Golo de Cesar não chega para travar Ucrânia

Eslovénia 1-1 Ucrânia (total: 1-3)
Boštjan Cesar marcou cedo mas os anfitriões não conseguiram anular a desvantagem, sofrendo o empate forasteiro à beira do fim.

Highlights: See how Ukraine sealed finals spot
  • Ucrânia, co-anfitriã em 2012, qualifica-se pela primeira vez para um EURO
  • Boštjan Cesar marca cedo, de cabeça, e deixa a Eslovénia a sonhar com a reviravolta
  • Andriy Pyatov faz uma defesa decisiva, a novo remate de Cesar, e impede os anfitriões de igualarem a eliminatória
  • Mišo Brečko expulso nos últimos minutos, Andriy Yarmolenko empata ao cair do pano
  • Equipas usam braçadeiras negras e respeitam um minuto de silêncio na sequência dos trágicos acontecimentos em Paris

A Eslovénia marcou cedo através do capitão Boštjan Cesar, aos 11 minutos, mas o segundo golo do jogo só surgiu aos 97, para a Ucrânia, com Andriy Yarmolenko a ditar o empate na segunda mão do "play-off", bem como a primeira qualificação do seu país para um Campeonato da Europa da UEFA.

O primeiro remate de perigo do jogo em Maribor pertenceu aos visitantes, com Yevhen Konoplyanka a testar a atenção de Samir Handanovič com um disparo de longe.

A equipa de Srečko Katanec respondeu com grande eficácia e aos 11 minutos marcou o golo que precisava para relançar a eliminatória. Milivoje Novakovič marcou um livre tenso para a área, Andriy Pyatov defendeu para a frente e Cesar marcou na recarga

A Ucrânia não se deixou abater e Yevhen Seleznyov rematou de longe para mais uma defesa de Handanovič, aos 14 minuto, e à passagem da meia-hora o avançado surgiu a concluir uma rápida jogada de contra-ataque, mas voltou a perder o duelo com o guarda-redes esloveno. Nejc Pečnik fez o último remate da primeira parte, a 3 minutos do intervalo, mas Pyatov segurou a vantagem tangencial da Ucrânia no "play-off".

O conjunto de Mykhailo Fomenko ficou perto de sentenciar a eliminatória aos 50 minutos. Konoplyanka rematou forte para uma defesa muito complicada de Handanovič. Os visitantes ganharam ascendente na segunda parte e aos 72 minutos Handanovič teve de se aplicar por duas vezes, para negar o golo a Vyacheslav Shevchuk e a Yarmolenko. Dois minutos depois o avançado rematou forte para mais uma excelente defesa do esloveno.

O capitão Cesar esteve perto de bisar para a Eslovénia quando surgiu a cabecear na sequência de um canto, aos 75 minutos, mas Pyatov fez uma defesa sensacional. O guarda-redes voltou a brilhar aos 81 minutos, quando René Krhin surgiu a cabecear após novo canto, e segurou o apuramento da Ucrânia. Mišo Brečko foi expulso ao cair do pano e já não viu o golo do empate dos ucranianos, com Yarmolenko a concluir um rápido contra-ataque aos 97 minutos, que permitiu aos visitantes respirarem de alívio e começaram de imediato os festejos.

Topo