Bis de Ibrahimović coloca Suécia no EURO

Dinamarca 2-2 Suécia (total: 3-4)
O bis de Zlatan Ibrahimović fez a diferença para a Suécia, que se apurou para o EURO 2016 apesar da reacção tardia da Dinamarca, que valeu o empate.

Highlights: Watch Zlatan's Sweden double
  • Suécia apura-se para o quinto EURO consecutivo, o sexto no total
  • Bis de Zlatan Ibrahimović deixa-o com 11 golos em dez partidas de qualificação
  • Dinamarca, em desvantagem por 2-1, acerta na barra quando o resultado estava a zero
  • Segundo tento de Ibrahimović surge na conversão fantástica de um livre
  • Equipas usam braçadeiras negras e cumprem um minuto de silêncio em homenagem aos acontecimentos em Paris

Zlatan Ibrahimović foi de novo inspirador para a Suécia, ao bisar - o último na cobrança fantástica de um livre - no empate a dois diante da Dinamarca, que valeu o apuramento para o UEFA EURO 2016.

A Dinamarca entrou melhor, como esperado, e logo no sétimo minuto esteve perto de se colocar em vantagem no "play-off". Canto da direita de Christian Eriksen ao primeiro poste, com Yussuf Poulsen a desviar e Kim Källström, ao tentar aliviar, não consegue melhor que desviar contra a barra.

No entanto, aos 19 minutos, contra a corrente do jogo e num lance de bola parada, a Suécia adianta-se no marcador. Canto de Källström ao primeiro poste com Zlatan Ibrahimović a escapar-se a Simon Kjær para, com um simples toque de pé direito, pleno de classe, inaugurar o marcador. Os anfitriões acusaram o golo e não mais voltaram a pressionar como tinham feito até ao tento do No10 sueco, e seria o capitão visitante a estar perto de fazer o segundo da noite, no minuto 27, ao isolar-se na esquerda. No entanto, na cara de Kasper Schmeichel, não o conseguiu bater.

Era o sinal que faltava para o assumir de controlo dos acontecimentos por parte da Suécia, que voltou a estar perto de aumentar a vantagem no minuto 40, quando após um centro da esquerda do inevitável Ibrahimović, Daniel Agger, pressionado por um adversário, quase faz um autogolo.

A perder ao intervalo, Morten Olsen arrisca no ataque, colocando em campo Michael Krohn-Dehli para o lugar de Thomas Delaney. Apesar de dominar, apenas no minuto 72 a Dinamarca cria perigo. Lançamento lateral muito longo da esquerda, com a bola a sobrar, após um primeiro corte incompleto de Erik Johansson, para Christian Eriksen. Mas o remate do criativo resvala em Sebastian Larsson e vai ao encontro de Isaksson, que evita, com manifesta felicidade, o tento da igualdade. 

Mas, quatro minutos depois, o "play-off" ficaria praticamente decidido. Livre a 25 metros da baliza, com Ibrahimović a rematar colocadíssimo, bem ao canto, sem hipóteses para Schmeichel.

Apesar de precisar de marcar quatro golos, a Dinamarca não desistiu, com Yussuf Poulsen a reduzir de cabeça, ao segundo poste, a centro da esquerda de Riza Durmisi, no minuto 81. Só que já era tarde demais para dar a volta, pois apesar do 2-2, surgido com um potente cabeceamento de Jannik Vestergaard, o jogo terminaria pouco depois, com os suecos a festejaram o apuramento para o EURO 2016 em Copenhaga.

Topo