O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Bélgica na fase final após derrotar Croácia

Croácia 1-2 Bélgica
Os homens de Marc Wilmorts asseguraram a presença no Brasil graças a dois golos do atacante Lukaku.

Romelu Lukaku celebra após fazer o seu segundo golo em Zagreb
Romelu Lukaku celebra após fazer o seu segundo golo em Zagreb ©AFP/Getty Images

A Bélgica confirmou a sua presença na fase final no Brasil, no próximo Verão, graças a dois golos de Romelu Lukaku ainda na primeira parte, assegurando os três pontos em Zagreb que selaram o primeiro lugar no Grupo A.

A Croácia, segunda classificada, era a única selecção que poderia desalojar a equipa de Marc Wilmots da liderança e apenas uma vitória no Stadion Maksimir manteria em aberto essa possibilidade. Contudo, Lukaku marcou por duas vezes antes do intervalo o que deitou por terra o golo apontado depois pelo suplente Niko Kranjčar, com os croatas, agora, a apenas poder aspirar a disputar o "play-off".

Com os belgas a precisarem apenas de um ponto para assegurar o bilhete para o Campeonato do Mundo, a equipa de Igor Štimac não tinha alternativa senão atacar e Ivan Perišić quase deu uma grande alegria aos croatas, acorrendo a um cruzamento de Ivan Rakitić, mas falhando o alvo. Os visitantes demoraram pouco tempo a punir os locais: aos 15 minutos Steven Defour aproveitou uma perda de bola de Perišić para desmarcar Lukaku, que driblou Stipe Pletikosa e marcou tranquilamente.

Depois de evitar que Marouane Fellaini ampliasse a vantagem, Pletikosa nada pôde fazer quando o goleador do Everton FC lhe apareceu novamente isolado, aos 38 minutos e, depois de correr metade do relvado, rematar sob o corpo do guardião croata.

Štimac fez alterações ao intervalo, fazendo entrar Nikola Kalinić, que cedo pôs à prova Thibaut Courtois, ainda que a Bélgica se tenha recusado a entregar a gestão do jogo aos locais. E assim foi até ao minuto 83 quando Kranjčar fez a recarga a um primeiro remate de Kalinić, que havia sido defendido. Este lance surgiu tarde de mais para fazer a diferença, com a Bélgica a carimbar o primeiro acesso a uma fase final do Mundial desde 2002.