O "site" oficial do futebol europeu

Resultado injusto para Bento

Publicado: Sábado, 13 de Outubro de 2012, 1.07CET
Paulo Bento destacou a eficácia da Rússia e a injustiça do desfecho na vitória de 1-0 sobre Portugal, enquanto Fabio Capello enalteceu o empenho e a vontade da sua equipa.
por Dmitri Rogovitski
Resultado injusto para Bento
Cristiano Ronaldo tenta escapar à atenção do russo Vasili Berezutski ©AFP/Getty Images

Publicado: Sábado, 13 de Outubro de 2012, 1.07CET

Resultado injusto para Bento

Paulo Bento destacou a eficácia da Rússia e a injustiça do desfecho na vitória de 1-0 sobre Portugal, enquanto Fabio Capello enalteceu o empenho e a vontade da sua equipa.

O seleccionador de Portugal, Paulo Bento, destacou a eficácia da Rússia na vitória de 1-0 sobre a sua equipa, num jogo do Grupo F de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2014 cujo resultado considerou injusto, enquanto o homólogo Fabio Capello enalteceu o empenho e vontade da sua equipa.

Paulo Bento, seleccionador de Portugal
O futebol é um jogo de erros em que em alguns momentos acabam por nos penalizar mais do que noutros, mas a verdade é que não podemos nem devemos resumir o jogo ao erro do Ruben Micael. Durante o jogo cometemos mais erros. Fizemos uma primeira parte melhor do que a segunda. Tivemos uma boa reacção e penso que o resultado no final da primeira parte e também no final dos 90 minutos não é um resultado justo para aquilo que as duas equipas produziram.

A Rússia jogou depois com a estratégia que já tinha feito noutros jogos após estar em vantagem, ou seja, baixou um pouco mais as suas linhas, tentou sair em contra-ataque normalmente no homem da frente, [Aleksandr] Kerzhakov primeiro e [Aleksandr] Kokorin depois. Esse momento de transição ofensiva do adversário foi bem controlado por nós na maior parte das vezes. Na segunda parte, estivemos algo mais ansiosos, não tão pacientes como estivemos na primeira parte. Não construímos tantas situações de golo como na primeira, apesar de também sermos dominadores.

Em termos de oportunidades de golo e de qualidade de jogo não me parece que o adversário nos tenha sido superior. Foi realmente mais eficaz, aproveitou bem o seu momento e agora é ganhar na terça-feira [em casa diante da Irlanda do Norte]. Teremos de receber a Rússia também e até lá competir como temos feito até aqui, tentar melhorar algumas coisas que hoje não fizemos tão bem e não pôr tudo em causa porque perdemos um jogo, na minha maneira de ver, de uma forma injusta.

Bruno Alves, defesa de Portugal
Saímos daqui derrotados. Não foi justo. A Rússia não foi melhor do que nós, pois tivemos as melhores oportunidades. Nada está perdido. Temos ainda muitos jogos pela frente e queremos garantir a qualificação, tivemos alguma infelicidade.

Pepe, defesa de Portugal
A melhor equipa em campo foi Portugal. Criámos as melhores oportunidades de golos, mas o futebol é isto mesmo, eles tiveram a sorte do jogo. Não conseguimos sair da maneira como temos treinado. Foi uma transição muito rápida deles e apanhou a equipa de Portugal desprevenida, mas está tudo em aberto. Temos de continuar a trabalhar da mesma maneira e corrigir pequenos aspectos. Hoje fomos superiores à selecção russa.

Miguel Veloso, médio de Portugal
As pessoas que viram este jogo sabem que Portugal não mereceu esta derrota, até porque tudo fizemos nos 90 minutos para tentar ganhar. A Rússia teve uma oportunidade de golo, conseguiu concretizar e nós infelizmente mais uma vez criámos e não conseguimos fazer o golo. Era um importante, mas não decisivo. Agora é pensar já no próximo jogo contra a Irlanda do Norte e ganhar.

Nani, avançado de Portugal
Sabíamos que eles iam entrar fortes nos primeiros 15 minutos e foi o que aconteceu. Tivemos a infelicidade de uma perda de bola e eles num contra-ataque conseguiram fazer o golo, mas penso que a partir dominámos o jogo e criámos oportunidades. Temos de levantar a cabeça, ainda faltam muitos jogos e estamos confiantes.

Fabio Capello, seleccionador da Rússia
Esperávamos um jogo difícil, mas jogámos com muito empenho e vontade de vencer e estas qualidades ajudaram-nos. Outro detalhe importante foi o apoio dos adeptos à nossa equipa. Ajudou-nos imenso. Eles são uma grande equipa, com jogadores de qualidade, mas nós conseguimos resistir à pressão e isso torna a nossa vitória ainda mais valiosa. Não houve nenhum jogador da Rússia que não tivesse dado menos de 100 por cento.

A partir de hoje o jantar no hotel e até o último minuto antes do nosso próximo jogo com o Azerbaijão, vou fazer o meu melhor para evitar a complacência. Vou dizer aos meus jogadores para esquecerem este resultado e começar a prepará-los para terça-feira. Vencemos um adversário muito forte, o que irá aumentar a nossa auto-estima, mas temos apenas três jogos na qualificação. São apenas três pontos.

Aleksandr Kerzhakov, avançado da Rússia
Foi uma vitória merecida. Esperávamos um jogo difícil porque enfren távamos um adversário muito forte. Quanto ao golo, os meus colegas estiveram brilhantes e [Roman] Shirokov fez um excelente passe. Tentei colocar a bola perto do poste, mas não consegui. Tenho de admitir que foi muito duro assistir aos últimos minutos do banco de suplentes, mas depois parece que os nossos visitantes deixaram de jogar aos 75 minutos.

Roman Shirokov, médio da Rússia
Vencemos este jogo graças ao trabalho de equipa e ao nosso jogo compacto. Queríamos manter a posse de bola no final porque Portugal aumentou a pressão. Somos favoritos agora no grupo, uma vez que estamos três pontos à frente de Portugal. Mas é proibido subestimar o Azerbaijão. Sabemos a importância do próximo encontro.

Última actualização: 13-10-12 13.43CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas
Jogo relacionado

http://pt.uefa.com/worldcup/news/newsid=1876825.html#resultado+injusto+para+bento

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.