O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Lituânia volta a vencer o Liechtenstein

Lituânia 2-0 Liechtenstein
Golos de Deivydas Matulevičius e Tadas Kijanskas ainda na primeira parte permitiram à selecção da casa voltar a bater o último classificado do Grupo G.

Tadas Kijanskas (à esquerda) não esconde a sua alegria depois de apontar o segundo golo da Lituânia
Tadas Kijanskas (à esquerda) não esconde a sua alegria depois de apontar o segundo golo da Lituânia ©Valdas Knyzelis

Deivydas Matulevičius e Tadas Kijanskas assinaram os golos que permitiram à Lituânia bater o Liechtenstein pela segunda vez no Grupo G da fase de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2014.

Matulevičius colocou a selecção do Báltico na frente à passagem do minuto 18, aproveitando da melhor forma um erro do sector recuado adversário, e o defesa Kijanskas fez o 2-0 ainda antes do intervalo. Os pupilos de Csaba László, já fora da luta pelos dois primeiros lugares do grupo, vão agora procurar somar novos triunfos quando receberem a Letónia e a Bósnia e Herzegovina, nos seus dois derradeiros jogos nesta fase de apuramento.

A Lituânia entrou em campo apostada em colocar ponto final numa série de jogos sem vencer que durava já desde o triunfo por 2-0 obtido em Vaduz, há 11 meses. Matulevičius, com um remate do lado esquerdo da grande área do Liechtenstein, testou a atenção de Peter Jehle que, cinco minutos depois, contudo, nada pôde fazer para evitar que o mesmo jogador inaugurasse mesmo o marcador, aproveitando da melhor forma uma situação de um para um.

Matulevičius, ponta-de-lança do CS Pandurii Târgu Jiu, continuou a estar na génese dos lances mais perigosos da Lituânia depois do golo e logo de seguida cabeceou ligeiramente por cima após cruzamento de Deividas Česnauskis. Mas, a cinco minutos do intervalo, a selecção da casa chegou mesmo ao 2-0, quando Kijanskas desviou para o fundo das redes um centro do mais novo dos irmãos Česnauskis, Edgaras.

A partir daí a Lituânia, satisfeita com a vantagem, desacelerou, mas os visitantes apenas por uma vez estiveram perto de marcar, com Mathias Christen a surgir em boa posição na grande área adversária e a permitir a defesa de Žydrūnas Karčemarskas.