O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Verpakovskis orgulhoso assinala centenário

"Ficarei sempre orgulhoso por ter atingido 100 internacionalizações", disse Māris Verpakovskis ao UEFA.com, com o avançado letão a receber o reconhecimento oficial em pleno relvado.

Māris Verpakovskis após receber o seu boné da UEFA, como reconhecimento pelas 100 internacionalizações ao serviço da Letónia
Māris Verpakovskis após receber o seu boné da UEFA, como reconhecimento pelas 100 internacionalizações ao serviço da Letónia ©LFF

Māris Verpakovskis recebeu o reconhecimento oficial pela sua 100ª internacionalização no dia do seu 34º aniversário, esta terça-feira – quando somou a 102ª internacionalização ao serviço da Letónia, que recuperou de dois golos de desvantagem para empatar 2-2 com a Eslováquia, no Grupo G de apuramento para o Campeonato do Mundo.

O avançado atingiu o centenário em Setembro, na derrota na Grécia, por 1-0, mas teve de esperar algumas semanas até celebrar o seu feito, já no regresso a Riga. A Grécia tem um significado especial na carreira internacional do jogador do Ergotelis FC: foi lá que fez a sua estreia, aos 19 anos, marcando na vitória por 2-1 em jogo de qualificação para o UEFA EURO 2000, a 9 de Junho de 1999, e também apontou o seu 25º golo pela Letónia, um recorde, em solo grego, em Outubro de 2009.

"Estes momentos que passei com a selecção, 14 anos e meio, ficarão para sempre na minha memória", disse Verpakovskis ao UEFA.com. "São experiências inesquecíveis e estou feliz por ainda não terem acabado. Tantos jogos fantásticos, tantas pessoas interessantes, as emoções dos adeptos, colegas de equipa ... Algum dia terei que me retirar, mas ficarei sempre orgulhoso por ter atingido 100 internacionalizações pela selecção."

O apogeu de Verpakovskis coincidiu com o maior feito na história do futebol letão: o apuramento para a fase final do UEFA EURO 2004. O avançado foi peça fundamental no triunfo sobre a Turquia no "play-off", com os seus dois golos a ajudarem o país a apurar-se para o único grande torneio do seu historial. Voltou a facturar em Portugal, frente à República Checa – o tento solitário da Letónia na fase final.

Verpakovskis – que já passou por clubes na Ucrânia, Espanha, Croácia e Azerbaijão, para além de Letónia e Grécia – continua a ser o melhor marcador de sempre da selecção, com 29 golos, mas cinco colegas de equipa, do presente e do passado, possuem mais jogos:

Centenários da Letónia*
Igors Stepanovs – 100 jogos, 4 golos (1995–2011)
Māris Verpakovskis – 102, 29 (1999–presente)
Mihails Zemļinskis – 105, 12 (1991–2005)
Imants Bleidelis – 106, 10 (1995–2007)
Juris Laizāns – 111, 15 (1998–presente)
Andrejs Rubins – 117, 10 (1998–2011)
Vitālijs Astafjevs – 167, 16 (1992–2010)

*Estatísticas da Federação de Futebol da Letónia (LFF)