Portugal e Dinamarca apurados, Rashford brilha

Portugal e Dinamarca ganharam esta terça-feira e já estão na fase final, ao passo que Marcus Rashford apontou um "hat-trick" na sua estreia pelos Sub-21 ingleses.

©Getty Images
  • Pela primeira vez a fase final vai contar com 12 equipas
  • Anfitriã Polónia terá a companhia de 11 apurados na fase de grupos, na fase final em Junho de 2017
  • Nove vencedores dos grupos apuram-se automaticamente
  • Quatro segundos classificados com o melhor registo frente ao primeiro, terceiro, quarto e quinto do respectivo grupo seguem para o "play-off", onde se vai decidir os restantes dois apurados
  • CLASSIFICAÇÕES
  • JOGOS
  • Actual melhor marcador: Patrick Schick (República Checa) 10 – todas as estatísticas

Já apurados: Dinamarca, Portugal, Polónia (anfitriã).

Grupo 1
O golo ao cair do pano de Youri Tielemans, em Louvain, animou as coisas no Grupo 1. A República Checa teria assegurado o apuramento caso tivesse derrotado a Bélgica, mas o triunfo da equipa da casa deixou os "Diabos Vermelhos" a dois pontos dos líderes do agrupamento – mas os checos têm mais um jogo disputado

Federico Di Francesco após marcar para a Itália
Federico Di Francesco após marcar para a Itália©Getty Images

Grupo 2
Federico Di Francesco bisou na vitória por 3-0 da Itália sobre Andorra, deixando os italianos na liderança, agora com seis pontos de vantagem sobre a Sérvia, apesar de isso não assegurar a conquista do grupo. Os sérvios ultrapassaram a Eslovénia na classificação com uma vitória por 3-2 sobre a República da Irlanda, com o capitão Uroš Djurdjević a bisar na partida realizada em Novi Sad.

Grupo 3
Corentin Tolisso, que representa o Olympique Lyon, marcou os golos da vitória da França, por 2-0, na recepção à Islândia, que iniciara a jornada como líder do grupo. O primeiro lugar é agora ocupado pela Macedónia, que venceu a Irlanda do Norte pelo mesmo resultado. Os macedónios concluirão o grupo na liderança se derrotarem a Escócia na derradeira jornada, desde que a Islândia não vença os dois encontros que lhe faltam disputar.

Grupo 4
Portugal carimbou o seu apuramento para a fase final com o golo solitário do jogador do Sporting, Gelson Martins, na partida realizada no Estádio Cidade de Barcelos com a Grécia. Israel é segunda classificada, a sete pontos da selecção comandada por Rui Jorge, após uma goleada por 4-0 sobre o Liechtenstein.

Grupo 5
A Dinamarca tem a Polónia à vista após ter vencido em casa a adversária mais próxima, Roménia, por 3-1. Pione Sisto colocou os dinamarqueses em vantagem aos dez minutos e o jogo já chegou sentenciado ao intervalo, uma vez que Marcus Ingvartsen bisou em muito pouco tempo.

Grupo 6
Um grupo em que ainda é difícil adivinhar quem seguirá em frente, uma vez que os três primeiros classificados perderam pontos. A Suécia empatou 1-1 na recepção à Espanha na segunda-feira, o que deveria ter sido uma excelente notícia para a líder Croácia. No entanto, os croatas precisaram de dois golos de Stipe Perica, da Udinese, para empatarem 2-2, no dia seguinte, na Geórgia.

A Alemanha festeja o golo da vitória na Finlândia
A Alemanha festeja o golo da vitória na Finlândia©Getty Images

Grupo 7
O autogolo de Sauli Väisänen na Finlândia ditou o oitavo triunfo consecutivo da da Alemanha, que tem agora cinco pontos de vantagem sobre o adversário mais próximo, quando faltam duas jornadas para a conclusão do grupo. A Áustria – que empatou 1-1 na Rússia – é a única equipa que poderá impedir os alemães de se apurarem para a fase final.

Grupo 8
O domínio da Eslováquia foi reforçado na sexta-feira, quando a Holanda e a Bielorrússia empataram 2-2 em Minsk. A Eslováquia venceu, depois, no Chipre, por 3-0, passando a dispor de uma vantagem de cinco pontos sobre a concorrência, pelo que só necessitará de um empate com Bielorrússia ou Turquia, no próximo mês, para assegurar o primeiro posto. Somente a Holanda poderá ainda alcançar os eslovacos.

Grupo 9
Marcus Rashford, do Manchester United, logrou um "hat-trick" na sua estreia pelos Sub-21 da Inglaterra, que golearam, em Colchester, a Noruega, por 6-1, resultado que os deixou com dois pontos de vantagem sobre a Suíça, a qual foi incapaz de derrubar, em Sarajevo, a resistência de uma Bósnia-Herzegovina reduzida a dez elementos.

Topo