubro confirma o segundo lugar, num dia em que a Estónia visita a Irlanda do Norte esperançada em que um triunfo a possa manter ainda na corrida ao "play-off". Se a Itália ganhar e a Estónia não o conseguir fazer, também a Eslovénia poderá continuar a sonhar com o segundo lutar, mas para tal terá de bater a Sérvia a 11 de Outubro. Até mesmo a Irlanda do Norte, com vitórias sobre Estónia e Itália, tem ainda hipóteses matemáticas de terminar no segundo lugar.

Grupo D
Depois do empate 0-0 na Roménia, a França lidera com um ponto de avanço sobre a Bósnia-Herzegovina, que derrotou a Bielorrússia por duas vezes em Setembro, deitando por terra as esperanças do adversário em chegar à qualificação. A Roménia encontra-se a quatro pontos da Bósnia-Herzegovina e tem ainda ténues hipóteses de chegar ao segundo lugar. Contudo, a Bósnia recebe o Luxemburgo a 7 de Outubro, data em que a França faz o mesmo à Albânia. Assim, tudo deverá ficar decidido quando as duas selecções da frente medirem forças em Paris, quatro dias mais tarde.

Grupo E
A Holanda garantiu a qualificação ao somar até ao momento oito vitórias noutros tantos jogos. Ainda assim, o primeiro lugar no grupo ainda não está definitivamente assegurado, pois a Suécia surge no segundo posto a seis pontos da selecção "laranja", mas, sejam quais forem os resultados verificados até ao final da fase de apuramento, a Holanda será sempre, pelo menos, a melhor segunda classificada. A Suécia termina a campanha em casa, frente aos holandeses, a 11 de Outubro e, para os ultrapassar, estes terão de ter perdido em casa, quatro dias antes, frente à República Moldava e os suecos terão de ter batido a Finlândia em Helsínquia nessa mesma data. Para além disso, a Suécia terá de alcançar um resultado que anule a derrota por 4-1 sofrida em Amesterdão. A Hungria, que soma os mesmos 15 pontos da Suécia, tem apenas mais um jogo para disputar, em casa, frente à Finlândia, e tem desvantagem no confronto directo com a selecção sueca, o que significa que esta garantirá que termina pelo menos no segundo posto com uma vitória em Helsínquia.

Grupo F
Os jogos de 6 de Setembro revelaram-se muito importantes, com a vitória da Croácia por 3-1 sobre Israel 3-1 a permitir-lhe ultrapassar na liderança a Grécia, que empatou 1-1 na Letónia. Assim, a Croácia garantirá o apuramento com um triunfo na Grécia, a 7 de Outubro. Caso tal não se verifique, a decisão ficará adiada para a derradeira jornada, na qual a Croácia recebe a Letónia e a Grécia visita a Geórgia. Aconteça o que acontecer, os dois primeiros lugares do grupo pertencerão sempre a croatas e gregos.

Grupo G
A Inglaterra leva agora seis pontos de vantagem sobre Montenegro, que tem ainda dois jogos por disputar contra um da selecção britânica. Esse jogo é, curiosamente, uma visita a Montenegro, a 7 de Outubro, e um empate chegará para garantir o apuramento inglês. Se Montenegro vencer, terminará no primeiro posto se derrotar também a Suíça quatro dias depois. Contudo, Montenegro soma apenas mais três pontos do que a selecção helvética, que se poderá colocar em excelente posição para chegar ao segundo lugar caso ganhe no País de Gales, quatro dias antes de medir forças com a selecção montenegrina.

Grupo H
A vitória em casa da Dinamarca sobre a Noruega permitiu-lhe igualar a selecção norueguesa e Portugal no topo da tabela. A Noruega, porém, tem apenas mais um encontro para disputar, contra dois de Portugal e da Dinamarca, e não terá hipóteses de ficar na frente do grupo em caso de igualdade pontual a três no final de todos os jogos. Portugal recebe a Islândia e a Dinamarca visita Chipre a 7 de Outubro. O jogo de todas as decisões parece destinado a ser a visita de Portugal à Dinamarca, em que a selecção portuguesa parte com ligeira vantagem pelo facto de ter já vencido os dinamarqueses por 3-1 em casa.

Grupo I
Com seis vitórias em outros tantos jogos disputados, a Espanha garantiu já o primeiro lugar. No que diz respeito à corrida ao segundo posto, a República Checa soma mais dois pontos do que a Escócia e tem vantagem no confronto directo entre as duas selecções. Os escoceses necessitam assim de somar nas visitas ao Liechtenstein e a Espanha mais três pontos do que aqueles que os checos conseguirem na recepção aos actuais campeões da Europa e na deslocação à Lituânia.